Quinta-feira 15 Rabi' Al-Awwal 1443 - 21 Outubro 2021
Portuguese

Nossos atos são mostrados ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele)?

Pergunta

Nossos atos são mostrados ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele)? Existe um hadith sahih que indique isso?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

O que está comprovado é que quando os muçulmanos enviam bênçãos (salawaat) sobre o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), isso o alcança e é apresentado a ele.

Foi narrado que Aws ibn Aws (que Allah esteja satisfeito com ele) relatou: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Um dos melhores dentre vossos dias é sexta-feira. Nela, Adam foi criado e nela ele faleceu. Nela a trombeta soará e nela toda a criação desmaiará. Portanto, enviai muitas bênçãos sobre mim neste dia, pois vossas bênçãos me serão apresentadas.” As pessoas disseram: “Ó Mensageiro de Allah, como nossas bênçãos sobre ti te serão mostradas quando tu te tornares pó?” Ele respondeu: “Allah proibiu a terra de consumir os corpos dos Profetas.”

Narrado por Abu Dawud (1047) e an-Nasaa’i (1374). Classificado como sahih por al-Albani em Irwaa' al-Ghalil (1/34).

Foi narrado que 'Abdullah ibn Mas’ud (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Allah tem anjos que viajam ao redor da terra transmitindo-me o salam (saudação de paz) de minha ummah (nação).”

Narrado por an-Nasaa’i (1282); classificado como sahih por al-Albani em Silsilat al-Ahaadith as-Sahihah (6/842).

Com relação a outras ações, não conhecemos nenhum texto religioso sólido que indique que foram mostradas a ele.

O hadith de Ibn Mas’ud citado acima foi narrado por al-Bazzar com um acréscimo no final que sugere que os feitos da ummah são mostrados a ele. Al-Bazzar disse em seu Musnad (5/308):

Yusuf ibn Mussa nos disse: 'Abd al-Majid ibn ‘Abd al-'Aziz ibn Abi Rawwad nos disse, de Sufiyan, de 'Abdullah ibn as-Saa'ib, de Zaadhaan, de ‘Abdullah, que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Allah tem anjos que viajam ao redor da terra transmitindo-me o salam (saudação de paz) de minha ummah.”

Ele adicionou: E o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Minha vida é boa para vós, pois vos será dito o que é bom e o que é ruim; e minha morte é boa para vós, pois vossas obras serão mostradas a mim, então tudo o que eu vir de bom, eu louvarei a Allah por isso, e tudo o que eu vir de ruim, rogarei a Allah para vos perdoar.”

Com relação à última parte deste hadith, não sabemos se ele foi narrado de ‘Abdullah, exceto por meio deste isnad (cadeia de transmissão) específico. Fim da citação.

Shaikh al-Albani explicou porque este relato é da'if (fraco). Este hadith foi narrado por vários narradores, sem a adição no final que fala de ações sendo mostradas ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Essa parte foi narrada apenas por ‘Abd al-Majid ibn ‘Abd al-‘Aziz ibn Abi Rawwad. Os sábios criticaram sua memória fraca; portanto, esta adição é estranha (shaadh) e deve ser rejeitada, de acordo com o princípio dos estudiosos dos ahaadith, como Shaikh al-Albani (que Allah tenha misericórdia dele) que disse:

Vários eruditos confiáveis ​​concordam com a narração de Sufiyan, sem a matéria adicional, "Minha vida etc..." Há também um relato de al-A'mash que corrobora nesse sentido, que – na minha opinião – indica que esta adição é estranha (shaadh), pelo fato de ‘Abd al-Majid ibn ‘Abd al-‘Aziz ser o único que a narrou, especialmente por ser aquele sobre o qual pairavam dúvidas em relação à sua memória. Mesmo estando ele dentre aqueles de quem Muslim narrou, e vários estudiosos o consideraram confiável (thiqah), porém, outros o classificaram como fraco (da'if), e alguns explicaram a razão disso.

Al-Khalili disse: Ele é confiável, mas cometeu erros em alguns ahaadith.

An-Nasaa'i disse: Ele não é forte, mas seu hadith pode ser registrado.

Ibn ‘Abd al-Barr disse: Ele narrou de Maalik alguns ahaadith nos quais cometeu erros.

