Sábado 8 Safar 1442 - 26 Setembro 2020
Portuguese

Al-Lawh al-Mahfudh é uma criação; o Alcorão é inerente a este; e a luz de Allah será imanente na terra no Dia da Ressurreição?

Pergunta

Al-Lawh al-Mahfudh é uma criação e, se a resposta for sim, como o Alcorão pode estar nele, quando o Alcorão não é uma criação? Há um hadith que diz: "Busco refúgio à luz do Teu Semblante, através da qual as trevas são iluminadas." Isso significa que a luz que vemos vem da luz de Allah? Quer dizer que os atributos de Allah são imanentes em Sua criação?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Al-Lawh al-Mahfudh é uma criação, como todas as outras coisas criadas. Tudo, exceto Allah, é criação, como o Trono, o Kursi e o Lawh.

Isso é algo óbvio, não há confusão sobre isso, e nenhuma divergência acadêmica a respeito. Tudo que não seja Allah, glorificado e exaltado seja, foi criado por Ele e passa a existir depois de ter sido inexistente: al-Lawh al-Mahfudh, a Caneta, o Trono, tudo nos céus e na terra, tudo da terra e abaixo do solo, e tudo no universo inteiro foi criado por Allah, o Senhor dos Mundos.

Não há nada de confuso sobre o Alcorão estar escrito no al-Lawh al-Mahfudh, que é uma criação, pois todos escrevemos o Alcorão em páginas que também são criadas.

Nós pronunciamos palavras e as escrevemos no papel, mas o atributo da fala e das palavras que possuímos não reside no papel; ao contrário, nossos atributos existem em nós mesmos.

Em segundo lugar:

A luz é um dos atributos de Allah, exaltado seja, como Ele diz (interpretação do significado): “E a terra iluminar-se-á, com a luz de seu Senhor; e o Livro por-se-á à vista; e far-se-á chegar os profetas e as testemunhas; e, arbitrar-se-á, entre eles, com a justiça. E eles não sofrerão injustiça alguma.” [az-Zumar 39:69]. Isso acontecerá no Dia da Ressurreição.

Com relação a este mundo, a luz que vemos é criada; é a luz do sol esta refletida na lua e outras coisas criadas.

No Dia da Ressurreição, não se pode dizer que os atributos de Allah serão imanentes na terra; ao contrário, Seu atributo existe n’Ele, como Seu conhecimento, Sua audição, Sua visão, Sua criação, Sua vontade e Suas palavras.

Neste mundo, a luz que vemos é a luz do sol e esta refletida na lua, que estão muito distantes de nós, mas ninguém diz que o sol ou a lua são imanentes em nós, ou que o atributo do sol ou da lua são imanentes em nós. O atributo existe naquele a quem pertence, porém há o efeito do atributo e o que resulta dele.

Ibn al-Qayim (que Allah tenha misericórdia dele) disse em an-Nuniyyah, p. 212:

Luz (Nur) também é um de Seus nomes e um de Seus atributos, glorificado seja.

Seu véu é luz; se Ele levantasse Seu véu, a luz de Seu semblante queimaria o universo inteiro.

E no dia da ressurreição, quando Ele vier julgar entre as pessoas, Sua luz brilhará sobre a terra.

E ele (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Os textos afirmam que o Senhor é chamado an-Nur (Luz), e que Ele tem luz que é atribuída a Ele, e que Ele é a luz dos céus e da terra, e que Seu véu é luz. Estes são quatro tipos de luz.

Quanto ao primeiro tipo, diz-se a respeito d’Ele, glorificado seja, em termos gerais, que Ele é an-Nur al-Haadi (a Luz Orientadora).

O segundo tipo é atribuído a Ele, assim como Sua vida, Sua audição, Sua visão, Sua glória, Seu poder e Seu conhecimento são atribuídos a Ele, pois, às vezes é atribuído ao Seu semblante, e às vezes é atribuído à Sua essência...

Em relação ao terceiro tipo, Sua luz está conectada aos céus e à terra, como no versículo (interpretação do significado): "Allah é a Luz dos céus e da terra." [an-Nur 24:35].

Um exemplo do quarto tipo são as palavras: "Seu véu é luz".

Toda luz que Lhe seja atribuída é mencionada de uma dessas quatro maneiras.

Fim da citação de Mukhtasar as-Sawaa'iq, p. 423

Foi perguntado ao Shaikh Ibn Baaz (que Allah tenha misericórdia dele): Eu gostaria que você explicasse o versículo em que Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado): “Allah é a Luz dos céus e da terra.” [An-Nur 24:35].

Ele respondeu: O que o versículo indica, de acordo com os sábios, é que Allah, glorificado seja, ilumina-os, de modo que toda a luz que existe nos céus e na terra, e que existirá no Dia da Ressurreição, tudo vem de Sua luz, glorificado seja.

A luz é de dois tipos, o primeiro deles é luz criada, que é a luz que existe neste mundo e no outro, no Paraíso, e entre as pessoas agora, ou seja, a luz da lua, do sol e das estrelas, e também a luz da eletricidade e do fogo – tudo isso é criado e faz parte da criação de Allah, glorificado e exaltado seja.

O segundo tipo de luz não é criada; ao contrário, é um dos atributos divinos. Allah, glorificado e louvado seja por todos os Seus atributos, é o Criador, e tudo que não seja Ele é criação. Portanto, a luz de Seu semblante e a luz de Sua Essência, glorificado e exaltado seja, não são criações; ao contrário, esse é um dos Seus atributos, glorificado e exaltado seja.

Esta grande luz é um dos Seus atributos, glorificado seja, e não é criação; por outro lado, é um dos atributos divinos, como Sua audição, Sua visão, Sua mão e Seu pé, e outros gloriosos atributos divinos.

Essa é a verdade em que Ahl as-Sunnah acredita. Fim da citação de Majmu’ al-Fataawa (6/54).

No que diz respeito ao hadith "Busco refúgio à luz do Seu semblante pelo qual as trevas são iluminadas", é um hadith da‘if (fraco). Para informações sobre sua fraqueza, consulte: Silsilat al-Ahaadith ad-Da‘ifah de al-Albaani (6/486).

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A