Sábado 7 Rabi' Ath-Thani 1440 - 15 Dezembro 2018
Portuguese

Diferenças entre o sêmen (maniy) e fluido uretral (madhiy)

Pergunta

Algumas vezes, quando acordo de manhã, observo um líquido saindo. Por favor, não tome isso como um sonho molhado, ou urina, porque a substância pegajosa sai, geralmente, logo após eu ter acordado de manhã. Na maioria dos dias tenho que lavar minha roupa íntima por isso, às vezes, eu lavo minhas calças também.
Eu li, em algum lugar, que se não for sêmen, mas apenas esta substância pegajosa, não precisamos fazer ghusl, somente o wudu é suficiente para oferecer as orações. Se for, então o que ocorre com as roupas? A mesma coisa sai durante algumas situações excitantes também, embora eu tente me manter longe deste tipo de coisa.

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

A primeira diferença: qualidades

O sêmen, no caso dos homens, é um líquido espesso, branco, e no caso das mulheres é fino e amarelado. (Nota do tradutor: a palavra maniy é usada para se referir ao fluido que é expelido pelo macho ou fêmea, no momento do orgasmo).

A fonte para essas descrições de maniy vem do hadith de Umm Sulaym (que Allah esteja satisfeito com ela) que perguntou ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) sobre uma mulher que tenha um sonho como um homem tem (ou seja, um sonho erótico). O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Se uma mulher vir isso, ela deverá fazer ghusl." Umm Sulaym disse: “Eu me senti tímida quando ouvi aquilo.” Ela perguntou: "Isso é possível?" O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "De que outra forma se assemelha a criança a seu pai ou sua mãe? A água do homem é espessa e branca, e a água da mulher é fina e amarela. Qualquer das duas que prevalecer ou vier primeiro determinará a qual dos pais a criança se assemelhará". (mutaffaq alaihi, Sahih Muslim, 469).

Em seu comentário sobre Sahih Muslim (3/222), O Imam al-Nawawi disse, sobre as palavras do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) "A água do homem é espessa e branca, e a água da mulher é fina e amarela": “Este é um critério importante na descrição do maniy. Esta descrição aplica-se quando uma pessoa é saudável, e na maioria dos casos. Os estudiosos disseram: quando um homem é saudável, seu sêmen é branco e espesso, e jorra em espasmos acompanhados por sentimentos de prazer. Depois deste sair, é seguido, imediatamente, por uma sensação de esgotamento e exaustão. Seu cheiro é como o do pólen da palmeira, que por sua vez se assemelha ao cheiro de massa... (a cor do sêmen pode mudar por muitas razões, incluindo as seguintes): ...Se uma pessoa está doente, seu sêmen pode se tornar fino e amarelo, ou seus testículos podem se tornar relaxados ou flácidos, com o resultado de que a saída do sêmen não seja acompanhada por qualquer sentimento de prazer. Se um homem pratica relações sexuais com muita frequência, seu sêmen pode se tornar vermelho e assemelhar-se ao líquido que vem da carne, ou pode até conter sangue coagulado. Há três características distintas do sêmen, a presença de qualquer uma é suficiente para que aquilo possa ser classificado como sêmen: em primeiro lugar, a sua emissão é acompanhada de sentimentos de prazer e é imediatamente seguida por exaustão; em segundo lugar, cheira como o pólen de palmeiras, como já dissemos; e em terceiro lugar, ele é liberado em jorros. Cada uma destas três características é suficiente para que possa ser definido como sêmen; não é necessário que todas as três características estejam presentes. Se nenhuma delas estiver presente, a substância não pode ser descrita como sêmen e com toda a probabilidade, não será. Todos os itens acima aplicam-se ao maniy dos homens; no caso das mulheres, o maniy é fino e amarelado, embora possa ser branco, se a mulher for forte. Isso possui duas características distintas, cada uma das quais é suficiente para classificarmos a substância como maniy: em primeiro lugar, cheira como o maniy dos homens, e em segundo lugar, a sua emissão é acompanhada de sentimentos de prazer e imediatamente seguida por exaustão".

O madhiy, por outro lado, é um líquido branco pegajoso que é expelido quando uma pessoa está pensando ou desejando o coito. A sua saída não é acompanhada por sentimentos de prazer, ele não brota em jorros, e não é seguido por exaustão. Isso pode acontecer com homens e mulheres, embora seja mais comum entre as mulheres. Este é o comentário do Imam al-Nawawi em seu comentário sobre Muslim (Sharh Muslim, 3/213).