Ibn Hibban disse em al-Majruhin (2/152): Seu hadith é munkar jiddan (muito refutado); ele confunde relatos e faz narrações estranhas mencionando estudiosos conhecidos, então ele merece ser rejeitado.

Eu digo: Por isso al-Haafiz falou a respeito dele em at-Taqrib: Ele é honesto (saduq), mas comete erros.

Com base no que foi mencionado, a respeito das palavras de al-Haafiz al-Haithami em al-Majma’ (6/24): Narrado por al-Bazzar e seus homens – são homens de as-Sahih, podemos notar que, ao dizer isso, ele está dando a impressão de que nenhum dos narradores deste hadith esteve sujeito a críticas. Talvez as-Suyuti tenha baseado sua visão nesta declaração quando disse (erroneamente) em al-Khasaa'is al-Kubra (2/281): Seu isnad é sahih.

Portanto, eu digo: al-Haafiz al-'Iraqi – Shaikh al-Haithami – foi mais preciso ao descrever a natureza do isnad de al-Bazzar quando disse a respeito dele em Takhrij al-Ihyaa’ (4/128): Seus homens são os homens de as-Sahih, exceto 'Abd al-Majid ibn Abi Rawwad; embora Muslim tenha narrado dele e, também, Ibn Ma'in e an-Nasaa'i tenham-no classificado como confiável (thiqah), muitos outros estudiosos o classificaram como fraco (da'if).

Eu digo: Quanto ao seu dito – ou ao de seu filho, em Tarh at-Tathrib fi Sharh at-Taqrib (3/297): Seu isnad é jayyid (bom) – na minha opinião não é jayyid; poderia ter sido jayyid, não fosse pelo fato de que ‘Abd al-Majid estava narrando algo diferente do que foi narrado pelos narradores confiáveis, como mencionado acima. Este é o problema com o hadith, embora eu não tenha encontrado ninguém que o tenha apontado ou discutido, exceto uma declaração de al-Haafiz Ibn Kathir que citei, de seu livro al-Bidayah. E Allah sabe melhor.

Sim, este hadith tem um isnad saudável, que remonta a Bakr ibn ‘Abdillah al-Muzani, mas é mursal (nota: hadith mursal é um hadith com isnaad interrompido).

Concluindo, eu digo: este hadith é da'if (fraco) em todos os seus isnads; o melhor deles é o hadith de Bakr ibn ‘Abdillah al-Muzani, mas é mursal, e mursal é uma das categorias de hadiths da'if, de acordo com os muhaadithin (estudiosos de hadith).

Fim da citação de Silsilat al-Ahaadith ad-Da'ifah (2 / 404-406).

Para obter mais informações, consulte também: al-Irshaadaat fi Taqwiyah al-Hadith bi'sh-Shawaahid wa'l-Mutaaba'aat por Shaikh Taariq 'Awadullah (365-368).

Além disso, este hadith é contradito por outro que é mais sólido, o qual é comprovado por vários Sahaabah (que Allah esteja satisfeito com eles), incluindo Ibn 'Abbas (que Allah esteja satisfeito com ele), que disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) fez um discurso no qual disse: “Ó povo, vós sereis reunidos a Allah descalços, nus e incircuncidados.” Então, ele continuou: "Como iniciamos a primeira criação, repeti-la-emos..." [al-Anbiya' 21:104]. E também disse: “O primeiro da criação a ser vestido será Ibrahim. Então, alguns homens da minha ummah serão trazidos e levados para a esquerda, e eu direi: 'Ó Senhor, meus companheiros!' Será dito: Tu não sabes o que eles introduziram depois que tu partiste. E direi como o servo justo ('Issa) disse: ‘Não lhes disse senão o que me ordenaste: ‘Adorai a Allah, meu Senhor e vosso Senhor’. E fui testemunha deles, enquanto permaneci entre eles. Então, quando findaste meus dias na terra (quando fui elevado), Tu foste, sobre eles, O Observante. E Tu, de todas as cousas, és Testemunha.’ [Al-Ma’idah 5:117]. Então será dito: ‘Eles continuaram girando nos calcanhares desde que tu os deixaste.’”

Narrado por al-Bukhari (4625) e Muslim (2860).

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A