Quarta-feira 5 Safar 1442 - 23 Setembro 2020
Portuguese

Para alcançar a virtude de se rezar qiyaam [orações noturnas] no Ramadan, é essencial que se reze todas as noites do mês?

Pergunta

Eu tenho uma pergunta sobre o Ramadan. O hadith diz: "Quem quer que reze o qiyaam [orações noturnas] no Ramadan, por fé e na esperança de recompensa..." Isso significa que é essencial rezar o qiyaam todas as noites no Ramadan, e se a pessoa omitir uma das trinta noites, ela não alcançará a recompensa e o perdão mencionados no hadith? Qual é o mínimo e o máximo para rezar qiyaam em uma noite?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

Foi narrado por Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) que o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quem quer que reze o qiyaam no Ramadan por fé e na esperança de recompensa, seus pecados anteriores serão perdoados." Narrado por al-Bukhari (2009) e Muslim (759).

A menção, em termos gerais, do mês do Ramadan inclui todas as suas noites. O que parece ser o caso é que a recompensa mencionada está ligada à oração do qiyaam em todas as noites do mês.

As-San‘aani (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Pode ser que o que se queira dizer seja rezar o qiyaam em todas as noites do mês, e que quem reza o qiyaam apenas em algumas delas não atinge o que é mencionado sobre perdão. Esse é o significado aparente.

Fim da citação de Subul as-Salaam (4/182).

O Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

As palavras "Quem quer que jejue o Ramadan" significam o mês do Ramadan, que inclui todo o mês, do começo ao fim.

Fim da citação de Sharh Bulugh al-Maraam (3/290).

Se alguém perder o qiyaam em algumas noites do mês, e caso isso tenha sido devido a uma razão que o tenha impedido de rezá-lo, ainda há esperança de que ele receba a recompensa mencionada no hadith.

Foi narrado que Abu Mussa disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Se uma pessoa adoece ou viaja, será registrada para ela [uma recompensa] como a daquilo que ela costumava fazer quando estava em casa e saudável.” Narrado por al-Bukhari (2996).

Foi narrado por Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela), a esposa do Profeta, que o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Não há ninguém que esteja acostumado a rezar à noite e tenha sido dominado pelo sono [e perdido a oração], sem que a recompensa de sua oração seja registrada para ele, e seu sono lhe seja uma caridade.” Narrado por Abu Dawud (1314); classificado como sahih por al-Albaani em Irwa' al-Ghalil (2/204).

Mas se ele não rezar o qiyaam em algumas noites do Ramadan por preguiça, então o significado aparente do hadith sugere que ele não alcançará a virtude e a recompensa mencionadas.

Em segundo lugar:

Com relação ao mínimo e ao máximo de qiyaam no Ramadan, os textos islâmicos não declaravam um número específico de rakaat para este no Ramadan.

O Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Com relação ao qiyaam no Ramadan, o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) não especificou um número determinado.

Aqueles que pensam que há um número específico para o qiyaam no Ramadan que tenha sido narrado pelo Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), ao qual nada pode ser adicionado e do qual nada pode ser subtraído, estão enganados.

Um homem pode ter muita energia; nesse caso, o melhor é que ele ofereça longos atos de adoração; ou ele pode não ter energia; nesse caso, o melhor para ele é oferecer atos de adoração mais curtos. A oração do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) era equilibrada: se ele prolongasse a posição de pé (em sua oração), também aumentaria a reverência e a prostração; e se fizesse a posição de pé mais curta, também faria a genuflexão e a prostração curtas. Isso é o que ele costumava fazer nas orações obrigatórias, no qiyaam al-lail, na oração do eclipse e em outras orações.

Fim da citação de Majmu’ al-Fataawa (22/272-273).

Conclusão: não existe um máximo para o qiyaam al-lail; o muçulmano pode rezar quantas rakaat ele desejar.

Com relação ao mínimo que uma pessoa pode rezar à noite, em termos gerais, é a rakatul-Witr.

Pensar que você ofereceu o qiyaam no Ramadan rezando apenas uma rakah claramente não está correto; os ensinamentos islâmicos nos exortam a fazer um tipo específico de qiyaam no Ramadan, que é mais enfatizado que o qiyaam em outros momentos em termos gerais. Isto é o que o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e nossos antepassados ​​justos costumavam fazer, na medida em que isto era prescrito a ser oferecido regularmente em congregação, com o imam na mesquita, durante o Ramadan, o que não é prescrito em outros momentos. Os relatos incentivam o indivíduo a ser paciente e continuar rezando com seu imam até que ele finalize todas as orações.

Foi narrado que Abu Dharr disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Se um homem rezar [o Tarawih] com o imam até que ele termine, será contado como se ele passasse a noite inteira em oração." Narrado por Abu Dawud (1375) e at-Tirmidhi (806), que disseram: Este é um hadith hasan sahih.

Para mais informações, consulte a resposta à pergunta n° 153247.

Mas se ele rezar sozinho, o melhor é que ele reze como o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava rezar, ou seja, onze rakaat com khushu’ (foco e humildade adequados), para que ele verdadeiramente tenha rezado por fé e na esperança de recompensa.

Foi narrado por Abu Salamah ibn 'Abd ar-Rahmaan que perguntou à Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela): Como o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) rezava no Ramadan? Ela respondeu: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) não rezava mais, no Ramadan ou em qualquer outro momento, do que onze rakaat. Ele rezava quatro, e não me perguntes quão belas e longas eram. Então, ele rezava quatro, e não me perguntes quão belas e longas eram. Então, ele rezava três.

Narrado por al-Bukhari (1147) e Muslim (738).

Se a pessoa fizer mais do que isso, não há nada errado. Para mais informações, consulte a resposta à pergunta n° 9036.

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A