Quarta-feira 22 Dhu Al-Qa'dah 1440 - 24 Julho 2019
Portuguese

Fatwah do Comitê Permanente sobre o caso do dia de Eid cair numa sexta-feira

Pergunta

Louvado seja somente a Allah, e que Suas bênçãos e paz estejam sobre nosso Profeta e sobre sua família e seus companheiros. Prosseguindo: houve muitas perguntas sobre o caso quando o dia da Eid acontece ser uma sexta-feira e os dois Eids se juntam: Eid al-Fitr ou al-Adha e o "eid" da sexta-feira (Jumu'ah), que é o "eid" semanal. A oração de Jumu'ah é obrigatória para aquele que participou da oração de Eid, ou a oração de Eid é suficiente e, então, pode-se rezar o Dhuhr em vez de Jumu'ah? O adhaan da oração de Dhuhr deve ser feito nas mesquitas ou não? E há outras questões. Assim, o Comitê Permanente de Pesquisa Acadêmica e emissão Fatawa decidiu emitir a seguinte fatwah:

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

No que diz respeito a esta questão, há uma série de relatos marfu’ e de mawquf, incluindo o seguinte:

1.

O hadith de Zaid ibn Arqam (que Allah esteja satisfeito com ele), de acordo com o qual Mu'awiyah ibn Abi Sufian (que Allah tenha misericórdia dele) perguntou: “Tu já testemunhaste na companhia do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) dois Eids que aconteceram no mesmo dia?” Zaid respondeu, sim. Ele disse: “O que ele fez?” Zaid respondeu: “Ele ofereceu a oração de Eid, então abriu uma concessão que permite às pessoas faltarem à oração de Jumu'ah, e ele disse: ‘Quem queira orar (Jumu'ah), que o faça.’”

Narrado por Ahmad, Abu Dawud, An-Nasaa'i, Ibn Maajah, ad-Daarimi e por Al-Haakim em al-Mustadrak, onde foi dito: Este hadith possui isnaads sahih, embora eles [al-Bukhari e Muslim] não o narraram, e há um relato corroborante de acordo com as condições de Muslim. E adh-Dhahabi concordou com ele. An-Nawawi disse em al-Majmu’: seu isnaad é jayyid.

2.

A evidência corroborante mencionada acima é o hadith de Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele), de acordo com o qual o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Dois Eids se reuniram neste vosso dia, então, a quem queira, [a oração de Eid] será suficiente para Jumu'ah, mas iremos rezar Jumu'ah."

Narrado por al-Haakim como indicado acima; também narrado por Abu Dawud, Ibn Maajah, Ibn al-Jaarud, al-Baihaqi e outros.

3.

O hadith de Ibn 'Umar (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse: Dois Eids se reuniram durante a época do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Ele liderou as pessoas na oração (Eid), então ele disse: "Quem quiser vir para Jumu'ah pode vir e quem não quiser vir, pode se ausentar." Narrado por Ibn Maajah. Também foi narrado por Tabaraani em al-Mu'jam al-Kabir da seguinte maneira: dois Eids se reuniram na época do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele): Eid al-Fitr e Jumu’ah. O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) liderou-os na oração do Eid, então ele voltou seu rosto para eles e disse: “Ó povo, vós alcançastes a bondade e recompensa, mas vamos rezar Jumu'ah; quem quiser rezar Jumu'ah pode fazê-lo, e quem quiser voltar, pode voltar."

4.

O hadith de Ibn Abbas (que Allah esteja satisfeito com ele), segundo o qual o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Dois Eids se reuniram neste vosso dia, então, quem quiser, [a oração de Eid] será suficiente para Jumu'ah, mas iremos rezar Jumu'ah insha’Allah ".

Narrado por Ibn Maajah. Al-Buwaisiri disse: sua isnaad é sahih e seus homens são thiqaat (confiáveis)

5.

O relato mursal de Dhakwaan ibn Saalih diz: Dois Eids se reuniram na época do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele): Jumu'ah e Eid. Ele os liderou (na oração de Eid), então, levantou-se e dirigiu-se ao povo dizendo: "Vós vos lembrastes de Allah e alcançastes o bem. Porém, vamos rezar Jumu'ah, então, quem quiser ficar – em tua casa – pode fazê-lo, e quem quiser orar Jumu'ah pode fazê-lo."

Narrado por al-Baihaqi em as-Sunan al-Kubra.

6.

Foi narrado que 'Ata ibn Abi Rabaah disse: Ibn az-Zubair nos conduziu em oração no dia de Eid, numa sexta-feira, no início do dia, depois fomos rezar Jumu'ah e ele não veio até nós, por isso rezamos por nossa conta. Ibn 'Abbas estava no Taa'if e quando chegamos nós o relatamos sobre aquilo, e ele disse: Ele agiu de acordo com a Sunnah.

