Sexta-feira 8 Jumada Al-Awwal 1444 - 2 Dezembro 2022
Portuguese

Pareceres que se aplicam somente às mulheres durante o Hajj

Pergunta

 

Eu decidi fazer Hajj este ano in sha Allah. Eu espero que você possa me dar alguma recomendação que seja benéfica para mim durante o Hajj.

Eu também gostaria de fazer esta pergunta: há pareceres que se aplicam especialmente às mulheres durante o Hajj, distintos dos homens?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

 

Parabéns pela sua decisão de ir a Makkah para cumprir o dever obrigatório do Hajj, esta obrigação à qual muitas mulheres muçulmanas não prestam atenção suficiente. Algumas mulheres são ignorantes do fato de que o Hajj é obrigatório para elas; algumas sabem disso, mas procrastinam até que a morte as leva desprevenidas e elas falharam em ir para o Hajj; e algumas delas não entendem nenhum dos rituais então elas fazem coisas que são haram e podem até invalidar o seu Hajj sem perceberem. Allah é Aquele de Quem buscamos ajuda.
O Hajj é um dever que Allah ordenou sobre os seus servos, ele é o quinto pilar do Islam e é a jihad das mulheres, como o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse a ‘A’isha (que Allah esteja satisfeito com ela) “A vossa jihad é o Hajj. ” Narrado por al-Bukhari.

Seguem algumas recomendações e os pareceres que se aplicam especialmente às mulheres que querem fazer o Hajj. Estas são coisas que ajudarão a tornar o seu Hajj aceitável, e um Hajj aceito, tal como o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse, “traz uma recompensa não menor que o Paraíso”. Em concordância.
1- Sinceridade para com Allah é uma condição de qualquer ato de adoração, incluindo o Hajj, ser válido e aceitável. Então seja sincera para com Allah em seu Hajj e tome cuidado em se exibir, porque a exibição invalida as boas ações e traz punição.

2-Seguir a Sunnah e realizar ações de acordo com os ensinamentos do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) é a segunda condição das ações serem válidas e aceitáveis, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse, “Quem quer que realize qualquer ação que não estiver de acordo com este nosso assunto, terá a mesma rejeitada.” Narrado por Muslim.
Isto significa que você deve aprender os pareceres do Hajj de acordo com a Sunnah do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), com a ajuda de livros úteis que são baseados em evidências sahih do Alcorão e da Sunnah.
3- Cuidado com o shirk maior e menor (associação de outros com Allah), e com o pecado em todas as suas formas. Shirk maior significa que uma pessoa foi além do limite do Islam, suas boas ações são invalidadas e ela é exposta a punição. Shirk menor significa que as boas ações de uma pessoa são invalidadas e ela é exposta a punição. Pecado significa que ela é exposta a punição.
4- Não é permissível que uma mulher viaje para o Hajj, ou por qualquer outro propósito, sem um mahram, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Nenhuma mulher deve viajar sem um mahram”. Em concordância.

