Sexta-feira 6 Shawwal 1441 - 29 Maio 2020
Portuguese

A coleta de uma amostra de sangue para teste não invalida o jejum

Pergunta

A coleta de uma amostra de sangue de 5 cc afeta o jejum?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Isso não afeta o jejum, porque é pouca quantidade e não enfraquece a pessoa em jejum.

O Shaikh Ibn Baaz foi questionado quanto à regra sobre uma pessoa que tem sangue colhido enquanto está em jejum no Ramadan, com a finalidade de teste. Ele respondeu:

Um teste dessa natureza não afeta o jejum, ao contrário, é desculpado, porque é algo necessário e não é como as coisas conhecidas por quebrar o jejum de acordo com a shari’ah.

Majmu’ Fataawa Ibn Baaz, 15/274.

O Shaikh Ibn ‘Uthaimin foi questionado em Fataawa Arkaan al-Islam, p. 478, sobre o parecer em relação a uma pessoa em jejum que faz um exame de sangue e se isso quebra o jejum. Ele respondeu:

A pessoa em jejum não o quebra ao coletar sangue para um teste. Se o médico precisar coletar sangue do paciente para testá-lo, isso não interrompe o jejum, porque é uma pequena quantidade de sangue e não afeta o corpo da mesma maneira que as ventosas afetariam. O princípio básico é que o jejum permanece válido e não pode ser quebrado, exceto por coisas pelas quais há evidências de que afetem o jejum. Nesse caso, não há evidências de que a pessoa em jejum interrompa seu jejum por causa dessa pequena quantidade de sangue. No que diz respeito à retirada de uma grande quantidade de sangue de uma pessoa em jejum, a fim de doá-lo a alguém que precise, por exemplo, se for retirada uma grande quantidade de sangue que tenha o mesmo efeito sobre o corpo que a ventosa, quebra o jejum. Com base nisso, se o jejum for obrigatório, não será permitido que ninguém doe uma grande quantidade de sangue a outra pessoa, a menos que a pessoa que tenha que receber esse sangue esteja em extrema necessidade e não possa esperar até que o sol se ponha, e também, que os médicos decidam que o sangue dessa pessoa em jejum a beneficiará e atenderá sua necessidade imediata. Nesse caso, não há nada errado em doar sangue, e o jejuador pode quebrar o jejum, comer e beber para recuperar suas forças, e ele deve, posteriormente, compensar esse dia que quebrou o jejum.

Enviar comentário