Quarta-feira 18 Jumada Al-Awwal 1440 - 23 Janeiro 2019
Portuguese

O modo ideal de enviar bênçãos sobre o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele)

Pergunta

Eu sou um daqueles que envia bênçãos sobre o Profeta de 50 a 100 vezes por dia, de acordo com as circunstâncias. Eu digo: “Allahumma salli ‘ala Muhammadin wa aali Muhammad (Ó Allah, envie bênçãos sobre Muhammad e a família de Muhammad).” Algumas pessoas me dizem que há uma deficiência na minha maneira de enviar bênçãos sobre o Mensageiro de Allah. Poderia nos informar- e que Allah te recompense com o bem- qual é a maneira ideal de enviar bênçãos sobre o mestre da humanidade, e se a maneira que estou fazendo é realmente insuficiente?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Enviar bênçãos sobre o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) é um dos maiores atos de adoração encorajados no Islam, e é uma das súplicas mais benéficas para o indivíduo nesta e na outra vida, e é um dos requisitos para amá-lo, venerá-lo e respeitá-lo (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), e dá-lo seus direitos.

Com relação à maneira ideal de enviar bênçãos sobre o mestre da humanidade (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), existem várias maneiras de fazê-lo, as quais podem ser encontradas no livro Sifat Salaat an-Nabi (sall-Allahu ‘alayhi wa sallam), escrito por al-‘Allaamah al-Albani (que Allah tenha misericórdia dele), pág.165, da edição publicada pela Maktabat al-Ma’aarif, em Riade [este livro está disponível em Inglês como The Prophet’s Prayer Described (A Oração do Profeta Descrita)]. Dentre as maneiras mais sólidas e conhecidas estão as duas que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) ensinou a seus Companheiros (que Allah esteja satisfeito com todos eles) quando estes lhe perguntaram sobre como deveriam enviar bênçãos sobre ele (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Estas duas maneiras são:

~1~

“Allaahumma salli ‘ala Muhammad wa ‘ala aali Muhammad kama salayta ‘ala Ibraahim wa ‘ala aali Ibraahim, innaka hamidun majid. Allaahumma baarik ‘ala Muhammad wa ‘ala aali Muhammad kama baarakta ‘ala Ibraahim wa ‘ala aali Ibraahim, innaka hamidun majid (Ó Allah, envie Tua salaah (graça, honra e misericórdia) sobre Muhammad e sobre a família de Muhammad, como você enviou Tua salaah (graça, honra e misericórdia) sobre Ibrahim e sobre a família de Ibrahim; Tu és realmente digno de louvor, cheio de glória. Ó Allah, envie bênçãos sobre Muhammad e sobre a família de Muhammad como Tu enviastes bênçãos sobre Ibrahim e sobre a família de Ibrahim; Tu és realmente digno de louvor, Glorificado).”

Narrado por al-Bukhari (3700) e Muslim (406), do hadith de Ka’b ibn ‘Ajrah (que Allah esteja satisfeito com ele).

~2~

“Allaahumma salli ‘ala Muhammadin wa ‘ala azwaajihi wa dhurriyyatihi kama salayta ‘ala Ibraahim, wa baarik ‘ala Muhammadin wa ‘ala azwaajihi wa dhurriyyatihi kama baarakta ‘ala aali Ibraahim, innaka hamidun majid (Ó Allah, envie Tua salaah (graça, honra e misericórdia) sobre Muhammad e suas esposas e descendência, como enviastes tua salaah sobre Ibrahim, e envie tuas bênçãos sobre Muhammad e sobre suas esposas e descendência como enviastes à família de Ibrahim. Tu és realmente digno de louvor, Gloriosíssimo)

Narrado por al-Bukhari (3369) e Muslim (407), do hadith de Abu Humayd as-Saa’idi (que Allah esteja satisfeito com ele).

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) não escolheu nada além daquilo que é mais nobre e melhor.

Consulte: Rawdat at-Taalibin de an-Nawawi (11/66); Fath al-Baari de Ibn Hajar (11/166); Sifat Salaat an-Nabi (sall-Allahu ‘alayhi wa sallam) de al-Albani, pág. 175; al-Mawsu‘ah al-Fiqhiyah al-Kuwaitiyah, 27/97 

É melhor diversificar as frases usadas, variando entre as versões que foram narradas, ora recitando uma, ora recitando outra, de modo a seguir a Sunnah e a Shari’ah, e para que ao recitar frequentemente uma só versão não leve ao esquecimento da outra que também está provada, e porque existem muitos outros benefícios ao fazê-lo, que não serão alcançados ao se recitar sempre a mesma e não ambas as versões.

Deve-se salientar, no entanto, que não se recomenda unir e misturar essas frases de maneira a produzir um ajuste de ambas em uma; isso é contrário à Sunnah, conforme mencionado por vários eruditos.

Consulte: Majmu‘ al-Fataawa de Ibn Taimiyyah (22/335, 458; 24/242, 247); Jala’ al-Ifhaam de Ibn al-Qayyim pág. 373); Qawaa‘id Ibn Rajab (pág. 14); ash-Sharh al-Mumti‘ de Ibn ‘Uthaymin (2/56, 65; 3/29, 98).

Tudo isso tem a ver com enviar bênçãos sobre ele (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) depois do Tashahhud na oração.

Com respeito a enviar bênçãos sobre ele (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) dizendo “Allahumma salli ‘ala Muhammadin wa aali Muhammad (Ó Allah, envie Tua salaah (graça, honra e misericórdia) Muhammad e a família de Muhammad) fora da oração, se o que o teu amigo quer dizer é que há uma insuficiência em comparação à expressão completa que foi narrada, então ele está correto. Mas se o que ele quis dizer é que isso não é válido ou que não conta como enviar bênçãos sobre o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), então não, não é o caso; isso é enviar bênçãos sobre o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e a expressão está correta e cumpre com o propósito. Os eruditos ainda dizem “Allahumma salli ‘ala Muhammad” ou “sall-Allahu ‘alayhi wa sallam (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e outras expressões semelhantes. O assunto é vasto em amplitude, in sha Allah.

Al-Haafiz ibn Hajar mencionou em Fath al-Baari (11/166) que a maioria dos eruditos entende que qualquer formulação que cumpra com o propósito de enviar bênçãos sobre ele é aceitável, mas na oração o indivíduo deve ater-se à redação que foi narrada e não deve omitir nenhuma parte dela, de forma a ter certeza de estar seguindo a Sunnah e o que é narrado do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele).

Ainda com relação a esta expressão, ela é específica para enviar bênçãos (salaah) e não salaam, posto que Allah, Glorificado Seja, nos instruiu a enviar ambos, bênçãos e saudações de paz sobre ele, conforme Ele diz (na interpretação do significado):

“Por certo, Allah e Seus anjos oram (Allah enviando Graças, Honras, Bênçãos, Misericórdia, etc. e os anjos pedindo que Allah o abençoe e perdoe) pelo Profeta. Ó vós que credes! Orai por ele (peça a Allah para abençoá-lo) e saudai-o, permanentemente” (ou seja, com As-Salamu Alaikum)”

[al-Ahzaab 33:56]

Os eruditos mencionaram que é makruh (detestável) que um indivíduo mencione a salaah (bênçãos) sem o salaam (saudação de paz), ou que sempre mencione o salaam sem mencionar a salaah. Mas se ele menciona ambos, ou menciona salaah ou salaam por conta própria algumas vezes, ele então está seguindo o versículo. E Allah sabe melhor.

Veja: Fath al-Baari, 11/167

E Allah sabe melhor.

Enviar comentário