Domingo 19 Dhu Al-Qa'dah 1440 - 21 Julho 2019
Portuguese

O enfermo pode fazer tayammum, juntar mais do que duas orações, ou rezar com uma fralda suja?

Pergunta

Há um homem que é deficiente e não pode se mover, e ele não tem ninguém para cuidar dele, exceto sua irmã, que atende às suas necessidades e evita olhar para sua ‘awrah tanto quanto possível. Alhamdulillah, ele reza, e ela troca as suas fraldas três vezes ao dia, mas isso é extremamente difícil para ambos, já que ele sofre de incontinência. Ele reza o Fajr, e junta o Dhuhr e ‘Asr, e o Maghrib e ‘Isha. Ela pergunta sobre o parecer de lavá-lo e mantê-lo limpo. Existe uma concessão que lhe permita oferecer mais de duas orações juntas? Porque ambos estão sofrendo muito com o Istinja' e o wudu'. É permitido que ele faça tayammum, que reze sem trocar a fralda?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

O princípio básico, no que tange a ‘awrah masculina, é que não é permitido que sua mãe ou irmã a veja, posto que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Guardai vossa ‘awrah [não deixeis que ninguém a veja], a não ser vossa esposa ou uma escrava.”

Narrado por Abu Dawud (4017) e at-Tirmidhi (2794), que disse: Este é um hadith hasan. Também foi classificado desta forma por al-Albaani em Sahih at-Tirmidhi.

Mas, a irmã pode lavar seu irmão, caso ele não possa lavar-se sozinho e não tenha esposa que possa servi-lo e ajuda-lo a fazê-lo e caso não haja homens que possam fazê-lo por ele, porque se permite descobrir e tocar a ‘awrah em casos de extrema necessidade. No entanto, enquanto for capaz de evitar olhar ou tocá-la com sua mão, ela deve fazê-lo, e é melhor que use uma barreira, algo como um pedaço de roupa ou luvas, etc.

Consulte também a resposta à pergunta nº 50805

Em segundo lugar:

No que tange às orações, o princípio básico é que elas devem ser feitas na hora, de acordo com o que a pessoa pode fazer, porque Allah, Exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“Por certo, a oração, para os crentes, é prescrição com tempos marcados”

[An-Nisa’ 4:103].

É permitido juntar a Dhuhr com a ‘Asr, e a Maghrib com a ‘Isha’, na hora da oração anterior ou da posterior, em algumas situações, em caso de viagem, doença, e assim por diante.

O Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse em Majmu’ al Fataawa (22/293):

Com relação a agrupar as orações, a razão para fazê-lo é quando há um motivo ou uma necessidade. Então, caso a pessoa precise fazê-lo, ela pode juntá-las quando estiver viajando, quer a viagem seja longa ou curta, ou quando estiver enferma etc., e por outros motivos. O propósito por trás disto é aliviar a ummah da dificuldade. Fim da citação.

Consulte também a pergunta nº 97844.

Não existe texto que sugira que há concessão de permissibilidade de se agrupar mais do que duas orações, e não é permitido que o enfermo a atrase até que seu tempo tenha terminado, exceto em caso de devidamente agrupá-las como prescrito. Ainda, não é permitido unir mais de duas orações, já que isto não está prescrito nos ensinamentos islâmicos.

O Comitê Permanente foi perguntado sobre uma mulher que atrasa suas orações até que seus períodos tenham excedido, por causa de sua enfermidade, e porque ela é constantemente transferida de um hospital para o outro.

Eles responderam: Não é permitido atrasar a oração até que seu tempo termine. Você tem que rezar na hora, da maneira que esteja apta a fazer, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Orai de pé; caso não possais orai sentados, caso não possais, orai deitados de lado, caso não possais, orai então deitados de costas.” O enfermo pode juntar o Dhuhr e o ‘Asr na hora de qualquer uma delas, e pode fazer o mesmo com o Maghrib e o ‘Isha.

Fim da citação de Fataawa al-Lajnah ad-Daa’imah (8/83)

Em terceiro lugar:

Não é permitido fazer tayammum quando houver água disponível para uso. Mas, caso o enfermo não possa usá-la, ou em caso de enfrentar extrema dificuldade ao usá-la, então é permitido que ele faça tayammum.

Allah, Exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“E, se estais enfermos ou em viagem, ou se um de vós chega de onde se fazem as necessidades, ou se haveis tocado as mulheres e não encontrais água, dirigi-vos a uma superfície pura, tocai-a com as mãos e roçai as faces e os braços, à guisa de ablução. Por certo, Allah é Indulgente, Perdoador.”

[An-Nisa’ 4:43].

Al-Qaadi Ibn al- ‘Arabi disse em Ahkaam al- Qur’an (1/560):

A doença é de dois tipos, moderada e severa. O enfermo pode ter medo de se prejudicar em consequência de usar água, ou pode não haver quem a traga para ele, e ele mesmo pode não ter condições de obtê-la. A formulação geral do versículo indica que qualquer enfermo pode fazer tayammum, caso tema as consequências pelo uso da água. Fim da citação.

Perguntaram ao Comitê Permanente para Emissão de Respostas: Estou acamado e impossibilitado de me mover. Como posso purificar-me [fazer wudu’] para rezar, e como rezar?

Eles responderam

Em primeiro lugar, com relação à purificação [wudu’], o muçulmano tem a obrigação de fazê-la com água. Caso não possa, por causa da enfermidade ou qualquer outra razão, ele pode fazer tayammum usando terra limpa. Caso não possa, em seu caso, a obrigação da purificação está dispensada, e ele deve rezar conforme estiver. Allah, Exaltado seja, diz (interpretação do significado): “Então, temei a Allah quanto puderdes.” [at-Taghaabun 64:16] e “E não vos fez constrangimento algum, na religião” [al-Hajj 22:78]. Com relação à ejeção de urina e fezes, neste caso, faz-se suficiente limpar-se com pedras ou papel limpo, limpando o local três ou mais vezes até que este esteja limpo.

Fim da citação de Fataawa al-Lajnah ad-Daa’imah (5/346).

Em quarto lugar:

Ao enfermo não se permite rezar usando fralda contendo impuridades, já que ele pode fazê-lo sem ela, mantendo próximo a si um vaso ou algo do tipo, no qual pode aliviar-se, e limpar-se com água, pedras ou papeis, etc.

Mas, se lhe for mais fácil usar fraldas, então antes de rezar, ele deve retirá-la e muda-la, caso esteja impura, e deve também limpar-se da impuridade.

Caso sofra de incontinência urinária, ele então deve lavar o local da impuridade, e colocar algo que impeça que a urina se espalhe, e deve fazer wudu’ depois que o horário para a oração tiver entrado, se algo sair dele. Mas ele não tem que lavar novamente o local e/ou mudar a fralda a cada oração, a menos que tenha ficado aquém e tenha sido negligente em tomar precauções.

Consulte também as respostas às perguntas nº 147025, 106751 e 126293

E Allah sabe mais

Enviar comentário