Segunda-feira 15 Ramadan 1440 - 20 Maio 2019
Portuguese

Condições em que as orações são válidas

Pergunta

Quais são as condições em que as orações são válidas?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

"Condição" na terminologia de usul al-fiqh (princípios de jurisprudência) significa aquilo que é essencial e sem a qual uma coisa não é válida.

Assim, as condições para que a oração seja válida referem-se àquilo sobre o que a validade da oração depende, de maneira que se uma dessas condições for quebrada, invalida a oração, como resultado. Essas condições são:

1.

Que o horário determinado para a oração tenha se iniciado – esta é a condição mais importante. A oração feita antes de sua hora determinada não é válida, de acordo com o consenso acadêmico, porque Allah diz (interpretação do significado):

"Em verdade, As-Salaah (a oração) é ordenada sobre os crentes em horários fixos"

[Al-Nisa '4: 103]

Allah mencionou as horas de oração em breves termos, em Seu Livro. Ele diz (interpretação do significado):

"Cumpre a oração (Iqaamat-as-Salaah), do declínio do sol (meio-dia) até a escuridão da noite, e cumpre a oração da aurora (ou seja, as orações zhur, ‘Asr, Maghrib e ‘Isha’). Por certo, a oração da aurora (ou seja, Fajr) é testemunhada pelos anjos (é presenciada pelos anjos encarregados da humanidade de dia e de noite).”

[Al-Isra', 17:78].

"Meio-dia" significa quando o sol passa o seu zênite. "A escuridão da noite" significa no meio da noite. Essa hora, a partir da metade do dia até a metade da noite, inclui a hora de quatro das orações: zhur, ‘Asr, Maghrib e ‘Isha’.

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) mencionou as horas das orações em detalhes em sua Sunnah. Isto foi explicado na resposta à pergunta nº 9940.

2.

Que a 'awrah (partes íntimas, que não devem ser mostradas) esteja coberta – se uma pessoa reza com sua ‘awrah descoberta, sua oração não é válida, porque Allah diz (interpretação do significado):

"Ó filhos de Adão! Tomai vossos ornamentos (usando roupas limpas), em cada mesquita (enquanto orando) (...)."

[Al-A'raaf 7:31]

Ibn 'Abd al-Barr (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Eles estão unanimemente de acordo que a oração daquele que não usa suas roupas quando está apto a cobrir-se com elas, e reza nu, é inválida. Fim da citação.

Para mais informações consulte a resposta à pergunta nº 81281.

'Awrahs para as pessoas que estão orando caem em várias categorias:

(I) Awrah mínima – é a 'awrah do homem com idade entre sete e dez anos; sua ‘awrah é apenas as duas partes privadas, a parte da frente e a parte de trás.

(II) 'Awrah moderada – é a 'awrah daquele que tenha atingido a idade de dez anos ou mais; sua ‘awrah é o que está compreendido entre o umbigo e o joelho.

(III) ‘Awrah máxima – é a 'awrah de uma mulher adulta, livre. Tudo em seu corpo é ‘awrah ao orar, exceto as mãos e o rosto. Os estudiosos diferem no que diz respeito a mostrar os pés.

3. e 4.

Tahaarah (purificação), que é de dois tipos: purificação da impureza ritual (hadath) e purificação da impureza evidente (najas).

(I) Purificação de maior e menor impureza ritual (hadath) - se uma pessoa reza quando está em um estado de impureza ritual, então a sua oração é inválida de acordo com o consenso acadêmico, por causa do relato narrado por al-Bukhari (6954) de Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) a partir do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), que disse: "Allah não aceita a oração de um vós que estejais impuros ritualmente, a menos se façais wudu’”

(Ii) Purificação de najaasah ou impureza evidente – se uma pessoa reza com alguma impureza sobre si, e está ciente disso e lembra-se de que aquela impureza está lá, então sua oração não é válida.

O adorador deve evitar najaasah em três locais:

(a) No corpo – não deve haver qualquer najaasah ou impureza em seu corpo. Isto é indicado pelo relato de Muslim (292) a partir de Ibn 'Abbaas (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse: “O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) passou por duas sepulturas, e disse: ‘eles estão sendo punidos, mas não estão sendo punidos por algo que era difícil de evitar. Um deles costumava andar por aí espalhando fofocas maliciosas, e o outro não se protegia de sua urina.’”

(b) Nas roupas – isto é indicado pelo relato narrado por al-Bukhari (337) a partir de Asma’ bint Abi Bakr (que Allah esteja satisfeito com ela) que disse: “Uma mulher veio ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e disse: “Se uma de nós vir o sangue menstrual em sua roupa, o que deve fazer?” Ele disse: "Raspe-o, em seguida esfregue-o com os dedos, enquanto despeja água sobre ele e continue a derramar água (até que a roupa esteja limpa), e depois reze na mesma."”

(c) No local em que a oração é oferecida – isto é indicado pelo relato narrado por al-Bukhari, de Anas ibn Malik (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse: “Um beduíno chegou e urinou na mesquita. As pessoas repreenderam-no, mas o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) lhes disse para não fazer isso. Quando (o homem) tinha acabado de urinar, o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah esteja com ele) ordenou que um balde de água fosse derramado sobre ela.”

5.

Voltar-se para a qiblah – se uma pessoa oferece uma oração obrigatória de frente para qualquer lugar que não seja a qiblah, quando está apto a fazê-lo, então a sua oração é inválida de acordo com o consenso acadêmico, porque Allah diz (interpretação do significado):

"(...) Volta, pois, a face rumo à Mesquita Sagrada (a Mesquita Al-Haraam, em Meca). E onde quer que estejais, voltai as faces (em oração) para o seu rumo (...)"

[Al-Baqarah 2:144]

E porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse, no hadith sobre aquele que orou mal: "Então, vire-se em direção à qiblah e faça takbir." Narrado por al-Bukhari (6667).

Para mais informações consulte a resposta à pergunta nº 65853.

6.

Intenção (niyyah) – se uma pessoa reza sem formar a intenção adequada, então a sua oração é inválida, por causa do relato narrado por al-Bukhari (1) a partir de 'Umar ibn al-Khattab (que Allah esteja satisfeito com ele), que disse: “Eu ouvi o Mensageiro de Allah (paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) dizer: ‘as ações valem pelas intenções e cada um terá aquilo que intencionou’”.

As seis condições supramencionadas aplicam-se somente à oração. A elas devem ser adicionadas as condições gerais que se aplicam a todos os atos de adoração: o indivíduo deve ser muçulmano, são, e da idade do discernimento

Com base nisso, as condições para a validade da oração são em nove, ao todo:

Ser muçulmano, ser são, ter discernimento, estar livre de impureza ritual, destituído de impurezas evidentes, deve estar com a 'awrah coberta, que a hora da oração tenha começado, que esteja direcionado à qibla e que tenha formado a intenção correta

E Allah sabe melhor.

Enviar comentário