O mahram é o marido ou qualquer homem que a mulher esteja para sempre proibida de se casar por causa de ligações de sangue ou rada’ah (ligações que resultam da amamentação) ou ligações através do casamento. Esta é uma das condições do Hajj ser obrigatório para as mulheres. Se uma mulher não tem um mahram para viajar com ela, então ela não tem de fazer o Hajj.
5- Uma mulher pode entrar em ihram em qualquer roupa que ela goste, preta ou de outra cor qualquer, desde que ela evite exibição desenfreada (tabarruj) ou roupas de fama e vaidade tais como roupas apertadas, transparentes, curtas, finas ou decoradas. Mulheres também devem ter cuidado em evitar roupas que lembrem as roupas dos homens ou dos kuffar.
Portanto nós sabemos que não há evidencia para a prática de algumas pessoas de escolher uma cor específica para as mulheres vestirem no ihram, tais como verde ou branco; pelo contrário, isto é um tipo de bid’ah (inovação)
6- Depois de formar a intenção para o ihram, é haram para a muhrimah (mulher no ihram) colocar qualquer tipo de perfume, seja no corpo ou nas roupas.
7- É haram para a muhrimah remover qualquer fio de sua cabeça ou corpo por quaisquer métodos, e aparar as unhas.
8- É haram para a muhrimah vestir a burqa ou niqab (tipos de véus para o rosto), e vestir luvas, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “As mulheres (durante o Hajj) não devem usar niqab ou luvas”. Narrado por al-Bukhari.
9- A muhrimah não deve descobrir sua face ou mãos à frente de homens não mahram usando a desculpa de que o niqab e as luvas estão entre as coisas proibidas no ihram, porque elas podem cobrir suas faces e mãos com qualquer coisa tal como suas roupas, lenços, etc. A Umm al-Mu’minin ‘A’isha (que Allah esteja satisfeito com ela) disse: “Os cavaleiros costumavam passar por nós quando estávamos com o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) no ihram. Quando eles chegavam lado a lado conosco, nós abaixávamos nossos jilbabs de nossas cabeças sobre nossas faces, e quando eles já tinham passado nós as descobríamos.” Narrado por Abu Dawud e classificado como sahih por al-Albani em Hijaab al-Mar’ah al-Muslimah.
10- Algumas mulheres, quando entram no ihram, colocam algo como um turbante ou grampos nas cabeças delas, para que nenhuma parte do khimar ou jilbab cubra suas faces. Isto é se incomodar pelo que não há necessidade, porque não há nada de errado com a cobertura tocar o rosto da muhrimah.
11- É permissível para a muhrimah vestir uma camisa, calças, meias nos pés, pulseiras de ouro e anéis, relógios, etc, mas ela deve cobrir seus adornos na frente de homens não mahram durante o Hajj e em outros momentos.
12- Algumas mulheres, se elas passam pelo miqat com a intenção de fazer o Hajj ou ‘Umrah e acontece de estarem menstruando, não entram no ihram, pensando que é uma condição do ihram que estejam livres de menstruação. Então elas passam pelo miqat sem entrar em ihram. Este é um erro óbvio, porque a menstruarão não significa que uma mulher não possa entrar em ihram. Então uma mulher menstruada deveria entrar em ihram e fazer tudo que outros peregrinos fazem, fora o tawaf ao redor da Ka’bah.
Ela deve adiar o tawaf até que ela se torne pura (isto é, até que sua menstruação acabe). Se ela adia o ihram e passa o miqat sem entrar no ihram, então ela tem de voltar atrás e entrar no ihram desde o miqat; se ela não voltar então ela tem de oferecer um sacrifício porque ela falhou em fazer algo que lhe é obrigatório.

13- Se uma mulher teme que ela possa não estar apta para completar os rituais do Hajj, ela pode estipular uma condição quando estiver entrando em ihram dizendo “Se eu for impedida (de completar o Hajj), então eu sairei do ihram no ponto no qual eu for impedida”. Então se algo ocorrer que a impeça de completar o Hajj, ela sai do ihram e não haverá culpa sobre ela.

