Sexta-feira 14 Sha'ban 1440 - 19 Abril 2019
Portuguese

Se o udhiyah morrer antes de ser abatido

Pergunta

Eu decidi oferecer um udhiyah esse ano através da mesquita que pertence a al-Jam‘iyyah ash-Shar‘iyyah, e eu era um de um grupo de seis que comprou partes de um bezerro. Pagamos 2000 (Libras Egípcias) a al-Jam‘iyyah ash-Shar‘iyyah, e eles trouxeram os sacrifícios animais, e alocaram-nos a cada grupo de parceiros um udhiyah específico, de acordo com os números. Um udhiyah para cada grupo de cinco, seis ou sete pessoas, conforme um acordo prévio. Mas uma hora antes do Fajr, no dia do Eid, o bezerro alocado para o meu udhiyah morreu, e nenhum refundo foi recebido, porque eu comprei o udhiyah e ele morreu depois da compra e antes do sacrifício. Eu procurei por outro udhiyah e acabei abatendo um carneiro que custa 1000 libras.
Minha pergunta é:
Em primeiro lugar, o que eu deveria ter feito nesta situação? Em segundo lugar, será que estar privado de mercadoria pode ser considerado como uma punição que me atingiu por meus pecados?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

1 – Se a pessoa escolhe um udhiyah e ele então morre, sem nenhuma negligência ou transgressão de sua parte, então ele não tem que fazer nada.

Se o udhiyah que está no poder desta pessoa morre sem nenhuma negligência da parte dela, ou é roubado, ou se perde, então não há nada o que ser feito, porque isso é um encargo que estava sob cuidados dela, e ela não é responsável por isso se não foi negligente, como é o caso com itens confiados aos cuidados.

Fim de citação. Consulte: al-Insaaf de al-Mirdaawi (4/71)

2 – Se outra pessoa o destrói, então quem causou sua destruição é responsável por reembolsar seu valor ou repô-lo.

Ibn Qudaamah (que Allah tenha misericórdia dele) disse em al-Mughni (9/352):

Se a pessoa destrói um udhiyah obrigatório, ela, então, deve repor seu valor, porque isso entra na classificação de coisas que têm valor; o que conta é o seu valor nodia em que foi destruído.

Uma vez isto claro, você não tem que fazer nada, porque você não destruiu o udhiyah, e não foi negligente em cuidar dele.

Com relação ao que você sacrificou depois disso, com a intenção de oferecer o udhiyah (ou seja, o carneiro), isso é algo bom e você será recompensado por isso, in shaa Allah, embora não tivesse que sacrificar nada no lugar daquele que morreu. Mas como o fez, esse foi um ato voluntário, uma boa ação da sua parte, in shaa Allah.

Não há nada no fato de que seu udhiyah tenha morrido para indicar que foi uma espécie de privação ou castigo divino para você, ou qualquer coisa assim. Em vez disso, quem sabe? Talvez fosse teste pelo qual você será recompensado, além de seus esforços anteriores para fazer o bem, então Allah permitiu que você oferecesse outro udhiyah em vez do que morreu. Tudo isso é um aumento na bondade e um favor divino para você, in shaa Allah.

Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Se, além de ter uma resolução firme, o indivíduo faz o que for capaz, então de acordo com o ensino islâmico, ele é igual em status àquele que faz a ação na íntegra, e ele terá a mesma recompensa ou punição daquele que fez a ação na íntegra e fez tudo o que intencionou. Então, ele (aquele que fez tudo que poderia fazer) será recompensado ou punido até mesmo pelo que ele não conseguiu (mas pretendia fazer se fosse capaz), como aqueles que cooperam e se ajudam uns aos outros em fazer ações virtuosas.

Fim de citação de Majmu 'al-Fataawa (10 / 722-723). Consulte também: Majmu 'al-Fataawa (23/236).

Pedimos a Allah que aceite de vós e de todos os muçulmanos.

E Allah sabe melhor.

Enviar comentário