Segunda-feira 11 Dhu Al-Hijjah 1445 - 17 Junho 2024
Portuguese

É permitido rezar nos túmulos?

Pergunta

Eu estava conversando com um seguidor do Islam sufi e essa pessoa me perguntou o que eu achava sobre rezar nos túmulos ou sobre os estudiosos religiosos intercedendo durante o dia do Juízo. Eu disse àquela pessoa que rezar para o túmulo de alguém é shirk (politeísmo) e ninguém pode interceder, exceto o Profeta. Qual é a regras das pessoas de conhecimento sobre este assunto e onde posso buscar evidências?

Resumo da Resposta

Rezar ao ocupante do túmulo é shirk maior. É permitido oferecer a oração fúnebre junto ao túmulo. É permitido oferecer a oração fúnebre no cemitério. Rezar em direção ao cemitério é haram de acordo com a opinião correta.

Todos os louvores são para Allah.

Rezando em cemitérios

A oração nos túmulos é de dois tipos:

  1. O primeiro tipo é rezar para o ocupante do túmulo. Isto é shirk maior que coloca uma pessoa fora dos limites do Islam, porque a oração é um ato de adoração, e não é permitido oferecer qualquer ato de adoração a alguém que não seja Allah. Allah diz (interpretação do significado):

“E adorai a Allah e nada Lhe associeis...” [al-Nissa 4:36]

“Por certo, Allah não perdoa que Lhe associem outra divindade, e perdoa tudo o que for afora isso, a quem quer. E quem associa a Allah, com efeito, se descaminhará com profundo descaminhar.” [ al-Nissa 4:116]

  1. O segundo tipo é rezar a Allah no cemitério. Isso abrange uma série de questões:

Exemplo: se uma pessoa morre e você não pode fazer a oração fúnebre por ela na mesquita, nesse caso é permitido que você faça a oração por ela depois que ela for enterrada.

A evidência disso é que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) assim o fez. Foi narrado por Abu Hurairah que um homem negro ou uma mulher negra costumava limpar a mesquita e ele (ou ela) morreu. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) perguntou sobre ele(a) e eles disseram: “Ele(a) morreu”. Ele disse: “Por que vós não me contastes? Mostrai-me o túmulo dele(a)”. Então, ele foi ao túmulo e ofereceu a oração fúnebre. (Narrado por al-Bukhari, 458; Muslim, 956).

  • Rezar a oração fúnebre no cemitério, o que é permitido.

Exemplo: uma pessoa morre e você não pode fazer a oração fúnebre por ela na mesquita, então você vai ao cemitério e faz a oração lá antes de ela ser enterrada.

Shaikh ‘Abd al-Aziz ibn Baaz (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“É permitido oferecer a oração fúnebre pelo falecido dentro do cemitério, assim como é permitido oferecer a oração fúnebre por ele depois de enterrado, porque foi comprovado que uma mulher limpava a mesquita e morreu. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) perguntou sobre ela e eles disseram: ‘Ela morreu.’ Ele disse: ‘Por que vós não me contastes? Mostrai-me o túmulo dela.' Então, eles mostraram e ele fez a oração por ela, e ele disse: 'Esses túmulos estão cheios de escuridão para seus ocupantes, mas Allah os ilumina com minha oração sobre eles.'” (Narrado por Muslim, 956 - Fatawa al-Lajnah al-Daimah, 8/392)

  • Rezar no cemitério – exceto a oração fúnebre (janazah) – esta oração é inválida e não conta, seja uma oração obrigatória ou uma oração nafl.

A evidência disso é a seguinte:

  1. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Toda a terra é uma mesquita, exceto os cemitérios e os banheiros.” (Narrado por at-Tirmidhi, 317; Ibn Majah, 745; classificado como sahih por al-Albani em Sahih Ibn Majah, 606).
  2. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Que Allah amaldiçoe os judeus e os cristãos, pois eles tomaram os túmulos de seus profetas como locais de adoração.” (Narrado por al-Bukhari, 435; Muslim, 529).
  3. Rezar nos cemitérios pode ser um meio que leva à adoração dos túmulos ou à imitação daqueles que adoram os túmulos. Portanto, como os kuffar costumavam se prostrar diante do sol quando nascia e se punha, o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) proibiu-nos de rezar quando o sol está nascendo ou se pondo, para que isso não seja tomado como um meio que leva à adoração do sol em vez de Allah, ou à semelhança com os kuffar.
  • Rezar em direção ao cemitério, o que é haram, segundo a opinião correta.

Exemplo: você reza com um cemitério ou sepultura na direção de sua qiblah, mas não está rezando no cemitério, e sim em algum outro terreno próximo ao cemitério, sem parede ou barreira entre você e ele.

A evidência de que isso é haram:

  1. Foi narrado que Abu Marthad al-Ghanawi disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Não se sentem em sepulturas, nem rezem em direção a elas.” (Narrado por Muslim, 972). Isto indica que é haram rezar em direção a cemitérios ou a sepulturas ou a uma única sepultura.
  2. A razão pela qual não é permitido rezar em direção a um cemitério é a mesma razão pela qual não é permitido rezar em direção a um túmulo. Enquanto uma pessoa estiver voltada para a sepultura ou cemitério de tal maneira que se possa dizer que ela está rezando em direção àquilo, isso estará sob a regra da proibição, e se estiver sob a proibição, então não será válida (a oração), porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Não rezeis…” A proibição aqui é de rezar, então se uma pessoa reza em direção a um túmulo, ela está combinando obediência e desobediência, e não é possível se aproximar de Allah dessa maneira.

Nota: Se houver um muro entre você e o cemitério, então o princípio básico é que é aceitável rezar neste caso, e não é proibido. Da mesma forma, se houver uma rua ou uma distância considerável que signifique que você não seja considerado rezando em direção aos túmulos, então isso também é aceitável. E Allah sabe mais.” (Ver al-Mughni, 1/403; al-Sharh al-Mumti’ por Ibn ‘Uthaimin, 2/232)

Conceito de intercessão

Você se enganou quando disse que ninguém intercederá no Dia da Ressurreição, exceto o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Ao contrário, o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) intercederá e o mesmo acontecerá com outros dentre os crentes. 

Mas acrescentaremos aqui uma questão que não foi mencionada ali, que é a existência de condições associadas à intercessão:

  • A permissão deve ser concedida por Allah ao intercessor para interceder.
  • Allah deve aprovar aquele por quem a intercessão será feita.

A evidência para estas duas condições são os versículos em que Allah diz (interpretação do significado):

“E quantos anjos há, nos céus, cuja intercessão de nada valerá, senão após Allah permiti-la a quem quiser e a quem Lhe agradar!” [al-Najm 53:26]

“... E eles não intercedem senão por quem Lhe agrada...” [al-Anbiya 21:28]

Quanto à intercessão imaginária que os idólatras pensam que os seus deuses realizam por eles, esta é uma intercessão inválida, pois Allah não permite a intercessão a menos que esteja satisfeito tanto com o intercessor, quanto com aqueles por quem a intercessão é feita. (Veja al-Qawl al-Mufid Sharh Kitab al-Tawhid do Shaikh Muhammad ibn ‘Uthaimin, que Allah tenha misericórdia dele, pág. 336-337)

O fato de o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e os crentes intercederem não justifica pedir-lhes que intercedam, como algumas pessoas fazem quando pedem ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) para interceder por eles mesmo depois de sua morte.

Para obter mais informações, consulte esta resposta: 21394 .

E Allah sabe mais.

A Fonte: Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid