Quarta-feira 18 Jumada Al-Awwal 1440 - 23 Janeiro 2019
Portuguese

Regra sobre a Crença na Reencarnação

Pergunta

Eu tenho um membro da minha família que acredita na reencarnação. Porém, é uma visão à qual me oponho veementemente. Qual é (se houver) a explicação islâmica por trás disso? Pois eu desejo corrigi-los (eles caíram na fé e talvez isso possa ajudar)?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allaah.

O significado de reencarnação ou transmigração das almas é que, quando o corpo morre, a alma se desloca para outro corpo, onde ela será feliz ou miserável como resultado de suas ações anteriores, e, portanto, ela se muda de um corpo para outro. Esta é uma das mais falsas das crenças falsas, e uma das piores formas de kufr ou descrença em Allah, Seus Livros e em Seus Mensageiros. Pois a crença na Próxima Vida, no Juízo Final, no Paraíso e Inferno estão entre as coisas que são bem conhecidas nos ensinamentos dos Mensageiros e nas palavras dos Livros que lhes foram revelados. A crença na reencarnação é equivalente à descrença em tudo isso.

O entendimento islâmico da Ressurreição é claramente indicado no Livro de Allah e na Sunnah do Seu Mensageiro (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Por exemplo, Allah diz (interpretação do significado):

“Cada alma experimentará a morte. Em seguida, a Nós sereis retornados.” [al-‘Ankabut 29:57]

“A Ele será o retorno de todos vós. É, deveras, a promessa de Allah. Por certo, Ele inicia a criação; em seguida, repete-a, para recompensar, com justiça, os que crêem e fazem as boas ações. E os que renegam a Fé terão, por bebida, fluídos fervendo, e doloroso castigo, porque renegaram a Fé.” [Yunus 10:4]

“No Dia, deveremos reunir os piedosos (Muttaqun) até ao mais Misericordioso (Allah), como uma delegação (apresentada perante um rei de honra).

E, Deveremos guiar os criminosos (Mujrimun – politeístas, pecadores, criminosos, descrentes da Unicidade de Allah) para a Geena (Inferno), num estado sedento (como um rebanho sequioso conduzido até à água).”

[Maryam 19:85-86]

“Por certo, Ele, conhece cada um deles e os contou na sua totalidade.

E, todos eles, no Dia da Ressurreição, Lhe chegarão individualmente (sem nenhum auxílio, protetor ou defensor).” [Maryam 19:94-95]

“Allah, não existe deus senão Ele (Laa ilaaha illa Huwa)! Com certeza, Ele vos juntará no indubitável Dia da Ressurreição.” [al-Nisa’ 4:87]

“Os que renegam a Fé pretendem que não serão ressuscitados (para o acerto de contas). Diz (Ó Muhammad): Sim! Por meu Senhor, sereis ressuscitados; em seguida, sereis informados (e recompensados) pelo que fizestes. E isso, para Allah, é fácil.” [al-Taghaabun 64:7]

E há outros versículos claros e inequívocos.

Existem inúmeras referências na Sunnah que mencionam e confirmam a Ressurreição, e dão detalhes a respeito desta. Por exemplo, o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Vocês serão ressuscitados descalços, nus e não circuncisados.” Então ele recitou (interpretação do significado): “Como Nós iniciamos a primeira criação, deveremos repeti-la. (E é) Uma promessa que Nos vincula. Por certo, Deveremos fazê-lo.” [al-Anbiya’ 21:104]. (Então ele disse:) “E o primeiro a ser vestido no Dia da Ressurreição será Ibrahim...” (Narrado por al-Bukhari, 3100; Muslim, 5104)

E o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “No homem há um osso que não será consumido pela terra, e dele será regenerado no Dia da Ressurreição.” Eles perguntaram, “Qual é esse osso, Ó Mensageiro de Allah?” Ele disse, “O cóccix.” (Narrado por Muslim, 5255)

E ele disse: “O sol será aproximado da humanidade no Dia da Ressurreição até que ele lhes esteja tão próximo quanto um meel.” Salim ibn ‘Aamir [um dos narradores deste hadith] disse: “Por Allah, não sei se por meel ele quis dizer uma distância na terra (uma milha) ou o palito com o qual se aplica o kohl nos olhos. O Profeta (que a paz e bênçãos de Allah esteja sobre ele) disse: “Então as pessoas ficarão submersas em suor de acordo com seus atos; alguns estarão com suor até seus tornozelos, outros até seus joelhos , alguns até suas virilhas e outros até suas mandíbulas.” Ele disse: e o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) apontou para a sua boca. (Narrado por Muslim, 5108)

E ele disse: “Chegarei ao portão do Paraíso no Dia da Ressurreição e pedirei para que seja aberto. O guardião do portão perguntará. “Quem és?” Eu direi: “Muhammad.” Ele dirá, “Fui comandado a não abri-lo para ninguém antes de ti.” (narrado por Muslim, 292)

E existem outros ahadith similares.

A ideia da transmigração das almas é uma rejeição destes textos e uma negação do Dia da Ressureição.

Os ensinamentos islâmicos relacionados ao tormento ou bênção no túmulo e o questionamento dos dois anjos claramente provam que a alma do homem não se muda para outro corpo, pelo contrário, ela e o corpo experimentam tormento ou bênção, até que a humanidade seja reunida ao seu Senhor.

O Imam Ibn Hazm (que Allah tenha misericórdia dele) disse: “É refutação suficiente da sua ideia, notar que há consenso entre todos os muçulmanos de que eles são kaafirs e aqueles que acreditam nesta ideia estão seguindo outra coisa que não o Islam, e que o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) ensinou algo diferente disto.” (al-Fasl fi’l-Milal wa’l-Ahwa’ wa’l-Nihal, 1/166).

A crença de que o corpo irá perecer e não será restaurado para experimentar as bênçãos ou punições é um meio que levará o homem a ceder aos desejos, à transgressão e ao mal. É isto que o Shaytaan quer para aqueles que seguem esta crença corrupta, além de empurrá-los para mais fundo no kufr quando ele os faz acreditar nesta falsa idéia.

O que você deve fazer é aconselhar esta pessoa e relembrá-la das palavras de Allah e das palavras do Seu Mensageiro (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele), e chamá-la a se arrepender deste kufr. Se ela se arrepender e se voltar a Allah, tudo muito bem, caso contrário, mantenha-se afastado desta pessoa e advirta outros sobre dar-lhe ouvidos e diga para as pessoas que você rejeita as crenças desta pessoa, para que os outros não sejam enganados por ela.

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid

Enviar comentário