Terça-feira 14 Dhu Al-Qa'dah 1440 - 16 Julho 2019
Portuguese

Erros cometidos ao visitar a Mesquita do Profeta

Pergunta

Quais são os erros que as pessoas cometem quando visitam a Mesquita do Profeta?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Os erros que alguns peregrinos cometem quando visitam a Mesquita do Profeta são de diversos tipos:

-1-

Alguns acreditam que visitá-la tem relação com o hajj, e que este não é válido sem esta visita. Alguns dos ignorantes pensam até mesmo que isto é mais essencial do que o hajj. Esta é uma crença falsa, porque não há ligação nenhuma entre os dois. O hajj está completo sem a visita à Mesquita e vice-versa, no entanto, desde os tempos mais remotos, as pessoas fizeram da visita à Mesquita do Profeta parte da viagem ao hajj, por causa da dificuldade de se viajar duas vezes. Mas visitá-la não é mais importante do que o hajj, já que ele é um dos pilares e princípios básicos do Islam, o que não é o caso da visita à Mesquita do Profeta. Desconhecemos qualquer sábio que tenha dito ser obrigatório visitar a Mesquita do Profeta ou seu túmulo.

No que tange o relato que diz que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) teria dito: “Quem vai para o hajj e não me visita, esnobou-me,” estas palavras são falsamente atribuídas ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e vão contra os bem conhecidos ensinamentos do Islam. Se isso fosse verdade, visitar seu túmulo seria um dos deveres mais obrigatórios.

-2-

Alguns dos visitantes da Mesquita do Profeta circulam o túmulo do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e tocam a grade e as paredes da sala. Eles chegam até mesmo a beijá-las e encostar suas bochechas nelas. Todas estas ações são inovações repreensíveis, pois circular (tawaaf) ao redor de qualquer outra coisa além da Ka’bah é uma inovação proibida (bid’ah). O mesmo aplica-se a tocar, beijar ou encostar as bochechas contra as paredes, tais ações são apenas indicadas nas áreas certas da Ka’bah. Adorar Allah fazendo essas coisas no túmulo do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) apenas afastarão o indivíduo de Allah.

-3-

Alguns visitantes tocam o mihrab, o mimbar e as paredes da mesquita buscando bênçãos. Tudo isso é bid’ah.

-4-

Este é o erro mais grave:

Alguns visitantes rezam para o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) aliviar-lhes o sofrimento ou garantir-lhes algo que desejam. Isto é shirk maior, o que os coloca além dos limites do Islam, e Allah e Seu Mensageiro não aprovam. Allah diz (interpretação do significado):

“E foi-me revelado que as mesquitas são (apenas) de Allah: então, não invoqueis, com Allah, a ninguém.”

[al-Jinn 72:18]

“E vosso Senhor disse: "Suplicai-Me [ou seja, acredite em Minha Unicidade (Monoteísmo Islâmico) e peça-Me qualquer coisa], Eu vos atenderei. Por certo, os que se ensoberbecem diante de Minha adoração [ou seja, não invocam-Me e não acreditam em Minha Unicidade, (Monoteísmo Islâmico)] entrarão na Gina, humilhados."

[Ghaafir 40:60]

“Dize: ‘Por certo, não possuo, para vós, prejuízo nem retidão.’"

[al-Jinn 72:21]

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) denunciou um homem que disse “O que quer que Allah e vós desejardes” Ele (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse, “Acaso fazeis-me concorrente de Allah? O que Allah sozinho quiser.” Narrado por Ibn Maajah 2118. Então, o que dirá pedir ao Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) que alivie seu sofrimento e que traga-lhe benefícios, quando ele é aquele a quem Allah diz (interpretação do significado):

“Dize: "Não possuo, para mim mesmo, nem beneficio nem prejuízo, exceto o que Allah quer.”

[al-A’raaf 7:188]

“Dize: "Por certo, não possuo, para vós, prejuízo nem retidão"

[al-Jinn 72:21]

Assim, o crente deve pôr suas esperanças em seu Criador, Que tem poder para supri-las e aliviá-lo de seus medos, e deve reconhecer os direitos de seu Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) de ser acreditado, amado e seguido, externa e interiormente. Ele deve pedir a Allah que o firme nisso, e deve não procurar adorar a Allah de qualquer outra forma que não seja aquela que Ele prescreveu.

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Das Palavras do Shaikh Muhammad Ibn ‘Uthaimin, Akhta’ Yaqa’ Fiha Al-Haaj Wa'l-Mu'tamir

Enviar comentário