Quinta-feira 19 Jumada Al-Awwal 1440 - 24 Janeiro 2019
Portuguese

Apressar-se em sair de Mina

Pergunta

Ouvi dizer que apedrejar Jamaraat no décimo terceiro dia de Dhu'l-Hijjah é voluntário e não é obrigatório, e podemos deixar Makkah após fazê-lo no dia 12, e que não temos que ficar em Mina durante todos os dias de at-Tashriq.

Isso está correto?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah

É permissível que o peregrino se apresse em partir no segundo dia de apedrejamento do Jamaraat, porque Allah, Exaltado seja, diz (interpretação do significado): “E invocai a Allah em dias contados. E, quem se apressa, e o faz em dois dias, não haverá pecado sobre ele. E quem se atrasa, não haverá pecado sobre ele. Isso, para quem é piedoso. E temei a Allah e sabei que a Ele sereis reunidos.” [al-Baqarah 2:203]. A condição de ser permissível, de acordo com a maioria – os Maalikis, Shaafa'is e Hanbalis – é que o peregrino deveria deixar Mina depois de apedrejar os Jamaraat e antes do pôr do sol. Nesse caso, ele está eximido da obrigação de apedrejá-los no terceiro dia de at-Tashriq. Mas caso não parta antes do pôr do sol, ele deve passar a noite em Mina e apedrejar os Jamaraat no terceiro dia de Tashriq. Está provado que 'Umar (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: Se o sol se põe e o servo ainda está em Mina, ele não pode partir até que apedreje os Jamaraat no dia seguinte. Os sábios do Comitê Permanente disseram:

O período que o peregrino deve passar em Mina depois do Dia do Sacrifício é de dois dias, a saber, o décimo primeiro e o décimo segundo de Dhu'l-Hijjah. Quanto ao décimo terceiro de Dhu'l-Hijjah, não é obrigatório para o peregrino passá-lo em Mina, e não é obrigatório que ele apedreje os Jamaraat naquele dia; ao contrário, isso só é recomendado, a menos que ele ainda esteja em Mina quando o sol se põe no décimo segundo dia, caso em que ele deve passar a noite em Mina e apedrejar os três Jamaraat depois que o sol passar pelo zênite.

Com relação ao significado do que é mencionado no versículo, se uma pessoa se apressa em deixar Mina depois de passar duas noites lá após o Dia do Sacrifício, e após apedrejar os três Jamaraat no décimo primeiro e décimo segundo dias, não há pecado sobre ele e ele não tem que oferecer um sacrifício compensatório, porque ele fez o que era exigido dele. E se uma pessoa permanece em Mina e passa a noite antes do décimo terceiro dia lá, e apedreja os três Jamaraat no décimo terceiro dia, não há pecado sobre ele; em vez disso, os gastos dele naquela noite em Mina e o apedrejamento dos três Jamaraat naquele dia é melhor e trará uma recompensa maior, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) fez isso. Então Allah, Glorificado e Exaltado seja, termina o versículo encorajando-nos a temê-Lo e crer no Último Dia, e o ajuste e a recompensa que ocorrerão naquele Dia, de modo que isto motivará aquele que se lembrar disso a fazer muitos atos justos e evitar coisas que são proibidas, na esperança da misericórdia de Allah e no temor de Sua punição.

Shaikh ‘Abd ar-Razzaaq ‘Afifi, Shaikh ‘Abdullah ibn Ghadyaan, Shaikh ‘Abdullah ibn Munayyi’

Fim da citação de Fataawa al-Lajnah ad-Daa'imah li'l-Buhuth al-'Ilmiyyah wa'l-Ifta’ (11/266, 267)

E Allah sabe melhor.

Enviar comentário