A segunda diferença: o que deve ser feito após emissão de qualquer tipo de fluido

Quando o maniy é emitido, a pessoa deve executar o ghusl para limpar-se da impureza sexual (janaabah), caso aconteça durante a relação sexual ou de outra forma, caso a pessoa esteja acordada ou por causa de um sonho erótico. Madhiy, por outro lado, só exige que a pessoa faça o wudu'. A prova disto é o relato de 'Ali ibn Abi Talib (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse: "Eu era um homem que costumava ter muita secreção uretral, então eu disse a Miqdad para perguntar ao Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) sobre isso. Então, ele perguntou, e ele respondeu: ‘Isso exige o wudu.’” (Muttafaq alaihi, esta versão foi narrada por al-Bukhari). Ibn Qudamah disse em al-Mughni(1/168), “Ibn al-Mundhir disse: ‘Os estudiosos concordam que expelir fezes ou urina, a emissão do madhiy ou soltar gases são todas coisas que invalidam a taharah (purificação) [ou seja, o wudu’ deve ser renovado]’.”

A terceira diferença: se eles são tahir (puros) ou najis (impuros)

O maniy é tahir de acordo com a opinião mais correta entre os estudiosos. A evidência disto é o relato de ‘A’isha (que Allah esteja satisfeito com ela) que disse: “O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava lavar o maniy (de suas roupas), em seguida, rezaria usando as mesmas roupas, e eu podia ver o local onde ele havia lavado.” (Mutaffaq alaihi). De acordo com um relato de Muslim: “Eu costumava esfregá-lo (o sêmen) completamente do vestuário do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), então ele rezaria com ele (o mesmo vestuário).” De acordo com outra versão: “Eu esfregava-o da sua roupa com a minha unha, quando este estava seco.” Está provado que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava deixá-lo sem lavar quando este estivesse úmido; então era suficiente apenas limpá-lo posteriormente com um 'ud (um tipo de madeira aromática) ou algo semelhante, como foi relatado por Imam Ahmad em seu Musnad (6/243) de ‘A’isha (que Allah esteja satisfeito com ela), que disse: “O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava remover o maniy de sua roupa com um galho de adhkhar (uma espécie de árvore), em seguida, rezava com aquela vestimenta, e ele esfregava-o de sua roupa quando estivesse seco, e rezaria com a mesma peça de roupa.” Ibn Khuzaymah relatou em seu Sahih, e Shaykh al-Albani classificou como hasan em al-Irwa' (1/197).

O madhiy (secreção uretral) é naajis (impuro), por causa do hadith de 'Ali citado acima, em algumas versões deste foi relatado que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) ordenou-lhe a lavar o pênis e os testículos e a fazer wudu’, como foi narrado por Abu' Awanah em al-Mustakhraj. Ibn Hajar disse em al-Talkhis: “Não há nenhuma falha neste isnaad.” Então, o madhiy é naajis e o pênis e os testículos devem ser lavados, pois este anula a tahaarah.

Regras em matéria de vestuário em que haja sêmen ou secreção uretral

Como o maniy é considerado tahir, se este estiver na roupa de uma pessoa não a torna impura, e se a pessoa rezar com essas roupas não haverá nada de errado. Ibn Qudaamah disse em al-Mughni (1/763): “Mesmo que nós digamos que seja tahir, é melhor esfregá-lo, mas se a pessoa rezar (naquelas roupas), sem o esfregar, isso é aceitável.”

No caso do madhiy, é suficiente borrifar água sobre ele, por causa da dificuldade de fazer de outra forma. A prova disto é o hadith narrado por Abu Dawud no seu Sunan de Sahl ibn Hanif, que disse: “Eu costumava ter muita secreção uretral, e realizava o ghusl muitas vezes. Perguntei ao Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) sobre isso e ele disse: "É suficiente que faças o wudu’ (para te purificares) disso.” Eu disse, “Ó Mensageiro de Allah, o que acontece quando este fica na minha roupa?” Ele disse: “É suficiente que tomes um punhado de água e a borrifes nas tuas roupas onde quer que suponhas estar (o madhiy).” (Relatado por al-Tirmidhi. Ele disse: este é um hadith sahih hasan, e o único outro hadith sobre madhiy que conhecemos é o hadith de Muhammad ibn Ishaq).

O autor de Tuhfatal-Ahwadhi (1/373) disse: “Isto pode ser considerado como prova de que se o madhiy estiver nas roupas de alguém, será suficiente borrifar água sobre esta; a pessoa não precisa de a lavar.”

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid

Enviar comentário