Quinta-feira 12 Rabi' Al-Awwal 1442 - 29 Outubro 2020
Portuguese

A existência de ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) contradiz o versículo “E nunca fizemos a eternidade para mortal algum, antes de ti. Então, se morres, serão eles eternos?” [al-Anbiya’, 21:34]?

310720

Data de publicação : 08-10-2020

Vistas : 71

Pergunta

Como podemos reconciliar entre o que é mencionado no versículo 34 da Surat al-Anbiya': “E nunca fizemos a eternidade para mortal algum, antes de ti [na terra]”, e o que é narrado várias vezes na Sunnah do Profeta, que Sayyiduna ‘Issa foi elevado ao céu?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“E nunca fizemos a eternidade para mortal algum, antes de ti. Então, se morres, serão eles eternos? Cada alma experimentará a morte. E por-vos-emos à prova, com o mal e com o bem, à guisa de tentação. E a Nós sereis retornados.”

[al-Anbiya’ 21:34-35].

Este é um versículo claro e inequívoco, e este significado é indicado por muitos versículos no Livro de Allah, exaltado seja. Ibn Kathir disse sobre as palavras “Onde quer que estejais, a morte atingir-vos-á, ainda que estejais em elevadas torres” [an-Nissa' 4:78]: Ou seja, você inevitavelmente enfrentará a morte, e ninguém entre vocês será poupado disso, como Allah, exaltado seja, diz em outro versículo (interpretação do significado):

“Tudo o que está sobre ela é finito, e só permanecerá a face de teu Senhor...”

[ar-Rahman 55: 26-27]

“Cada alma experimentará a morte”

[Aal ‘Imraan 3: 185]

“E nunca fizemos a eternidade para mortal algum, antes de ti [na terra]”

[al-Anbiya' 21:34].

O que se quer dizer é que todos enfrentarão a morte inevitavelmente, e nada pode salvar o indivíduo disso, quer ele tente evitá-la ou não, pois ele tem uma vida inevitável e predeterminada que já foi decidida para ele.

Fim da citação de at-Tafsir (2/360).

O que o versículo indica é: Não concedemos a imortalidade na terra a nenhum dos filhos de Adam, de modo que também não concederíamos a ti, ó Muhammad, a imortalidade na terra. Por acaso, se tu morresses, esses mushrikin viveriam para sempre na terra depois de tua partida?

O que significa é: eles permanecerão para sempre se você morrer?

Ver: al-Hidaayah por Makki (7/4754) e at-Tafsir al-Basit (15/69).

Imortalidade significa viver para sempre neste mundo.

Em segundo lugar:

Mesmo que Allah tenha elevado ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) até Ele e o tenha salvado de seus inimigos incrédulos, e ele esteja vivo no céu agora, ele sem dúvida morrerá antes do Dia da Ressurreição. Isso está de acordo com o texto do Alcorão, como Allah, glorificado seja, diz (interpretação do significado):

“E não há ninguém dos seguidores do Livro que, antes de morrer, deixe de nele crer. E, no Dia da Ressurreição, ele será testemunha contra eles.”

[an-Nissa’ 4: 159].

Ibn Kathir disse em seu Tafsir (2/454): Então Ibn Jarir disse: O mais provável de estar correto, dentre todos esses pontos de vista, é o primeiro: que é que não haverá ninguém dentre o Povo do Livro, depois que ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) descer, que não acreditará nele antes de sua morte - isto é, antes que ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) morra.

Sem dúvida, o que Ibn Jarir (que Allah tenha misericórdia dele) disse é a visão correta, porque é o que está implícito no contexto do versículo, que declara a falsa a alegação dos judeus de que haviam crucificado e matado ‘Issa, além da aceitação disso pelos cristãos ignorantes. Portanto, Allah nos diz que a questão não é assim; ao contrário, alguém se passou por ‘Issa e eles mataram aquele homem, sem perceber a troca, então Allah elevou ‘Issa até Ele. ‘Issa ainda está vivo e descerá antes do Dia da Ressurreição, conforme indicado nos ahadith mutawaatir – que citaremos abaixo, insha’Allah. Ele matará o falso messias [o Dajjal], quebrará a cruz, matará os porcos e renunciará a jizyah – significa que ele não a aceitará de nenhum dos seguidores de outras religiões; em vez disso, ele aceitará apenas o Islam ou a espada [luta].

