Domingo 1 Jumada Al-Awwal 1443 - 5 Dezembro 2021
Portuguese

Parecer sobre o jejum de quem trabalha verificando conteúdo e apagando cenas indecentes

Pergunta

Meu trabalho envolve verificar o conteúdo para evitar que menores acessem conteúdo indecente. Não tenho escolha a não ser assistir a vídeos para ter certeza de que eles estão livres de conteúdo indecente e violento, e faço isso como um trabalho em tempo integral, mesmo no Ramadan. Meu jejum é válido depois de assistir a esses vídeos?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

Aquele que está jejuando deve proteger sua audição e visão daquilo que é haram, por causa do relato narrado por al-Bukhari (6057) de Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele), que disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quem não abandona o discurso falso e a ignorância, agindo de acordo com isso, então, Allah não tem necessidade de sua abstenção da comida e bebida.”

Ahmad (8856) narrou que Abu Hurairah disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Pode haver uma pessoa em jejum cuja parte de seu jejum seja a fome e sede; e pode haver uma pessoa que oferece orações voluntárias à noite (qiyaam) cuja parte de seu qiyaam seja uma noite sem dormir.” Shu'aib al-Arna'ut disse em Tahqiq al-Musnad: Seu isnaad é jayyid.

Ibn Abi Shaibah narrou em seu Musnad (8882) que 'Umar (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: Jejuar não significa abster-se de comer e beber apenas; ao contrário, também significa abster-se da mentira, falsidade, conversa fiada e juramentos (falsos).

Ele narrou um relato semelhante (8884) de 'Ali (que Allah esteja satisfeito com ele).

E ele narrou (8883) que Maimun ibn Mahraan disse: A parte mais fácil do jejum é abster-se de comer e beber.

E ele também narrou (8888) que Ibraahim an-Nakha'i disse: Eles costumavam dizer: Mentir quebra o jejum.

Ibn Hazm (que Allah esteja satisfeito com ele) tinha uma visão semelhante e disse que cometer pecados deliberadamente quebra o jejum. Veja: al-Muhalla (4/304).

Portanto, um jejum em que o jejuador não se guarda contra as coisas haram é um jejum imperfeito.

Ibn Rajab (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Uma das primeiras gerações disse: A parte mais fácil do jejum é abster-se de comer e beber.

Jaabir disse: Se tu jejuares, então permitas que tua audição, tua visão e tua língua também jejuem (refrear os sentidos) das mentiras e coisas ilícitas, deixes de incomodar teus vizinhos, e sejas digno e calmo no dia de teu jejum; não faças com que o dia em que tu jejues e o dia em que tu não jejues sejam iguais.

Em Musnad al-Imam Ahmad é narrado que duas mulheres jejuaram, na época do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), e quase morreram de sede. Isso foi mencionado ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e ele se afastou, então aquelas duas mulheres foram mencionadas a ele novamente. Então, ele as convocou e ordenou que vomitassem, e elas vomitaram uma vasilha de pus e sangue, e pedaços de carne fresca. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: Essas duas mulheres jejuaram e se abstiveram do que Allah lhes havia permitido, mas quebraram o jejum com aquilo que Allah lhes proibiu; uma delas sentou-se com a outra e elas comeram a carne das pessoas [ou seja, maledicência, fofoca].”

Fim da citação de Lataa'if al-Ma'aarif, p. 155

O hadith citado tem um isnaad da'if (cadeia de transmissão fraca).

Seja qual for o caso, se você quiser jejuar corretamente, então deve abandonar este trabalho durante o Ramadan, para que seu coração, visão e audição estejam protegidos de incorrer naquilo que é haram.

Em segundo lugar:

Se esses vídeos resultarem em provocação de desejo e emissão de maniy (sêmen) como resultado da frequência que os assiste, então há duas opiniões acadêmicas sobre se o jejum é invalidado.

Em al-Mawsu'ah al-Fiqhiyyah (26/267) é dito: Os Hanafis e Shaafa'is são da opinião que a emissão de maniy ou madhiy (fluido prostático) como resultado de olhar ou pensar [aquilo que provoca desejo] não invalida o jejum. Por outro lado, a visão mais correta de acordo com os Shaafa'is é que se uma pessoa geralmente ejacula como resultado de um olhar, ou de olhar repetidamente, então a ejaculação durante o jejum o invalida.

Os Maalikis e Hanbalis consideram que a emissão de maniy por causa do olhar persistente invalida o jejum, porque acontece como resultado de uma ação que é prazerosa e que poderia ser evitada.

Quanto à emissão de maniy como resultado do pensamento, invalida o jejum de acordo com os Maalikis, mas de acordo com os Hanbalis não invalida o jejum, porque não é possível evitá-lo. Fim da citação.

Com relação à emissão de madhiy como resultado de olhares repetidos, isso não invalida o jejum.

Al-Mirdaawi disse em al-Insaaf (3/302): O que pode ser entendido da frase “ou ele olha repetidamente e emite” é que se ele olhar repetidamente e emitir madhiy, isso não quebra o jejum. Esta é a visão correta, e é a visão de nossa madhhab e da maioria de nossos companheiros. Az-Zarkashi disse: É a visão correta. É dito em al-Furu’: O entendimento de que quebra o jejum está mais em harmonia com nossa madhhab, como o entendimento quanto ao toque. Fim da citação.

Em terceiro lugar:

Nosso conselho para você é deixar este trabalho, porque mesmo que resulte na redução do mal para menores, como você disse, seu impacto e efeitos negativos em seu coração e alma não podem ser negados, e hoje em dia os menores podem facilmente acessar materiais que são piores do que os que estão sendo mantidos longe deles. Portanto, o benefício esperado desse trabalho não é grande, e afastar o mal de si mesmo tem prioridade sobre beneficiar outra pessoa.

E Allah sabe melhor

A Fonte: Islam Q&A