Quarta-feira 11 Jumada Al-Awwal 1440 - 16 Janeiro 2019
Portuguese

Qual a punição para quem consome álcool, será que as suas orações e jejuns são válidos?

Pergunta

Qual é a punição ou pena quando a pessoa consumiu álcool? Será que ela pode fazer Salaat/Ramadan?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Allah diz (interpretação do significado):

“Ó vós que credes! O vinho e o jogo de azar e as pedras levantadas com nome dos ídolos e as varinhas da sorte não são senão abominação: ações de Satã. Então, evitai-as na esperança de serdes bem-aventurados.”

[al-Ma’idah 5:90]

No Sahih al-Bukhaari (2295) e Sahih Muslim (86) é narrado que Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: o Profeta disse: “Quem quer que cometa zina não é um crente no momento em que está cometendo zina, e quem quer que beba vinho não é um crente no momento em que o está bebendo, e nenhum ladrão é um crente no momento em que está roubando, e nenhum assaltante é um crente no momento em que está assaltando e as pessoas veem.” Isso significa que tal pessoa não é um crente no sentido de ter fé completa, ao contrário, sua fé tem uma grande insuficiência por causa dessa ação maléfica.

Também é narrado em al-Bukhari (5147) e Muslim (3736) de ‘Abd-Allah ibn ‘Umar (que Allah esteja satisfeito com ambos) que o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quem quer que beba vinho neste mundo e não se arrependa disso, será privado dele na Outra Vida.”

Em Sunan Abi Dawud (3189) é narrado que Ibn ‘Umar (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Allah amaldiçoou o álcool, quem o bebe, quem o serve, quem o vende, quem o compra, quem o extrai (quem espreme as uvas, etc.), aquele para quem ele é extraído, aquele que o transporta e aquele para quem ele é transportado.” (Classificado como sahih por al-Albaani em Sahih Abi Dawud, 2/700)

Em Sunan al-Nasaa’i (5570) é narrado que Ibn al-Daylami disse para ‘Abd-Allah ibn ‘Amr, “Ó ‘Abd-Allah ibn ‘Amr, ouviste o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) dizer alguma coisa sobre vinho?” Ele disse, “Sim, Eu ouvi o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) dizer, ‘Se algum homem dentre minha ummah bebe vinho, Allah não aceitará suas orações durante quarenta dias.’” Isso foi classificado como sahih por al-Albaani em al-Silsilat al-Sahihah (709). O que isso significa é que ele não será recompensado por elas, mas ainda está obrigado a rezar; na verdade, ele é obrigado a fazer todas as orações. Se ele as negligencia durante este período, estará cometendo um dos piores dos pecados maiores, aquele que parte dos sábios disse que equivale a kufr, Allah proíba.

Existem muitíssimos ahadith e relatos que afirmam que o álcool é enfaticamente proibido e que é a mãe de todos os males; quem quer que cometa este pecado, ele o levará a outras ações maléficas. Pedimos a Allah que nos mantenha sãos e salvos.

Com relação à punição daquele que bebe neste mundo, é o açoitamento, de acordo com o consenso dos fuqaha’, por causa do relato narrado por Muslim (3281), de Anas (que Allah esteja satisfeito com ele), que disse que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) açoitou com galhos de palmeira despojados de suas folhas e com sapatos aquele que bebeu vinho.

Mas existe diferença de opinião quanto ao número de chicotadas. A maioria dos sábios é da opinião de que são oitenta chibatadas para um homem livre e quarenta para outros.

Eles citaram como evidência o hadith de Anas, narrado acima, no qual diz que um homem que bebeu vinho foi trazido ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), e ele o chicoteou quarenta vezes com dois galhos de palmeira que foram desfolhados. Abu Bakr também fez o mesmo (durante o seu califado). Quando ‘Umar era o califa, ele consultou as pessoas e ‘Abd al-Rahmaan disse: “A punição mínima é de oitenta”, então isso foi o que ‘Umar ordenou.

Os Sahabah concordaram com ‘Umar (que Allah esteja satisfeito com ele) e não divergiram. O Conselho de Sábios Sêniores está de acordo que a punição para quem bebe vinho é a do hadd (limite), que é de oitenta chibatadas.

Parte dos sábios – como Ibn Quddamah (que Allah tenha misericórdia dele) e Shaikh al-Islam [Ibn Taymiah] em al-Ikhtiyaaraat – entendem que dar mais do que quarenta chibatadas fica a critério do líder muçulmano. Assim, se ele entende que há a necessidade de dar mais do que quarenta chibatadas, como aconteceu no tempo de ‘Umar, então ele pode dar oitenta. E Allah sabe melhor.”

(Consulte Tawdih al-Ahkaam, 5/330)

Com relação à oração e ao jejum daquele que bebe vinho, sem dúvida, ele é obrigado a fazer as orações na hora e a jejuar no Ramadan. Caso negligencie qualquer de suas orações ou jejuns, então está cometendo um pecado maior, que é pior do que aquele de ingerir bebida alcóolica. Se ele bebe vinho durante o dia no Ramadan, então ele está cometendo dois pecados maiores: o primeiro é quebrar o jejum durante o dia no Ramadan, e o segundo é ingerir álcool. Ele deve entender que se um muçulmano comete um pecado e não consegue se arrepender porque sua fé é fraca, isso não o justifica persistir no pecado ou falhar em fazer os atos de adoração e ser negligente com relação a eles. Ao contrário, ele deve fazer tudo o que puder dos atos de adoração e esforçar-se para abandonar os pecados maiores que está cometendo. Rogamos a Allah que nos ajude a evitar os pecados, ambos, maiores e menores, pois ele é Todo Ouvinte, está Sempre Próximo.

E Allah sabe melhor.

Enviar comentário