Este versículo nos diz que o Povo do Livro acreditará nele, e nenhum deles deixará de crer. Portanto, é dito que ninguém do Povo da Escritura deixará de crer em Jesus antes de sua morte, isto é, antes da morte de ‘Issa – quem os judeus e os cristãos, em concordância, afirmavam ter sido morto e crucificado.

No Dia da Ressurreição, ele será uma testemunha contra isto, quer dizer, no que diz respeito a seus atos, os quais ele testemunhou antes de ser elevado ao céu e depois, ao voltar à terra. Fim da citação.

Há sabedoria por trás da volta de ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) no final dos tempos, que foram discutidas pelos sábios. Ibn Hajar disse: Os estudiosos disseram: A sabedoria por trás da volta de ‘Issa, com a exclusão de outros profetas, é refutar a alegação dos judeus de que eles o mataram. Allah, exaltado seja, exporá a mentira deles e será Ele quem os matará.

Ou ele descerá porque a hora de sua morte se aproxima, para que ele seja enterrado na terra, pois ninguém que é criado do pó pode morrer em outro lugar.

E foi dito que ele orou a Allah, quando viu a descrição de Muhammad e sua ummah, para torná-lo um deles, e Allah respondeu à sua oração e o fará viver até que desça no final dos tempos, como um renovador (mujaddid) do Islam, e para que ele esteja presente quando o Dajjal surgir e, assim, possa mata-lo. Fim da citação de Fath al-Baari (6/493).

Para obter mais informações, consulte as respostas às perguntas n° 110592 e 3221.

Em terceiro lugar:

Com relação a quanto tempo ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) permanecerá quando descer: de acordo com alguns relatos ele permanecerá por sete anos, e de acordo com outros, permanecerá por quarenta anos depois morrerá, e os muçulmanos oferecerão a oração fúnebre para ele. No hadith de 'Abdullah ibn 'Amr (que Allah esteja satisfeito com ele), é dito que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Allah enviará ‘Issa ibn Mariam... Então, o povo permanecerá por sete anos sem inimizade entre duas pessoas. Assim, Allah enviará um vento frio da direção de ash-Sham (Grande Síria) e não deixará na face da terra ninguém em cujo coração haja o peso de um átomo de bondade ou fé, sem que a leve [sua alma]."

De acordo com o hadith de Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) citado acima, "Então, ele permanecerá na terra por quarenta anos, morrerá e os muçulmanos farão a oração fúnebre por ele."

Discutimos anteriormente a diferença nos relatos sobre quanto tempo ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) permanecerá quando descer, e as maneiras pelas quais os sábios se harmonizaram, na resposta à pergunta n° 262149.

Seja qual for o caso no que diz respeito à duração deste período, ele inevitavelmente morrerá antes do início da Hora, como Allah, glorificado seja, diz (interpretação do significado):

“E não há ninguém dos seguidores do Livro que, antes de morrer, deixe de nele crer. E, no Dia da Ressurreição, ele será testemunha contra eles.”

[an-Nissa’ 4: 159].

Está claramente confirmado que ele morrerá, no hadith narrado por Abu Hurairah: “Então ele morrerá, e os muçulmanos farão a oração fúnebre por ele”. Narrado por Ahmad (9270) e Abu Dawud (4237).

Como está comprovado no texto do Alcorão que ‘Issa (que a paz esteja sobre ele) morrerá antes do Dia da Ressurreição, e os muçulmanos não diferiram quanto a este ponto, conclui-se que isso não contradiz o que está estabelecido: que ninguém viverá para sempre neste mundo; ao contrário, todo ser vivo morrerá, e permanecerá o Eterno, Que não morre. Pois, embora a vida de ‘Issa (que a paz esteja sobre ele), desde seu nascimento até que Allah leve sua alma para a morte, seja extraordinariamente longa em comparação com a expectativa de vida usual de outras pessoas, é um período limitado. Na verdade, é um período curto em comparação com a expectativa de vida deste mundo, quanto mais a eternidade. Isso é algo que Allah não decretou para ninguém neste reino mundano; pelo contrário, será quando Allah os ressuscitar no Dia da Ressurreição.

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A