14- Lembre-se das ações do Hajj:
(i)         Quando o dia de al-Tarwiayh chega, que é o oitavo dia de Dhu’l-Hijjah, faça ghusl e entre em ihram, e recite a Talbiyah, dizendo, “Labbaika Allahumma labbaik, labbaika la sharika laka labbaik. Inna al-hamd wa’l-ni’mata laka wa’l-mulk, la sharika lak (Aqui estou, ó Allah, aqui estou. Aqui estou, Tu não tens parceiros, aqui estou. Por certo, todos os louvores e bênçãos são Teus, e toda a soberania, Tu não tens parceiros).”
(ii)        Saia para Mina e reze lá o Dhuhr, ‘Asr, Maghrib, ‘Isha e Fajr, encurtando as orações de quatro rak’ah para duas rak’ahs sem juntá-las.
(iii)       Quando o sol se levantar no nono dia de Dhu’l-Hijjah, vá para ‘Arafah, e reze Dhuhr e Asr lá, encurtados e juntados na hora de Dhuhr. Fique em ‘Arafah fazendo du’a, lembrando de Allah, suplicando a Allah e se arrependendo, até o pôr do sol.
(iv)       Quando o sol se pôr no nono dia, vá de ‘Arafah para Muzdalifah, e reze lá Maghrib e ‘Isha’ encurtados e juntos. Fique lá até à oração de Fajr, e se esforce depois do Fajr em dhikr, du’a e converse com Allah, até que tenha clareado bastante.
(v)        Parta de Muzdalifah para Mina antes que o sol se erga no dia do Eid. Quando chegar a Mina, faça o seguinte:
a.   Apedreje Jamrat al-‘Aqabah com sete pedras, e diga o Takbir (“Allahu akbar”) com cada lançamento.
b.   Abata o hadiy (sacrifício) depois que o sol tiver surgido.
c.   Corte a ponta de um dedo de comprimento de cada lado de seu cabelo (aproximadamente dois centímetros).
d.   Volte a Makkah e faça o tawaf al-ifadah, e faça o sa’i de Hajj entre al-Safa e al-Marwah, se estiver fazendo tamattu’, ou se estiver fazendo ifraad ou qiraan, mas não fez sa’i depois do tawaf de chegada.
(vi)   Apedreje os Jamarat no 11º,12º e 13º de Dhu’l-Hijjah, depois que o sol tiver passado seu zênite, se você quiser adiar a partida; ou no 11º e 12º somente se você quiser sair mais cedo. Você deve também permanecer em Mina naquelas noites.
(vii)   Se você quiser retornar ao seu país, então faça o tawaf de despedida; isto irá concluir as ações do Hajj.
15- Mulheres não devem recitar a Talbiyah em voz alta, pelo contrário, elas devem dizê-la silenciosamente para que somente elas e as mulheres próximas possam escutá-la e para que os homens não mahram não a possam ouvir, a fim de que não cause fitnah (tentação) e atraia atenção. A hora de recitar a Talbiyah começa após entrar em ihram para o Hajj e dura até que se apedreje o Jamrat al-‘Aqabah no Dia do Sacrifício.
16- Se a menstruação de uma mulher começar depois de ela ter feito o tawaf e antes de ela fazer sa’i, ela deve completar o resto dos rituais e fazer o sa’i mesmo se estiver menstruando, porque a taharah (pureza) não é essencial para o sa’i.
17- É permissível para uma mulher usar pílulas para adiar a menstruação para habilita-la a cumprir os rituais de Hajj, sujeito à condição de que isto não lhe cause dano.
18- Cuidado com a aglomeração com homens em todos os rituais de Hajj, especialmente durante o tawaf e na Pedra Negra e no Canto Iemenita, durante o sa’i e ao apedrejar os Jamarat. Escolha horas nas quais há menos aglomeração. A Umm al-Muminin ‘A’isha (que Allah esteja satisfeito com ela) costumava fazer tawaf numa área longe dos homens, e ela não tocava na Pedra Negra ou no Canto Iemenita se havia aglomeração.
19- As mulheres não têm de andar rapidamente (raml) durante o tawaf ou correr levemente (rakd) durante o sa’i. Raml significa andar rapidamente nos primeiros três circuitos do tawaf, e rakd significa correr levemente entre os dois marcadores verdes em cada circuito de sa’i. Estas ações são Sunnah somente para os homens.
20- Cuidado com este pequeno livro que contém du’as inovados, como du’as específicos para cada circuito do tawaf e sa’i, para os quais não há evidência do Alcorão e da Sunnah. Está prescrito recitar du’a durante o tawaf e sa’i da maneira que se quiser, para o melhor nesse mundo e no próximo. Se o du’a for um que foi narrado do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), é até melhor.