Narrado por Abu Dawud. Uma versão diferente foi narrada por Ibn Khuzaimah, no qual ele acrescentou no final: E Ibn az-Zubair disse: "Eu vi Umar ibn al-Khatab fazer algo similar quando dois Eids aconteceram no mesmo dia.”

7.

No Sahih de al-Bukhari (que Allah tenha misericórdia dele) e no Muwatta' de Maalik (que Allah tenha misericórdia dele) é narrado que Abu 'Ubaid, o escravo liberto de Ibn Azhar, disse: “Eu estava presente na ocasião de dois Eids (juntos) com 'Uthman ibn 'Affan; isso foi numa sexta-feira. Ele ofereceu a oração (de Eid) antes da khutbah, então fez a khutbah e disse: ‘Ó povo, neste dia, dois Eids vieram a vós juntos, então, quem quiser esperar por Jumu'ah com o povo de al-'Awaali, que o faça, e quem quiser voltar, então eu dou permissão para fazê-lo.’”

8.

Foi narrado que 'Ali ibn Abi Talib (que Allah tenha misericórdia dele) disse, quando dois Eids se juntaram em um dia: “quem quiser rezar Jumu'ah, que assim o faça, e quem quiser ficar, deixem-no fazê-lo." Sufian disse: ou seja, deixem-no ficar em sua casa.

Narrado por 'Abd ar-Razzaq em al-Musannaf; um relato semelhante foi narrado por Ibn Abi Shaibah.

Com base nesses ahaadith que têm isnaads retornando ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), e esses relatos mawquf de alguns dos Sahaabah (que Allah esteja satisfeito com eles) e o que foi afirmado pela maioria dos sábios, o Comitê emitiu as seguintes decisões:

1.

Qualquer um que atenda à oração de Eid tem uma concessão que lhe permite não atender à oração de Jumu’ah, então ele poderá rezá-la como dhuhr, no horário do dhuhr. Mas se esta pessoa decidir rezar o Jumu'ah com ou outros, isso é preferível.

2.

Quem não participou da oração do Eid não está incluído nessa concessão, portanto, a obrigação de comparecer à (oração de) Jumu'ah não é renunciada neste caso. Portanto, ele deve ir à mesquita para rezar Jumu’ah. Se houver uma quantidade insuficiente (de pessoas) para realizar a oração de Jumu'ah, ele deve rezar como Dhuhr.

3.

O imam da mesquita de Jumu'ah deve manter as orações de Jumu'ah naquele dia para que aqueles que desejam participar e os que não compareceram à oração de Eid possam atender à Jumu’ah. Se um número suficiente de pessoas atende à oração de Jumu'ah, a oração de Jumu'ah deve ser oferecida, caso contrário, ela deve ser oferecida como Dhuhr.

4.

Qualquer um que atenda à oração de Eid e tenha uma concessão que lhe permita não participar de Jumu'ah deve rezá-la como Dhuhr após o tempo do Dhuhr iniciar.

5.

Neste momento, não é prescrito fazer o adhan, exceto nas mesquitas onde as orações de Jumu'ah serão realizadas. Não é prescrito fazer o adhan para o Dhuhr neste dia.

6.

A visão de que qualquer um que atenda à oração de Eid terá uma concessão que renuncia à oração de Jumu'ah e Dhuhr naquele dia é uma visão incorreta. Portanto, isto é rejeitado pelos sábios e eles consideraram isso confuso e estranho, porque é contrário à Sunnah e sugere que um dos deveres obrigatórios impostos por Allah, glorificado e exaltado seja, é renunciado sem evidência nesse sentido. Talvez as Sunnahs e relatos sobre esta questão – que abrem uma concessão que permite àquele que tenha participado da oração de Eid não compareça à de Jumu’ah, mas afirma que ele ainda deve rezar o Dhuhr – não chegaram a quem afirmou isso.

E Allah, exaltado seja, sabe melhor. Que Allah envie bênçãos e paz sobre o nosso Profeta Muhammad e sobre sua família e companheiros.

Comitê de Pesquisa Acadêmica e Emissão Fatawa Shaikh 'Abd al-'Aziz ibn 'Abdullah Aal ash-Shaikh, Shaikh 'Abdullah ibn 'Abd ar-Rahman al -Ghadiaan, Shaikh Bakr ibn 'Abdullah Abu Zaid, Shaikh Saalih ibn Fawzaan al-Fawzaan

A Fonte: Comitê Permanente para Pesquisa Acadêmica e Emissão de Fatawa

Enviar comentário