Domingo 19 Dhu Al-Qa'dah 1440 - 21 Julho 2019
Portuguese

O direito da mulher de recusar casamento com alguém

60

Data de publicação : 08-05-2016

Vistas : 1167

Pergunta

Tenho uma pergunta a fazer sobre minha amiga. Ela tem 17 anos e eles acabaram de se mudar de seu país natal para aqui e os guardiões dela e a mãe dela querem que ela se case com um primo que vivia na mesma casa que ela naquele país. Mas esta moça realmente se recusa a casar com ele porque ela não gosta dele por alguma razão e ela está implorando e chorando para a mãe dela para não a forçar a casar com ele. Esta moça está dizendo que não será feliz com ele.
Minha pergunta é: As moças têm o direito de recusar o casamento se não gostam do homem?
Esta moça é religiosa e vai à escola, mas ela não conhece ninguém com quem ela possa falar sobre isso e ela realmente não quer se casar com ele e a mãe dela está pressionando-a dizendo para ela que ela irá morrer e será destruída se ela não se casar com este homem e a mãe dela está dizendo que ninguém irá se casar com ela pois ela não é bela nem rica.
Peço desculpa pela pergunta longa, mas por favor me respondam o mais rápido possível.

Texto da resposta

Alhamdulilah (Todos os louvores são para Allah).

Esta situação sobre a qual a irmã está perguntando é comum e ocorre frequentemente como resultado de um conflito de interesses entre os pais e suas filhas. Poderia ser para um benefício ou interesse que a mãe ou o pai veem, mas a filha não, e cada um vê o assunto por uma perspectiva diferente ou com uma consideração particular. E talvez a opinião dos pais seja a apropriada e correta como resultado de suas dificuldades e maior experiência de vida anteriores. E talvez a mulher, por vezes, olhe mais para a aparência do noivo do que qualquer outra coisa, enquanto que os pais podem olhar para outras considerações, como o seu estatuto de família, ou uma longa e bem-sucedida carreira ou emprego. É claro que nada disto significa que a opinião da mulher não seja muitas vezes mais correta e preferível, particularmente quando a opinião dos pais surge mais pelos benefícios que podem ganhar após o casamento ser realizado, e eles na verdade não fazem como prioridade sua filha que é o mais importante neste assunto. E, enquanto se deve ser vigilante da importância da obediência aos pais e a luta consigo mesmo para realizar seus desejos e dar prioridade às suas opiniões, a questão deve ser claramente feita de que os seguintes dois ahadith do Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam com ele) devem ser obedecidos e implementados, pois nos dois ahadith se encontra a resposta completa para a sua pergunta e para perguntas de outras pessoas em situações semelhantes:

O primeiro hadith:

“Se aquele cujo caráter e din (prática da religião) lhe satisfaz lhe pede em casamento, então case-se com ele, pois se não o fizer, haverá fitnah na terra e vasta corrupção.” (Tirmidhi e outros, veja Sunan Tirmidhi #1085 e é hassan (confiável) como dito em Sahih ul-Jaami’ #270) (“Fitnah” aqui pode ser entendido como se referindo à tentação à fornicação, animosidade e o corte de relações entre pessoas e seus parentes, e a proliferação do ódio.)

O segundo hadith:

Buraida (que Allah esteja satisfeito com ele) disse que uma jovem mulher veio até ao Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam com ele) e disse, “Meu pai me casou com o filho do seu irmão (isto é, o seu primo) para aumentar o seu estatuto entre as pessoas”, então o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam com ele) colocou a resolução do problema nas mãos dela (isto é, afirmou que a validade do casamento estava condicionada à aprovação dela e que seria anulado com sua recusa). Então ela disse, “Eu autorizo e confirmo o que ele fez, mas eu queria que as mulheres soubessem que os pais não podem forçar sua vontade nestes assuntos”.

E foi narrado por Nisaa’i via Abdullah ibn Buraida via Aa’isha que uma jovem mulher veio até ela e disse, “Meu pai me casou com o filho de seu irmão para aumentar seu estatuto entre as pessoas e eu não tenho desejo (em concordar com isso)”, então ela disse, “Sente-se até o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam com ele) vir”. Então o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam com ele) veio e ela o informou sobre a situação, então ele pediu que o pai dela o visitasse e afirmou que o assunto está nas mãos da noiva. Então ela disse, “Ó Profeta de Allah, eu autorizo e confirmo o que meu pai fez, mas eu queria saber se as mulheres têm poder de decisão neste assunto ou não.” (Sunan al-Nisaa’I, Kitaab al-Nikaah min Sunanihi e é sahih).

Peço a Allah por seu sucesso e direcionamento para para aquilo no qual há bênçãos para você e sua família e que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre nosso Profeta Muhammad.

A Fonte: Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid

Enviar comentário