Sábado 9 Dhu Al-Hijjah 1445 - 15 Junho 2024
Portuguese

Regra sobre o casamento plural e suas condições

Pergunta

Qual é a regra sobre o casamento plural?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Allah permitiu que os homens tivessem mais de uma esposa, como Ele diz (interpretação do significado):

“E se temeis não serdes equitativos para com os órfãos, esposai as que vos aprazam das mulheres sejam duas, três ou quatro. E se temeis não serdes justos, esposai uma só, ou contentai-vos com as escravas que possuís. Isso é mais adequado para que não cometais injustiça.” [an-Nissa’ 4:3]

Isso mostra claramente que o casamento plural é permitido e que, de acordo com a shari'ah islâmica, um homem pode se casar com uma, duas, três ou quatro esposas, mas não é permitido que ele se case com mais de quatro. Esta é a visão dos mufassirin e dos fuqaha’; os muçulmanos concordam unanimemente neste ponto e não há divergência de opinião.

Deve-se notar que existem condições associadas ao casamento plural:

1 – Justiça e equidade.

Porque Allah diz (interpretação do significado): “E se temeis não serdes justos, esposai uma só” [an-Nissa’ 4:3]. Este versículo mostra que a justiça é uma condição para que o casamento plural seja permissível. Se um homem teme que não será capaz de tratar suas esposas com justiça se ele se casar com mais de uma, então é proibido que ele se case com mais de uma. O que se entende por justiça aqui é tratar todas as esposas igualmente com relação a gastos, roupas, pernoite e outros assuntos materiais que estão dentro de sua capacidade e controle.

No que diz respeito à justiça e igualdade de tratamento na área do amor, o homem não é responsabilizado por isso, e não é exigido dele porque não é possível controlar isto. Este é o significado das palavras de Allah (interpretação do significado):

“E não podereis ser justos com vossas mulheres, ainda que sejais zelosos disso...” [an-Nissa’ 4:129]

Isto é, com relação ao amor do coração.

2 – Poder arcar com as despesas das esposas.

A evidência disso é o versículo em que Allah diz (interpretação do significado):

“E que os que não encontram meios para o casamento se abstenham de adultério, até que Allah os enriqueça de Seu favor.” [al-Nur 24:33]

Nesses versículos, Allah ordena que aquele que pode se casar, mas não pode arcar com isso que permaneça casto. Uma das razões para não se casar é não ter o suficiente para pagar o mahr (dote) ou não poder gastar com a esposa. Al-Mufassal fi Ahkaam al-Mar'ah, vol. 6, pág. 286.

Alguns dos estudiosos são da opinião de que o casamento plural é melhor do que restringir-se a uma esposa. Shaikh Ibn Baaz (que Allah tenha misericórdia dele) foi questionado: O princípio básico relativo ao casamento é o casamento plural ou o casamento com uma esposa? Ele respondeu: O princípio básico da shari'ah é o casamento plural para aqueles que podem pagar, se não houver medo de injustiça, por causa dos muitos interesses que são servidos por isso, como manutenção da castidade própria e daquelas com quem ele se casa, tratamento gentil para com elas, geração de muitos filhos e aumento do número da ummah e do número daqueles que adoram somente a Allah. Isso é indicado pelas palavras de Allah (interpretação do significado):

“E se temeis não serdes equitativos para com os órfãos, esposai as que vos aprazam das mulheres sejam duas, três ou quatro. E se temeis não serdes justos, esposai uma só, ou contentai-vos com as escravas que possuís. Isso é mais adequado para que não cometais injustiça.” [an-Nissa’ 4:3]

E porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) se casou com mais de uma esposa, e Allah diz (interpretação do significado):

“Com efeito, há, para vós, no Mensageiro de Allah, belo paradigma, para quem espera em Allah, e no Derradeiro Dia, e se lembra amiúde de Allah...” [al-Ahzaab 33:21]

Um dos companheiros do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quanto a mim, não comerei carne”, e outro disse: “Quanto a mim, rezarei e nunca dormirei”; outro disse: “Quanto a mim, jejuarei e nunca quebrarei meu jejum”, e outro disse: “Quanto a mim, nunca me casarei com mulheres”. Quando a notícia chegou até o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), ele se dirigiu ao povo. Ele louvou a Allah e disse: “Vós sois aqueles que disseram isso e aquilo. Quanto a mim, por Allah, eu temo a Allah mais do que vós, mas eu jejuo e quebro meu jejum, rezo e durmo, e me caso com mulheres. Quem se afasta da minha Sunnah não tem nada a ver comigo.” Estas grandes palavras do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) incluem tanto o casamento com uma mulher quanto o casamento plural.

Majallat al-Balaagh, edição n° 1015; Fataawa ‘Ulama al-Balad al-Haraam, pág. 386.

A Fonte: Islam Q&A