Segunda-feira 24 Muharram 1441 - 23 Setembro 2019
Portuguese

O Significado da palavra “Taaghut”

Pergunta

A minha pergunta é, será que o termo Taaghut inclui objetos que não chamam as pessoas a adorá-los, como o sol, as árvores, os ídolos, as pedras? Além disso, os muçulmanos virtuosos, como Imam Shafi', são chamados de Taaghut se as pessoas os adoram ou adoram as suas sepulturas?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Nem tudo o que é adorado em vez de Allah pode ser considerado como taaghut. O ponto de vista acadêmico mais correto sobre o significado da palavra Taaghut é o de Ibn Jarir al-Tabari, que disse em seu Tafsir (3/21):

“A opinião correta a respeito dos Taaghut, no meu ponto de vista, é que este refere-se a todos os que arrogam uma posição que convém somente a Allah, e por isso são adorados em vez d'Ele, quer forçando os outros a adorá-los ou aceitando sua adoração voluntária. O que é, portanto, adorado pode ser um ser humano, ou um Shaytaan (diabo), ou um ídolo, ou uma estátua, ou algum outro ser.”

Ele também disse que a raiz da palavra “Taaghut” implica colocar-se numa posição mais elevada, ultrapassando o limite.

Os Profetas, estudiosos, pessoas virtuosas e Awliyaa’ (aqueles próximos de Allah) não forçaram as pessoas a adorá-los ou a obedecê-los em tal coisa. Pelo contrário, eles emitiram um aviso severo contra isso. O propósito por trás do envio dos mensageiros por Allah para a humanidade era para chamar a acreditar em Allah somente e não acreditar em outros deuses além d’Ele. Allah diz (interpretação do significado):

“E, com efeito, enviamos a cada comunidade um Mensageiro, para dizer: ‘Adorai a Allah e evitai At-Taghut.’” [al-Nahl 16:36]

E Allah diz (interpretação do significado):

“E lembra-lhes de quando Allah dirá: ‘Ó Jesus, filho de Maria! Disseste tu aos homens: ‘Tomai-me e a minha mãe por dois deuses, além de Allah’?’ Ele dirá: ‘Glorificado sejas! Não me é admissível dizer o que me não é de direito. Se o houvesse dito, com efeito, Tu o haverias sabido. Tu sabes o que há em mim, e não sei o que há em Ti. Por certo, Tu, Tu és O Profundo Sabedor das cousas invisíveis. Não lhes disse senão o que me ordenaste: ‘Adorai a Allah, meu Senhor e vosso Senhor’. E fui testemunha deles, enquanto permaneci entre eles. Então, quando findaste meus dias na terra, Tu foste, sobre eles, O Observante. E Tu, de todas as cousas, és Testemunha.’” [al-Maa'idah 5:116-117]

Se as pessoas adoram Profetas ou estudiosos em vez de Allah, não devemos aplicar a palavra Taaghut ao objeto de sua adoração.

Se as pessoas exageram sobre al-Shaafa'i ou qualquer outro estudioso (que Allah tenha misericórdia deles), e suplicam pela sua ajuda, em vez de Allah, ou adoram seus túmulos, não há pecado sobre aqueles estudiosos; pelo contrário, o fardo do pecado é sobre aquele que associa outros na adoração a Allah (Shirk). O mesmo se aplica no caso dos cristãos que adoram 'Issaa (Jesus - que a paz esteja com ele) ao lado de Allah. ‘Issaa (que a paz esteja com ele) não terá qualquer parte de seu fardo do pecado. Uma breve definição de Taaghut é: quem é adorado em vez de Allah e aceita isso. É bem conhecido que ‘Issaa (que a paz esteja com ele) e outros Profetas, e também al-Shaafa'i e outros estudiosos, que criam em Allah somente (Tawhid), jamais aceitariam serem adorados em vez de Allah. Pelo contrário, eles proibiram isso e pregaram a mensagem do Tawhid. Allah diz (interpretação do significado):

“E lembra-lhes de quando Allah dirá: ‘Ó Jesus, filho de Maria! Disseste tu aos homens: ‘Tomai-me e a minha mãe por dois deuses, além de Allah’?’ Ele dirá: ‘Glorificado sejas! Não me é admissível dizer o que me não é de direito. Se o houvesse dito, com efeito, Tu o haverias sabido. Tu sabes o que há em mim, e não sei o que há em Ti. Por certo, Tu, Tu és O Profundo Sabedor das cousas invisíveis. Não lhes disse senão o que me ordenaste: ‘Adorai a Allah, meu Senhor e vosso Senhor’. E fui testemunha deles, enquanto permaneci entre eles. Então, quando findaste meus dias na terra, Tu foste, sobre eles, O Observante. E Tu, de todas as cousas, és Testemunha.’” [al-Maa'idah 5:116-117]

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid

Enviar comentário