Domingo 18 Rajab 1440 - 24 Março 2019
Portuguese

O que aquele que quer realizar Hajj ou 'Umrah deve fazer no miqaat?

Pergunta

O que aquele que quer fazer Hajj ou 'Umrah deve fazer no miqaat?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Quando o peregrino chega ao miqaat, torna-se mustahabb que ele faça o ghusl e coloque perfume, porque é relatado que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) mudava as roupas costuradas quando entrava em ihram, e fazia o ghusl. E é comprovado em as-Sahihein que Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela) disse: “Eu costumava colocar perfume no Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) por razão de seu ihram antes de entrar nele e quando saía do ihram antes de circundar a Ka'bah (tawaaf al-ifaadah).” E o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) instruiu Aisha, quando sua menstruação chegou, depois de entrar em ihram para 'umrah, a fazer ghusl e entrar em ihram para o Hajj. Ele instruiu Asma' bint 'Umais, quando ela deu à luz em Dhu'l-Hulaifah, a fazer ghusl, envolver-se em um pano e entrar em ihram. Isso indica que se uma mulher chegar ao miqaat quando está menstruada ou com sangrando pós parto, ela deve fazer ghusl e entrar em ihram juntamente com as pessoas, e ela deve fazer tudo o que os peregrinos fazem, exceto de circundar a Ka'bah, como o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) instruiu Aisha e Asma’ a fazerem.

É mustahabb para aquele que quer entrar em ihram cortar o bigode, aparar as unhas e seus pelos pubianos e das axilas. Então ele deve remover o que quer que seja necessário remover, de modo que não precisará remover isso depois de entrar em ihram, já que, após entrar, será proibido fazê-lo. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) instruiu os Muçulmanos a cuidarem dessas coisas em todos os momentos, como é comprovado em as-Sahihein que Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Cinco coisas fazem parte da fitrah: a circuncisão, a remoção dos pelos pubianos, aparar o bigode, cortar as unhas e raspar os pelos das axilas." No Sahih Muslim é narrado que Anas (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: “um limite de tempo foi estabelecido para as pessoas em relação ao corte do bigode, corte das unhas, raspagem dos cabelos das axilas e raspagem dos pelos pubianos: não deveríamos deixar de fazê-los por mais de quarenta dias.”

Também foi narrado por Nasaa'i da seguinte forma: "O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) estabeleceu-nos um limite de tempo." E a versão narrada por Nasaa'i também foi narrada por Ahmad, Abu Dawud e at-Tirmidhi. No que diz respeito à cabeça, não é prescrito remover qualquer cabelo da cabeça ao entrar em ihram, seja para homens ou para mulheres.

Em relação à barba, é haraam raspar ou remover qualquer coisa dela em qualquer situação. Ao contrário, é obrigatório deixá-la livre para que cresça, porque é comprovado no as-Sahihein que Ibn 'Umar (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Sejais diferentes dos mushrikin: deixais vossas barbas crescerem e aparais vossos bigodes". Muslim narrou em seu Sahih que Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Cortais vossos bigodes e deixais vossas barbas crescerem; sejais diferentes dos Magians."

Há uma questão séria nos dias de hoje em que muitas pessoas vão contra esta Sunnah e se opõem à barba; elas se contentam em assemelharem-se aos incrédulos e às mulheres, especialmente aqueles que afirmam ser conhecedores ou procuram do conhecimento. Em verdade, a Allah pertencemos e, verdadeiramente, a Ele é nosso retorno. Pedimos a Allah que nos guie, e a todos os Muçulmanos, a agirmos de acordo com a Sunnah, aderirmos e a promovermos, mesmo se a maioria se afastar dela. O suficiente para nós é Allah e Ele é Quem melhor soluciona os assuntos; não há poder e nem força, exceto com Allah, o Altíssimo, o Todo-Poderoso.

Então, o peregrino homem coloca o izaar (vestuário inferior ou tecido da cintura) e o rida' (vestuário superior). É mustahabb para eles serem feitos de dois pedaços de pano branco limpo. Também é mustahabb entrar no ihram usando sandálias, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Que vós entreis em ihram em um izaar, rida’ e sandálias." Narrado pelo Imam Ahmad (que Allah tenha misericórdia dele).

Quanto à peregrina, é permitido que ela entre em ihram com qualquer roupa que queira, preto ou verde ou qualquer outra cor, mas ela deve se preocupar em lembrar os homens quanto às roupas deles. No entanto, ela não tem o direito de usar o niqab (véu facial) ou luvas quando em ihram; ao contrário, ela deve cobrir o rosto e as mãos com algo além do niqab e das luvas, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) proibiu à mulher em ihram de usar o niqab e as luvas. Quanto ao que as pessoas comuns fazem, de se destacar o verde ou preto para que as mulheres vistam em ihram, e não outras cores, não há embasamento.

Então, depois de terminar o ghusl e se limpar, e colocar as roupas do ihram, o peregrino deve formar a intenção em seu coração de começar os rituais que ele quer realizar, seja Hajj ou 'umrah, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "As ações são apenas pelas intenções, e cada pessoa terá, exatamente aquilo que intencionou".

É prescrito para o peregrino pronunciar o que intenciona. Se a sua intenção é fazer 'Umrah', ele deveria dizer: "Labbaika 'umratan (aqui estou para ‘Umrah)" ou "Allahumma labbaika 'umratan (O Allah, aqui estou para ‘Umrah)". Se a sua intenção é o Hajj, ele deve dizer: "Labbaika Hajjan (Aqui estou para o Hajj)" ou "Allahumma labbaika Hajjan (Ó Allah, aqui estou para o Hajj)" porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) fez assim. Se a sua intenção é fazer os dois juntos, deve dizer as palavras, para este propósito: "Allahumma labbaika 'umratan wa Hajjan (O Allah, aqui estou para 'Umrah e Hajj)." É preferível que se pronuncie isso após subir em sua montaria ou seu veículo e assim por diante, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) só pronunciou o Talbiyah quando subiu na sua montaria e partiu com ela do miqaat para começar a jornada . Esta é a opinião acadêmica mais correta.

Não é prescrito a ele pronunciar sua intenção, exceto no caso de ihram, porque isso foi narrado pelo Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Mas no caso da oração, tawaf e assim por diante, ele não deve pronunciar nenhuma intenção em voz alta. Então ele não deve dizer "Intenciono rezar tal e tal" ou "Intenciono circundar a Ka'bah"; ao contrário, proferir essas intenções está sob o título de inovação que foi introduzida no Islam, e pronunciá-las em voz alta é ainda pior e mais pecaminoso. Se proferir a intenção fosse prescrito, o Mensageiro (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) o teria declarado e deixado claro para a sua ummah através de suas ações ou palavras, e as primeiras gerações justas se apressaram em fazer isso.

Nenhum relato com esse efeito foi narrado pelo Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) ou por seus Companheiros (que Allah esteja satisfeito com eles), portanto, sabe-se que é uma inovação, e o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "O pior dos assuntos são aqueles que são inovados, e toda inovação é um desvio" Narrado por Muslim em seu Sahih. E o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Quem introduzir qualquer coisa sobre essa nossa questão, que não faça parte dela, será rejeitada" Sahih – muttafac alaihi. De acordo com uma versão narrada por Muslim: "Quem faz uma ação, que não esteja de acordo com essa nossa questão, a terá rejeitada." Fim da citação.

Shaikh 'Abd al-’Aziz ibn Baaz (que Allah tenha misericórdia dele).

Enviar comentário