Quarta-feira 11 Shawwal 1441 - 3 Junho 2020
Portuguese

Rezar em tapetes nos quais há desenhos da Ka'bah ou de outros lugares sagrados

Pergunta

É haram pisar em cima da gravura da ka'aba e dos lugares sagrados desenhados no tapete de oração?
Há uma campanha pedindo um boicote à compra de tapetes de oração que tenham fotos dos lugares sagrados, para evitar pisar sobre eles. Qual é a regra islâmica sobre isso? Que Allah o recompense por servir ao Islam e aos muçulmanos.

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Não há nada de errado em reproduzir imagens de coisas inanimadas, como árvores etc., e isso inclui fotos da Ka'bah e de outros lugares sagrados, se não houver imagens de seres humanos.

Mas a pessoa que está rezando não deve ter na sua frente ou em seu tapete de oração qualquer tipo de imagem, para que não se distraia com ela. Al-Bukhari (373) e Muslim (556) narraram, a partir de Aisha, que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) rezou em uma capa preta que tinha marcas (listras) e ele olhou para as marcas. Quando ele terminou de rezar, ele disse: “Leva esta capa para Abu Jahm ibn Hudhaifah e traga-me sua capa lisa, pois elas (as listras) me distraíram agora, quando eu estava rezando”. Hisham ibn 'Urwah narrou de seu pai, por Aisha, que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Eu estava observando suas marcas enquanto rezava e temi que elas me distraíssem".

A capa preta referida (qamisah) é uma capa listrada feita de seda ou lã.

A capa lisa mencionada é uma capa pesada, sem estampas.

É makruh rezar sobre esses tapetes decorados, porque isso pode distrair o adorador, não por causa do que é mencionado na pergunta sobre mostrar desrespeito aos lugares sagrados pisando no tapete. Parece que não há desrespeito nisso, pois esses tapetes são guardados por seus proprietários e, geralmente, fica-se de pé numa parte livre de imagens.

O Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) foi questionado sobre os tapetes nos quais existem imagens de mesquitas – podemos rezar neles? Ele respondeu: O que pensamos é que não se deve colocar um tapete para o imam no qual há imagens de mesquitas, porque isso pode distraí-lo e ele pode olhar para estas e isto afetará sua oração. Por isso, quando o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) rezou sobre uma capa listrada, ele olhou para as listras e, quando terminou, disse: “Leva esta capa para Abu Jahm ibn Hudhaifah e traga-me sua capa lisa, pois elas (as listras) me distraíram agora, quando eu estava rezando.” Os ahadith de Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela) estão em concordância (muttafac alaihi).

Se acontecer do imam não se distrair com isso – porque ele é cego ou porque isso é tão comum para ele que não desviará sua atenção – então, não achamos que haja algo errado no fato dele rezar sobre isto. E Allah é a fonte de força. Fim da citação de Majmu’ Fataawa al-Shaikh Ibn 'Uthaimin (12/362).

É dito em Fataawa al-Lajnah al-Daa'imah (6/181): Pergunta: Qual é a regra de rezar em tapetes que contêm desenhos de construções islâmicas, como no caso dos tapetes que vemos nas mesquitas hoje em dia, e qual a regra de rezar sobre eles, caso contenham cruzes? Quando queremos julgar se é uma cruz, a parte inferior precisa ser longa e a parte superior curta, ou os dois lados iguais, ou julgamos que sempre que duas linhas se cruzem perpendicularmente formam uma cruz? Esperamos que você possa nos aconselhar sobre esse assunto, porque é um problema comum. Que Allah te preserve e proteja.

Resposta: Em primeiro lugar: As mesquitas são as casas de Allah que foram construídas para o estabelecimento das orações regulares e para que Allah seja glorificado nelas da manhã à noite, com presença de espírito adequada, humildade, foco e temor a Allah. Decorações e adornos nos móveis e nas paredes da mesquita distraem alguém da lembrança de Allah (dhikr) e tiram muito foco dos fiéis, portanto isso foi considerado como makruh pela maior parte dos salaf. Os muçulmanos devem evitar isso em suas mesquitas, a fim de proteger sua adoração, evitando distrações nos lugares em que procuram se aproximar de Allah, o Senhor dos Mundos, na esperança de obter uma recompensa maior. Quanto às orações oferecidas lá, elas são válidas.

Em segundo lugar: a cruz é o símbolo que os cristãos colocam em seus locais de culto e a veneram, e esta é considerada um símbolo de uma crença falsa, que é a crucificação do Messias Issa ibn Mariam (Jesus filho de Maria, que a paz esteja sobre ele). Allah declarou que os judeus e os cristãos mentiram sobre isso, como Ele diz (interpretação do significado): "Ora, eles não o mataram nem o crucificaram, mas isso lhes foi simulado" [al-Nissa' 4:157]. Portanto, não é permitido aos muçulmanos usá-las no mobiliário de suas mesquitas ou em outros lugares, ou deixá-las lá; ao contrário, deveriam se livrar destas, apagá-las e não deixar vestígios destas, de modo a evitar o mal, evitar se parecerem com os cristãos em geral e com seus lugares sagrados em particular. Não faz diferença se a linha vertical na cruz é maior que a linha horizontal ou não, ou se a parte superior das duas linhas cruzadas é mais curta ou idêntica à parte inferior. Fim da citação.

E Allah sabe melhor.

Enviar comentário