Terça-feira 12 Dhu Al-Hijjah 1445 - 18 Junho 2024
Portuguese

O que significa pular sobre os pescoços das pessoas na sexta-feira e a regra sobre isso

Pergunta

Se eu chegar à mesquita antes do imam subir ao minbar, é permitido passar por cima das pessoas e ir para a primeira fila? Observe que existem grandes vãos que me permitem chegar até a frente da mesquita. Às vezes, quando vou à mesquita, aproximadamente uma hora mais cedo, encontro algumas pessoas, não mais que dez, mas há quem se sente no meio da mesquita. É permitido passar por eles e ir até a frente?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) proibiu pular por cima do pescoço das pessoas durante a khutbah (sermão) do Jumu'ah, porque isso causa aborrecimento àqueles que estão sentados.

Foi narrado que 'Abdullah ibn Busr (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: Um homem veio, pulando por cima dos pescoços das pessoas [para passar pelas fileiras] na sexta-feira, quando o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) estava fazendo a khutbah. Então, o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Senta-te; tu estás causando aborrecimento.” Narrado por Abu Dawud (1118) e an-Nassa’i (1399), e por Ibn Majah (1115), que acrescentou no final: “e tu estás atrasado”. Foi classificado como sahih por al-Albani em Sahih Abi Dawud.

O que significa a frase traduzida aqui como “tu estás atrasado” é que a pessoa demorou a chegar e chegou depois do horário apropriado.

O que se entende pela frase traduzida como “pular por cima dos pescoços das pessoas” é levantar o pé acima dos ombros de quem está sentado [para passar entre eles].

Al-Hafiz Ibn Hajar (que Allah tenha misericórdia dele) disse: O que isto significa é levantar bastante os pés, sobre as cabeças ou ombros das duas pessoas (sentadas lado a lado), entre as quais ele deseja passar, e talvez algo que esteja em seus pés possa cair nas roupas delas." (Fath al-Bari por Ibn Hajar 2/392).

Foi dito em Nihayat al-Muhtaj ila Sharh al-Minhaj (2/338): As palavras “pescoços das pessoas” são usadas para indicar que quem faz isso levanta os pés mais alto do que o ombro de quem está sentado.

Com base nisso, o que acontece quando alguém passa entre as pessoas para chegar à primeira fila não se enquadra no título de “pisar no pescoço das pessoas”; em vez disso, vem sob o título de avançar pelas fileiras se houver lacuna. Fim da citação.

Quanto a passar por lacunas e espaços que possam existir entre quem está sentado, sem passar por cima do pescoço, isso não é proibido.

Al-Hafiz Ibn Rajab (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Se houver uma lacuna entre aqueles que estão sentados, de modo que [o recém-chegado] não precise pular entre os pescoços das pessoas, é permitido que ele ande entre elas. Mas, se os joelhos deles estão se tocando, de tal forma que ele não consegue andar entre eles, exceto passando por cima dos joelhos, é desaconselhável (makruh). Se eles estão de pé e rezando, e alguém caminha entre eles sem empurrar ou incomodar ninguém, e sem tirar espaço de ninguém, isso é permitido, caso contrário não é." (Fath al-Bari por Ibn Rajab 8/206).

Assim fica claro que a ação descrita na pergunta não se enquadra no título de pular por cima do pescoço das pessoas, e não é proibida, pois se houver um espaço entre os que estão sentados que dê espaço suficiente para alguém passar, isso não se enquadra na categoria de pular por cima do pescoço das pessoas.

Ao contrário, passar por cima do pescoço das pessoas é quando a distância entre duas pessoas sentadas é tão pequena que ninguém consegue passar por entre elas, então é necessário levantar o pé acima dos ombros das pessoas que estão sentadas para poder passar.

Em segundo lugar:

Uma exceção à proibição de pular sobre o pescoço das pessoas é feita para o imam, se ele não tiver como chegar ao minbar ou mihrab, exceto passando por cima do pescoço das pessoas.

Al-Mirdawi (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Entretanto, se ele for o imam, ele pode pular sobre o pescoço das pessoas e isso não será desaconselhável (makruh), caso haja necessidade. Esta é a nossa opinião, e foi afirmada definitivamente por al-Majd." (Al-Insaf 6/288).

Alguns estudiosos também abriram uma exceção se os que estão sentados deixarem uma lacuna à sua frente. Nesse caso é permitido ao retardatário pular por cima dos pescoços para alcançá-la, e alguns estipularam que para que isso fosse permitido, deveria acontecer antes do khatib subir ao minbar, para que aqueles que estão sentados não se distraiam da khutbah.

Veja: al-Mudawwanah (1/239); Asna al-Matalib (1/268); Shar al-Muntaha (1/321).

Entretanto, a opção mais prudente, que mais se aproxima de agir de acordo com o significado aparente do hadith, é não passar por cima dos pescoços das pessoas nesta situação.

Shaikh Muhammad ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) disse em ash-Sharh al-Mumti’ (5/96):

… Ou em direção a uma lacuna, ou seja, um amplo espaço nas primeiras filas. Se houver uma lacuna lá, então não há nada de errado em pular sobre os pescoços das pessoas para ocupar aquele espaço.

Se alguém dissesse: O hadith “Senta-te; tu estás causando aborrecimento” tem um significado geral, porque o que parece ser o caso é que há uma lacuna, já que geralmente um homem não passa por cima do pescoço das pessoas, exceto para ocupar uma lacuna.

[A resposta é:] Mas os juristas (que Allah tenha misericórdia deles) abriram uma exceção neste caso e disseram: Porque se houver uma lacuna, significa que eles causaram o problema para si mesmos, porque foram instruídos a completar a primeira fileira e depois a próxima. Então, se há uma lacuna é porque foram contra essa instrução e, nesse caso, a negligência é deles e não de quem passa por cima [para preencher essa lacuna].

Mas, o que penso é que a pessoa não deveria passar por cima dos outros, mesmo que seja para chegar a uma lacuna, porque o problema, que é o incômodo aos outros, é aplicável, e pode haver alguma razão pela qual eles não avançaram para preencher aquela lacuna, por exemplo, se a lacuna não fosse grande em primeiro lugar, então, como resultado da mudança das pessoas, ela se tornaria maior. Nesse caso, não houve negligência da parte delas, então o mais adequado é seguir o sentido geral do texto, que é não pular sobre o pescoço das pessoas para chegar à lacuna. Se alguém pular sobre seus pescoços de maneira gentil, pedindo permissão àqueles por quem passa para chegar a essa lacuna, então espero que não haja nada de errado com isso. Fim da citação.

E Allah sabe mais.

A Fonte: Islam Q&A