Segunda-feira 5 Dhu Al-Hijjah 1443 - 4 Julho 2022
Portuguese

Quais são os lugares onde o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) parou para fazer duaa’ durante o Hajj?

Pergunta

Quais são os lugares onde o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) parou para fazer duaa’?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Parece que os lugares solicitados na pergunta são os lugares onde o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) parou para fazer duaa’ durante o hajj. Os estudiosos nos disseram que existem seis lugares.

Ibn al-Qayim disse:

“Seu Hajj incluiu seis lugares onde ele parou para oferecer duaa’:
O primeiro foi no topo de as-Safa; o segundo no topo de al-Marwah; o terceiro foi em 'Arafah; o quarto foi em Muzdalifah; o quinto foi no primeiro Jamarah; e o sexto foi no segundo Jamarah.”

Zaad al-Ma'aad, 2/287, 288

Os detalhes desses locais são os seguintes:

1 – Duaa’ em as-Safa e al-Marwah:

Isso envolve virar o rosto para a qiblah e fazer duaa’ depois de repetir o takbir três vezes, então recitar o dhikr narrado na Sunnah por três vezes e fazer a duaa’ entre esses dois.

Shaikh Muhammad ibn Saalih al-'Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Ele deve dizer “Allah akbar” com as mãos levantadas como em duaa’, três vezes, então recitar os adhkaar narrados (na Sunnah), como “Laa ilaaha ill-Allah wahdahu laa sharika lah, lahu'l-mulk wa lahu'l-hamd wa huwa 'ala kulli shay'in qadir; laa ilaaha ill-Allah wahdahu, anjaza wa'dah wa nasara 'abdah wa hazama al-ahzaaba wahdah (Não há deus senão Allah único, sem parceiro ou associado, Seu é o domínio e a Ele todos os louvores e Ele tem poder sobre todas as coisas; não há deus senão Allah único, Ele cumpriu Sua promessa, concedeu a vitória ao Seu servo e derrotou os confederados sozinho). Então, a pessoa pode recitar qualquer duaa’ que quiser, deve repetir o dhikr novamente, depois fazer duaa’ como desejar, assim, repetir o dhikr uma terceira vez, então descer e seguir em direção a al-Marwah.

Al-Sharh al-Mumti’, 7/268.

Esta duaa’ pode ser recitada no início da volta ou no final, porque não há duaa’ para ser recitada em cima de al-Marwah, ao final do circuito.

Shaikh Muhammad ibn Saalih al-'Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Com isso também aprendemos que duaa’ no topo de as-Safa e al-Marwah podem ser feitas no início do percurso e não no final, e que não há duaa’ a ser recitada ao final no topo de al-Marwah, porque esse é o fim do saa’i. Em vez disso, a duaa’ deve ser recitada no início do circuito, assim como o takbir também deve ser recitado no tawaaf do início do circuito. Com base nisso, quando (o peregrino) terminar o saa’i em al-Marwah ele deve partir, e quando ele terminar o tawaaf na Pedra Negra ele deve partir. Não há necessidade de beijar ou tocar a Pedra Negra, ou apontar para ela. Antes que alguém levante qualquer objeção, dizemos: isso é o que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) fez.

Al-Sharh al-Mumti', 7/352

2 – Duaa’ no dia de ‘Arafaah dura até o pôr do sol. O peregrino deve fazer muita duaa’ neste dia. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “A melhor duaa’ é aquela no dia de 'Arafaah, e a melhor coisa que eu e os Profetas antes de mim dissemos é “Laa ilaaha ill-Allah wahdahu laa sharika lah (Não há deus senão Allah sozinho, sem parceiro ou associado)”. Narrado por at-Tirmidhi, 3585; classificado como hasan por al-Albaani em Sahih at-Tirmidhi.

3 – É Sunnah para o peregrino fazer duaa’ em Muzdalifah levantando as mãos e encarando a qiblah, desde após a oração do Fajr até que (o dia) se torne muito claro. Allah diz (interpretação do significado):

“E, quando prosseguirdes do monte Arafat, lembrai-vos de Allah junto do Símbolo Sagrado (ou seja, Muzdalifah)”

[al-Baqarah 2:198]

4 – Duaa’ após apedrejar o primeiro Jamarah (o menor) e o segundo Jamarah (o intermediário). Isso ocorre durante os dias de at-Tashriq (13°, 14° e 15° dias do calendário lunar). Não é prescrito dizer duaa’ depois de apedrejar o maior Jamarah, seja no Dia do Sacrifício ou depois.

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A