Sábado 7 Rabi' Ath-Thani 1440 - 15 Dezembro 2018
Portuguese

Arrependimento

Pergunta

Cometi muitos pecados que, ninguém além de Allah, sabe. O que eu devo fazer para que Ele aceite meu arrependimento?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

A fé de um muçulmano pode se tornar fraca e ele pode ser dominado pelos seus desejos. O shaytan pode tornar-lhe o pecado atraente, para que ele se equivoque (cometa pecados) e caia naquilo que Allah proibiu. Mas Ele é gentil com Seus servos, e Sua misericórdia abrange todas as coisas. Quem quer que se arrependa depois de errar, Ele aceitará seu arrependimento, pois Allah é Perdoador e Misericordioso.

“E quem se volta arrependido, depois de sua injustiça, e se emenda, por certo, Allah Se voltará para ele (aceitará seu arrependimento), remindo-o . Por certo, Allah é Perdoador, Misericordiador. [al-Ma’idah 5:39]

Allah é Perdoador e Generoso. Ele ordena que todos os seus servos se arrependam sinceramente para que recebam a Sua misericórdia e Seu Paraíso. Ele diz (interpretação do significado):

“Ó vós que credes! Voltai-vos arrependidos para Allah, com arrependimento sincero. Quiçá, vosso Senhor vos remita as más obras e vos faça entrar em Jardins, abaixo dos quais correm os rios (Paraíso)." [al-Tahrim 66:8]  

O portão do arrependimento está aberto para os Seus servos, até que o sol nasça do Oeste. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Allah abre os Seus braços à noite para aceitar o arrependimento daqueles que durante o dia, e Ele abre Seus braços durante o dia para aceitar o arrependimento daqueles que fizeram errado durante a noite. (Isso continuará) até que o sol nasça do Oeste.” (Narrado por Muslim, nº 2759)

O arrependimento sincero não é meramente uma questão de palavras ditas pela língua, ao contrário, a aceitação do arrependimento está sujeita à condição de que a pessoa desista imediatamente do pecado; que se arrependa do que aconteceu no passado; que decida não voltar à coisa da qual se arrependeu; que restitua o direito ou a propriedade das pessoas, se seu delito foi contra outros; e que se arrependa antes que a agonia da morte chegue. Allah diz (interpretação do significado):

“Impende a Allah a remissão, apenas, para os que fazem o mal por ignorância, em seguida, logo se voltam arrependidos; então, a esses Allah redimirá. E Allah é Onisciente, Sábio. E a remissão não é para os que fazem más obras até que, no momento em que a morte se apresenta a um deles, diz: "Volto-me arrependido, agora"; nem para os que morrem, enquanto renegadores da Fé. Para esses, preparamos doloroso castigo” [Al-Nisa’ 4:17-18] 

Allah aceita o arrependimento e é Misericordioso. Ele chama os pecadores ao arrependimento, para que possa perdoá-los:

“...Vosso Senhor prescreveu a Si mesmo a misericórdia: quem de vós faz um mal, por ignorância; em seguida, depois disso, volta-se arrependido e emenda-se (fazendo boas ações e obedecendo a Allah), por certo, Ele é Perdoador, Misericordiador." [al-An’aam 6:54, interpretação do significado]

Allah é Gentil para com os Seus servos e ama aqueles que se arrependem. Ele aceita seus arrependimentos, conforme Diz (interpretação do significado):

“E Ele é Quem aceita o arrependimento de Seus servos, e indulta as más obras, e sabe o que fazeis;” [al-Shura 42:25]

“Por certo, Allah ama os que se voltam para Ele, arrependidos, e ama os purificados.” [al-Baqarah 2:222] 

Quando um kaafir se torna muçulmano, Allah transforma suas más ações (sayi’aat) em boas ações (hasanat), e perdoa-lhe todos os pecados anteriores, conforme diz (interpretação do significado):

“Dize aos que renegam a Fé que se se abstêm da descrença, ser-lhes-á perdoado o que já se consumou” [al-Anfaal 8:38] 

Allah é Perdoador e Misericordioso, e Ele ama o arrependimento dos Seus servos. Ele os ordena a se arrepender para que os Perdoe. Mas os demônios entre os homens e os jinn querem apartar as pessoas da verdade e os fazem predispostos à falsidade, conforme Allah diz (interpretação do significado):

“E Allah deseja voltar-se para vós; e os seguem a lascívia desejam que vos  desvieis (os crentes), com formidável desviar (do Caminho da Senda Reta) ) [al-Nisaa’4:27].

A misericórdia de Allah abrange todas as coisas. Se os pecados da pessoa são muito grandes e ela prejudicou muito a si própria, mas depois se arrependeu, Allah aceitará seu arrependimento e perdoará seus pecados, não importa quão grandes sejam. Allah diz (interpretação do significado):

“Dize: ‘Ó Meus servos (Ibaadi), que vos excedestes em vosso próprio prejuízo (cometendo ações maléficas e pecados), não vos desespereis da misericórdia de Allah. Por certo, Allah perdoa todos os delitos. Por certo, Ele é O Perdoador, O Misericordiador.’" [al-Zumar 39:53] 

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Nosso Senhor vem até o céu mais baixo enquanto ainda resta um terço da noite, e diz, ‘Quem clamará por Mim para que Eu o responda? Quem Me pedirá para que eu lhe dê? Quem buscará o Meu perdão para que Eu o perdoe?” (Narrado por Muslim, nº 758).

O homem é fraco. Se a pessoa peca então ela tem que se arrepender e buscar o perdão sempre. Allah é Perdoador e Misericordioso, e Ele é Quem diz (interpretação do significado):

“E quem faz um mal ou é injusto com si mesmo, em seguida, implora perdão a Allah, encontrará a Allah Perdoador, Misericordiador.” [Al-Nisa’ 4:110] 

O muçulmano está suscetível a cometer erro e pecados. Então, ele tem que se arrepender e buscar por perdão reiteradamente. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Por Allah, eu busco o perdão de Allah e volto a Ele em arrependimento mais de setenta vezes todos os dias.” (Narrado por al-Bukhari, nº 6307)

Allah ama o arrependimento dos Seus servos, e o aceita. Na verdade, Ele se exulta por isso, como disse o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele): “Quando uma pessoa se arrepende, Allah se exulta mais do que qualquer um de vós que encontrastes vosso camelo após tê-lo perdido no deserto.” (Mutaffac alaihi. Narrado por al-Bukhari, nº 6309)

A Fonte: De Usul al-Din al-Islami, do Shaikh Muhammad ibn Ibrahim al-Tuwayjri.

Enviar comentário