Domingo 21 Safar 1441 - 20 Outubro 2019
Portuguese

Definição de avareza de acordo com os ensinamentos islâmicos

Pergunta

Quando um homem está sendo mesquinho com relação à sua esposa e filhos de acordo com os ensinamentos islâmicos? Algumas pessoas pensam que estou fazendo o que é obrigatório, e outras pensam que sou um pouco avarento.

Resumo da Resposta:

Aquele que retém sua riqueza de sua esposa e filhos quando deveria gastar com eles é um avarento. E Allah sabe melhor.

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

A avareza é uma característica censurável e que doença pode ser pior do que a avareza? Os sábios diferiram quanto à sua definição.

Ibn Muflih (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Os sábios mencionaram uma série de opiniões sobre a definição da avareza, incluindo o seguinte:

I. Retenção de zakaah; aquele que dá não pode ser descrito como um avarento.

II. Retenção de gastos obrigatórios, como zakaah e manutenção. Com base nisso, se uma pessoa dá zakaah, mas retém outros tipos de gastos obrigatórios, então ele é considerado avarento. [Esta visão foi favorecida por Ibn al-Qayyim e outros].

III. Tornar como parte do obrigatório, em termos de gastos, atos (extras) de generosidade e caridade. Se uma pessoa não faz o último, então ele é considerado avarento. [Esta visão foi favorecida por al-Ghazali e outros]. Fim da citação de al-Aadaab ash-Shar'iyyah (3/303).

Ibn al-Qayyim (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

A pessoa avarenta é aquela que retém o que é obrigada a dar. Aquele que dá tudo o que é obrigado não pode ser chamado de avarento; pelo contrário, a pessoa avarenta é aquela que retém o que lhe é devido dar.

Fim da citação de Jalaa' al-Afhaam (p. 385). Al-Qurtubi (5/193) disse algo semelhante.

Al-Ghazali (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

A pessoa avarenta é aquela que retém quando não deve reter, seja de acordo com o ensinamento islâmico ou de acordo com o senso comum. Isso não é algo que possa ser quantificado.

Fim da citação de Ihyaa’ ‘Ulum ad-Din (3/260).

Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) também disse algo semelhante:

A avareza está em reter o que é obrigatório e o que deve ser dado.

Fim da citação de Sharh Riyaadh as-Saalihin (3/410).

Consulte também pergunta n° 111960.

Em segundo lugar:

Um homem é obrigado a gastar com sua esposa e filhos em uma base razoável. Isso inclui fornecer comida, bebida, roupas, abrigo e tudo o que a esposa e os filhos necessitam e que seja essencial, como tratamento médico, educação e assim por diante.

Os gastos devem estar de acordo com as posses do marido e sua situação financeira, porque Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“E aquele, cujo sustento, é restrito, que ele despenda do que Allah lhe concede. Allah não impõe a alma alguma senão o que Ele lhe concede.”

[at-Talaaq 65:7].

Os gastos obrigatórios com a esposa e os filhos variam de acordo com o quanto o marido é ou não bem de vida. Quem está em boas condições deve gastar como alguém que assim está gasta com sua esposa e filhos; se ele impõe restrições a eles em termos de gastos, então ele é considerado avarento, porque ele está falhando em fazer o que é imposto sobre ele.

Aquele que não está em boas condições deve gastar como quem assim está. Quem quer que possua meios moderados deve gastar de acordo com a sua situação, e Allah não sobrecarrega qualquer alma com mais do que Ele a concedeu.

Não há limite definido para isso de acordo com o ensinamento islâmico; antes, deve-se fazer referência ao que é habitual entre as pessoas.

Consulte a resposta à pergunta n° 3054.

Enviar comentário