Sábado 17 Rajab 1440 - 23 Março 2019
Portuguese

É permitido que muçulmanos votem em kuffar (incrédulos) que aparentem ser mais íntegros?

Pergunta

Alguns muçulmanos em países não islâmicos estão perguntando se está certo participar nas eleições de lá e votar em grupos e partidos não muçulmanos. Eles dizem que isso poderia ajudar à comunidade muçulmana caso um certo grupo vença as eleições?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Este é um assunto sobre o qual os pareceres podem ser diferentes, de acordo com as circunstâncias em diferentes momentos e locais. Não existe parecer absoluto que cubra todas as situações, real e hipotética.

Em alguns casos é errado votar, como quando o assunto não terá efeito sobre os muçulmanos, ou quando os muçulmanos não têm efeito sobre o resultado da votação. Neste caso, votar ou não votar dá no mesmo. O mesmo se aplica nos casos em que todos os candidatos são igualmente maus ou onde todos têm a mesma atitude em relação aos muçulmanos ...

Pode ser que os interesses do Islam exijam que os muçulmanos votem para afastar o mal maior e reduzir os efeitos prejudiciais, como quando dois candidatos podem ser não-muçulmanos, mas um deles é menos hostil em relação aos muçulmanos do que o outro e os votos dos muçulmanos terão um impacto sobre o resultado da eleição. Em tais casos, não há nada de errado com os muçulmanos que votam em favor do candidato menos perverso.

Em qualquer caso, essa é a questão do ijtihaad, baseado no princípio de ponderar os prós e contras, o que é do interesse do Islam e o que é prejudicial. Com relação a esse assunto, temos que nos referir aos sábios que entendem esse princípio. Devemos fazer a pergunta a eles, explicando em detalhes as circunstâncias e as leis no país onde a comunidade muçulmana está vivendo, o estado dos candidatos, a importância do voto, os prováveis ​​benefícios e assim por diante.

Ninguém deve imaginar que qualquer um que diga que está certo votar está expressando aprovação ou apoio para o kufr. Isso é feito no interesse dos muçulmanos, não por amor ao kufr e seu povo. Os muçulmanos se regozijaram quando os romanos derrotaram os persas, assim como os muçulmanos da Abissínia (Etiópia), na ocasião em que Negus derrotou aqueles que desafiaram sua autoridade. Isso é bem conhecido da história. Quem quiser estar do lado seguro e se abster de votar, pode fazê-lo. Esta resposta aplica-se apenas às eleições para posições influentes.

E Allaah sabe melhor.

A Fonte: Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid

Enviar comentário