Sexta-feira 14 Sha'ban 1440 - 19 Abril 2019
Portuguese

O Hadith “Quem quer que diga em Rajab ‘peço perdão a Allah, não há deus senão Ele’...” é fabricado e não é sahih

Pergunta

Este hadith me chegou através do celular, e quero saber o quanto ele é confiável: foi narrado que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quem quer que, em Rajab, diga ‘peço perdão a Allah, não há deus senão Ele somente, sem parceiros ou sócios, e a Ele me arrependo’ cem vezes, e o termine com caridade, Allah decretar-lhe-á misericórdia e perdão. E quem quer que o diga quatrocentas vezes, Allah decretar-lhe-á recompensa de cem mártires.”

Texto da resposta

Em primeiro lugar:

Não há base para este hadith nos livros da Sunnah e relatos, e nenhuma narração para ele é conhecida, com qualquer um dos sábios. Da mesma forma, não conseguimos encontrá-lo nos livros que tratam de ahadith falsificados e fabricados. Pelo contrário, encontramos em alguns dos livros dos Shi'ah que são preenchidos com relatos fabricados, narrados sem qualquer isnaad ou evidência. Foi mencionado por Ibn Tawus – Ali ibn Musa ibn Ja'far (664 DH) – em seu livro Iqbaal al-A'maal (3/216). Mas não encontramos nenhuma base para esse hadith em nenhum livro anterior aos Shi'ah. Ibn Tawus mencionou isso em um comentário sem qualquer isnaad e disse:

Capítulo sobre o que mencionamos sobre a virtude de buscar perdão, repetindo Laa ilaaha ill-Allah e arrepender-se no mês de Rajab. Encontramos isto narrado pelo Profeta (que Allah envie bênçãos sobre ele e sua família), que ele disse: "Quem diz em Rajab 'peço perdão a Allah, não há deus senão Ele somente, sem parceiro ou associado, e eu me arrependo a Ele 'cem vezes, e termina com caridade, Allah decretará para ele misericórdia e perdão. E quem o disser quatrocentas vezes, Allah decretará para ele a recompensa de cem mártires, e quando ele encontrar Allah no Dia da Ressurreição, Ele lhe dirá: ‘afirmastes Minha soberania, então desejes o que quiseres para que Possa dar-te, pois não há quem prevaleça senão Eu’”.

Foi transmitido por ele em alguns dos outros livros, como Wasaa'il ash-Shi'ah (10/484), de al-Hurr al-'Aamili (m. 1104 DH) e outros.

Assim, os sinais de fabricação neste hadith se tornam claros:

Em primeiro lugar:

O hadith é desprovido de qualquer isnaad.

Em segundo lugar:

São apenas os livros dos Raafidah que mencionam esse hadith. De seus livros, o hadith tornou-se conhecido em algumas salas de bate-papo e sites da Internet. Por isso, é essencial ser cauteloso sobre muitos dos ahadith que são citados nas salas de bate-papo, quando suas fontes são os livros fabricados dos Raafidis.

Em terceiro lugar:

O hadith tem a ver com as virtudes do mês de Rajab. Devemos ser cautelosos sobre todos os relatos que falam deste assunto, porque há tantos relatos fabricados sobre ele que, alguns dos sábios escreveram livros que tratam especificamente disso, como al-Haafiz Ibn Hajar (que Allah tenha misericórdia dele) em seu livro Tabyin al-'Ajab bima wurida fi Fadl Rajab. Ele (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Nenhum hadith sahih que seja adequado para ser usado como evidência foi narrado com relação à virtude do mês de Rajab ou de jejuar naquele mês ou qualquer parte específica dele, ou rezar de modo geral durante esse mês. Isto foi afirmado categoricamente diante de mim pelo Imam Abu Ismaa'il al-Harawi al-Haafiz, e nós o narramos com um isnaad sahih (cadeia de transmissão autêntica, confiável), como também o narramos de outros. Mas, é bem sabido que os sábios diferem na narração dos ahadith sobre as virtudes, mesmo que sejam da'if, desde que não sejam fabricados. No entanto, devemos estipular que aquele que faz isso deve acreditar que o hadith é da'if e  não deve difundi-lo, para que as pessoas ajam sobre um hadith da'if  e prescrevam algo que não seja prescrito, ou para que alguns dos ignorantes o vejam e pensem que é uma Sunnah Sahiha. Fim da citação de Tabyin al-'Ajab (p. 11)

Em quarto lugar:

Exagero sobre a recompensa, segundo a qual se diz que uma pequena ação no mês de Rajab traz a recompensa de cem mártires e mais. Tal como não é narrado nos relatos sahih.

E Allah sabe melhor.

Enviar comentário