21- Uma mulher que está menstruando pode ler livros de du’a e dhikr que são prescritos na Shari’ah, ainda que contenham versículos do Alcorão. Também é permissível para ela recitar o Alcorão sem tocar o Mus-haf.
22- Cuidado com descobrir qualquer parte de seu corpo, especialmente em locais nos quais os homens poderiam vê-la, tais como as áreas públicas para wudu. Algumas mulheres não se importam com homens estarem próximos destas áreas e elas descobrem durante o wudu coisas que não são permissíveis a elas descobrirem, tais como a face, antebraços e pernas. Elas podem até retirar seus véus, assim descobrindo suas cabeças e pescoços. Tudo isto é haram e não é permissível, porque causa uma grande quantidade de fitnah (tentação) para elas e para os homens.
23- É permissível às mulheres deixar Muzdalifah antes da aurora, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) permitiu algumas mulheres, especialmente aquelas que estavam fracas, a deixar Muzdalifah depois de a lua se ter posto no fim da noite. Isso foi para que elas pudessem apedrejar os Jamarat al-‘Aqabah antes que ficassem aglomerados. Nos al-Sahihain é narrado de ‘A’isha (que Allah esteja satisfeito com ela) que Saudah (que Allah esteja satisfeito com ela) pediu ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), na noite de Muzdalifah, permissão para partir antes que ficasse muito aglomerado, porque ela era uma mulher pesada, e ele deu-lhe permissão.
24- É permissível adiar o apedrejamento do Jamrah até a noite, se o guardião da mulher pensar que a aglomeração é muito grande ao redor dos Jamrat al-‘Aqabah e que isso poderá representar um perigo para as mulheres que estão com ele. Então é permissível adiar o seu apedrejamento do Jamrah até que a aglomeração seja menor ou tenha parado, e não há nada de errado com elas fazerem isso.
O mesmo se aplica a respeito do apedrejamento dos Jamarat durante os três dias de Tashriq, quando as mulheres podem apedrejá-los depois do ‘Asr, que é a hora quando a aglomeração é bem menor, como é bem conhecido. Se isto não for possível então não há nada de errado em atrasá-lo até a noite.
25- Cuidado com o seguinte ponto: não é permissível que uma mulher deixe seu marido ter relação sexual com ela ou que seja íntimo com ela enquanto ela ainda não tiver deixado o ihram completamente. Esta saída do ihram é alcançada quando três coisas tomam lugar:
(i)         Apedrejamento dos Jamarat al-‘Aqabah com sete pedras.
(ii)        Cortar o comprimento da ponta de um dedo de todas as extremidades do cabelo, o que é aproximadamente 2 centímetros.
(iii)       Fazer o tawaf do Hajj (tawaf al-ifadah).
Uma vez que a mulher tenha feito essas três coisas é permissível que ela faça todas as coisas que lhe estavam proibidas durante o ihram, incluindo relação sexual. Se ela tiver feito somente duas delas então é permissível que ela faça tudo, exceto relação sexual.
26- Não é permissível para uma mulher mostrar o cabelo dela para homens não mahram enquanto ela estiver cortando as pontas do cabelo, tal como fazem muitas mulheres no Mas’a (lugar do sa’i), porque o cabelo é ‘awrah e não é permissível mostrá-lo a um homem não mahram.
27- Cuidado com dormir à frente de homens. Isto é o que nós vemos muitas mulheres fazendo durante o Hajj com suas famílias sem uma tenda ou alguma coisa para esconde-las dos olhos dos homens, então elas dormem nas ruas ou nas calçadas, e debaixo das pontes elevadas, e no Masjid al-Khif, entre os homens ou próximas aos homens. Este é um dos maiores males que devem ser parados.
28- Mulheres que estão menstruando ou com sangramento pós-parto não têm de fazer o tawaf de despedida. Esta é uma das concessões que a Shari’a dá às mulheres. Mulheres que estão menstruando podem voltar para as suas famílias mesmo se não tiverem feito o tawaf de despedida.

Então dê graças a Allah por esta concessão e benção.

A Fonte: Islam Q&A