Domingo 10 Dhu Al-Hijjah 1445 - 16 Junho 2024
Portuguese

Quando o Talaq não é válido

Pergunta

Tenho um pedido de esclarecimento sobre uma questão entre mim e minha esposa. Minha esposa e eu tivemos uma grande discussão depois que a sua menstruação terminou. Após sua menstruação, nos envolvemos em atividade sexual por dois dias consecutivos e, no terceiro dia, tivemos uma discussão muito grande e eu disse a palavra "Talaq" para ela 3 vezes, na mesma ocasião.
Por ignorância, meu entendimento era que para dar um divórcio eu era obrigado a dizê-lo 3 vezes. Minha intenção não era me divorciar dela 3 vezes, mas apenas uma. Além disso, considerando que tive relação sexual com ela após a menstruação, o Talaq é válido ou não?
Nós dois queremos nos reconciliar. Eu li em algumas fontes que dizer a palavra "Talaq" 3 vezes na mesma ocasião conta apenas como uma e, portanto, podemos nos reconciliar; e também li que se eu me divorciar durante sua menstruação e me envolver em atividade sexual com ela durante esse período de pureza, então o divórcio não é válido.
Este assunto está causando, a nós e nossas famílias, muito estresse e dor de cabeça e também temos três filhos sobre os quais devemos pensar. Vocês poderiam, por favor, fornecer alguma orientação sobre esta situação e me emitir uma resposta?

Resumo da Resposta

Se você se divorciar de sua esposa durante um período de pureza em que estabeleceu relações sexuais com ela, este talaq não é válido no Islam. Para saber mais, veja a resposta detalhada.

Todos os louvores são para Allah.

O que é divórcio inovador?

Se um homem se divorcia de sua esposa durante um período de pureza em que teve relações sexuais com ela, este é um divórcio inovador (talaq bid'i) e é haram. A maneira Sunnah de divórcio significa emitir um divórcio (talaq) durante um período de pureza em que ele não teve relações sexuais com ela, porque Allah, Exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“Ó Profeta! Quando vos divorciardes das mulheres divorciai-vos delas no início de sua iddah, seu tempo de espera. E enumerai a iddah...” [at-Talaq 65:1]

Al-Khatib ash-Sharbini (que Allah tenha misericórdia dele) disse em seu Tafsir (4/310): “Isto é, no momento em que seu 'iddah (período de espera) puder começar adequadamente”.

Isso só pode ser durante um período de pureza em que ele não teve relações sexuais com ela.

O divórcio inovador é considerado?

Os fuqaha diferiram sobre se este divórcio inovador (talaq bid'i) é considerado como tal. A maioria é de opinião que conta como tal. Alguns são da opinião de que não conta como tal, incluindo Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah (que Allah tenha misericórdia dele). Ele foi seguido por um número de estudiosos.

É dito em Fatawa al-Lajnah ad-Daimah (20/58): “O divórcio inovador (talaq bid'i) é de vários tipos, como quando o marido se divorcia de sua esposa durante a menstruação, ou nifas (sangramento pós-parto), ou durante um período de pureza em que teve relações sexuais com ela. A visão correta é que isso não conta como divórcio.”

Com base nisso, se você se divorciou de sua esposa durante um período de pureza em que teve relações sexuais com ela, isso não conta como divórcio.

Divórcio triplo

Os fuqaha diferiram em relação ao divórcio triplo.

A visão mais correta é que o divórcio triplo conta como um divórcio único (talaq), não importando que ele tenha dito em uma única frase, como “Você está três vezes divorciada”, ou em três frases separadas, como “Você está divorciada, você está divorciada, você está divorciada” e independentemente de isso ter ocorrido de uma só vez ou em várias ocasiões, entre as quais ele não a tenha aceitado de volta ou firmado um novo contrato de casamento com ela. Esta é a opinião defendida por Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah e considerada mais provável de ser correta por Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia de ambos).

Eles citaram como evidência o relato narrado por Muslim (1472) de Ibn 'Abbas (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse: No tempo do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), Abu Bakr e os primeiros dois anos do califado de 'Umar, um divórcio triplo era contado como um único. Então, 'Umar ibn al-Khattab disse: As pessoas se apressaram em um assunto sobre o qual deveriam tomar seu tempo. Estou pensando em prendê-los a isso. Então, ele tornou isso obrigatório para as pessoas.

Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“A visão correta sobre todas essas questões é que não existe divórcio triplo, a menos que sejam três divórcios entre os quais o marido receba a esposa de volta ou faça um novo contrato de casamento com ela; caso contrário, não conta como três divórcios. Esta foi a visão favorecida por Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah (que Allah tenha misericórdia dele), e é a visão correta.” (Ash-Sharh al-Mumti', 13/94)

Assim, deve ficar claro para você que um divórcio emitido durante um período de pureza em que o marido teve relações sexuais com sua esposa não conta como tal. Com base nisso, nenhum divórcio deve ser contado no seu caso.

E Allah sabe mais.

A Fonte: al-Liqaa’ al-Shahri, 17