Segunda-feira 13 Jumada Ath-Thani 1440 - 18 Fevereiro 2019
Portuguese

Repor jejuns obrigatórios durante os dias de Tashriq não é válido

Pergunta

Eu decidi, sem conhecimento algum de Tashriq, completar o jejum do Ramadan. Eu conto o segundo de três dias de Tashriq que eu comecei a jejuar ou eu devo começar contando meus dez dias (devido à menstruação e doença) depois do Tashriq?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Os dias de Tashriq são os três dias subsequentes ao Eid al-Adha, nomeadamente o 11º, 12º e 13º de Dhu’l-Hijjah. É haram jejuar nesses dias.

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Os dias de Tashriq são os dias de comer e beber.” Narrado por Muslim, 1141, do hadith de Nubayshah al-Hadhali.

E ele disse: “O dia de ‘Arafat, o dia do Sacrifício (al-Nahr) e os dias de Tashriq são nosso Eid, dos Muçulmanos, e eles são dias de comer e beber.” Narrado por al-Nasaa’i, 3004; al-Tirmidhi, 773; Abu Dawud, 2419 – do hadith de ‘Uqbah ibn ‘Aamir. Classificado como sahih por al-Albaani em Sahih Abi Dawud. 

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) não garantiu uma concessão permitindo a ninguém jejuar nos três dias exceto para os peregrinos fazendo tamattu’ ou qiraan que não tinham sacrifício animal consigo. Al-Bukhari (1998), narrado por ‘Aishah e Ibn ‘Umar (que Allah esteja satisfeito com eles), disse: A ninguém foi permitido jejuar nos dias de Tashriq exceto ao (peregrino) que não tem sacrifício animal.

Consequentemente, a maioria dos sábios disse que não é permitido jejuar nesses dias, independentemente se o jejum é naafil, se é para repor um jejum perdido ou pelo cumprimento de uma promessa. Eles disseram que um jejum era inválido se fosse feito durante esse período.

A opinião mais correta é a da maioria, e não há exceções, a não ser no caso do peregrino que não tem um sacrifício animal.

O Shaikh Ibn Baaz (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Jejuns similares não devem ser feitos no dia do Eid al-Adha ou nos dias de Tashriq, porque o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) proibiu isso. Mas há evidência que é permitido ao peregrino fazendo Hajj tamattu’ ou qiraan jejuar nos dias de Tashriq, em vez de oferecer o sacrifício, especialmente aqueles que não podem oferecê-lo. Mas jejuá-los voluntariamente ou por qualquer outra razão, não é permitido, como no caso do Eid.”

Citado da Fatawa Ramadaan, compilado por Ashraf’ Abd al-Maqsud, pág, 716.

O Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“É permitido ao peregrino fazendo tamattu’ ou qiraan, se ele não consegue achar um sacrifício animal, jejuar nesses três dias de forma a jejuá-los durante a temporada do Hajj. Mas fora isso, não é permitido jejuar esses dias; mesmo se a pessoa estiver jejuando dois meses consecutivos, ela não deve jejuar no dia do Eid e os três dias que o sucedem, depois ela deve recomeçar seu jejum.”

Fataawa Ramadaan, pág. 727 

Com base nisso, os jejuns que você fez nesses dias para compensar os perdidos no Ramadan, não são válidos, e deverá repeti-los.

Quando jejuar os dias perdidos de Ramadan, os dias de jejum não precisam ser consecutivos, então pode compensá-los em dias consecutivos ou em dias separados.

Consulte a questão nº 21697.

E Allah sabe melhor.

Enviar comentário