Quarta-feira 11 Muharram 1446 - 17 Julho 2024
Portuguese

Sua esposa está amamentando; ele deveria adiar o Hajj até o próximo ano?

Pergunta

Eu pretendia realizar o Hajj este ano, mas minha esposa está amamentando, então decidi adiar o Hajj para o próximo ano, insha’Allah. Observe que minha situação financeira é boa, louvado seja Allah. Eu tenho que fazer alguma coisa?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Se você já fez o Hajj obrigatório, então você tem escolha entre fazer o Hajj voluntário este ano ou adiá-lo até o próximo ano, por causa do que você mencionou sobre estar ocupado com sua família ou querer ficar com eles, e assim por diante. Nesse caso, você pode optar por não o fazer, porque é voluntário e não obrigatório.

Mas, se a questão é sobre o Hajj obrigatório, então depende. Existem dois pontos de vista acadêmicos: um dos quais é quando alguém pode pagar, o Hajj torna-se obrigatório e deve ser realizado no mesmo ano; a outra visão diz que pode ser adiado. No entanto, a visão mais correta é que ele se torna obrigatório com efeito imediato e deve ser realizado no mesmo ano. Aquele que pode arcar com as despesas e meios de transporte é obrigado a fazer o Hajj, e não é permitido adiá-lo. Consulte a pergunta n° 41702 .

Com base nisso, se deixar sua esposa não for causar nenhum dano a ela ou ao filho, então você deve fazer o Hajj este ano e não tem a opção de adiá-lo na esperança de que sua família possa ir com você. Porém, se sua esposa tiver dinheiro suficiente para fazer o Hajj, ou você puder pagar as despesas do Hajj para ela, e ir ao Hajj não a prejudicar, nem ao seu bebê, ou ainda, se ela puder deixar o bebê com alguém que cuide dele, então ela é obrigada a ir para o Hajj. Caso contrário, é permitido que ela adie.

A questão é que o Hajj pode ser obrigatório para o marido, mas não para a esposa, dependendo se as condições são atendidas ou se há algum impedimento. Portanto, o marido não deve adiar seu Hajj obrigatório por querer levar junto sua esposa.

Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) recebeu a seguinte pergunta: Minha esposa ainda não fez o Hajj obrigatório e temos um bebê de quatro meses que está sendo amamentado por sua mãe. Ela deve fazer o Hajj ou ficar com seu bebê? E é melhor, se ela for para o Hajj, tomar pílulas para interromper a menstruação ou não? Por favor, aconselhe-nos, que Allah te abençoe.

Ele respondeu: Se o bebê não for afetado ou prejudicado por ser deixado, pois ele pode ser amamentado por alguém que não seja sua mãe, e se houver alguém que possa cuidar dele adequadamente, então não há nada de errado em ela fazer o Hajj, especialmente se for o Hajj obrigatório. Mas, se houver algum receio pela criança, então não é permitido que ela faça o Hajj, mesmo que seja o Hajj obrigatório, porque a mãe que amamenta pode não observar o jejum obrigatório se ela temer por seu filho. Então, como pode não ser permitido para ela adiar o Hajj se ela teme por seu filho? Se ela teme por seu filho, então o que ela deve fazer é ficar, assim, quando ele for mais velho, ela poderá fazer o Hajj (no próximo ano). Ela não é culpada se ficar em casa e não fizer o Hajj, porque neste caso ela não é obrigada a fazê-lo imediatamente.

Com relação ao uso de pílulas durante o Hajj ou 'Umrah, não há nada de errado com isso, porque é uma necessidade. Mas é fundamental consultar um médico, pois os comprimidos podem ser prejudiciais e podem causar mal a ela.

Fim da citação de al-Liqa’ ash-Shahri, 25/10

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A