Quinta-feira 19 Jumada Al-Awwal 1440 - 24 Janeiro 2019
Portuguese

Rezar atrás de um imã sufi

Pergunta

Temos um imam sufi. É válido rezar atrás dele?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Das palavras, ações e crenças que são exclusivas dos Sufis e não têm base no Livro de Allah e na Sunnah de Seu Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), algumas são bid'ahs (inovações) que constituem Kufr e algumas são bid'ahs que não constituem kufr. Se este imam segue as bid’ahs que constituem Kufr, vocês não devem rezar atrás dele. Se ele segue as bid’ahs que não constituem Kufr, então é permitido rezar atrás dele, embora algum outro que seja um seguidor de ahl al-sunnah seria, sem dúvida, melhor.

Shaikh 'Abd al-'Aziz ibn Baaz (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Se eu chegar a uma aldeia onde o imam é um sufi que não segura uma mão sobre a outra quando reza, e ele não se ajoelha diante de suas mãos ao prostrar, é permitido rezar com ele?

Ele respondeu:

Se ele é conhecido por acreditar no Tawhid e não cometer shirk, e ele é apenas um pouco ignorante ou segue algumas ideias do sufismo (tasawwuf), mas é um crente no Tawhid e um muçulmano que adora Allah somente e não adora Shaikhs ou qualquer outro ser criado, como Shaikh 'Abd al-Qaadir, etc., e o único problema é que ele não segura uma mão sobre a outra quando reza, então não há motivo para não rezar atrás dele, porque isso é algo que é Sunnah, não obrigatório. Posicionar uma mão sobre a outra, colocar a mão direita sobre a esquerda, o pulso e o antebraço sobre o tórax quando estiver em oração. Aquele que deixa seus braços pendurados nas laterais não está fazendo nada de errado e sua oração é válida...

Fataawa al-Shaikh Ibn Baaz (12/120,121).

Shaikh 'Abd al-'Aziz ibn Baaz (que Allah tenha misericórdia dele) também foi perguntado:

Qual é a decisão de rezar atrás de alguém que vai aos túmulos de pessoas justas para buscar a benção delas e recita o Alcorão no Mawlid e em outras ocasiões em troca de pagamento?

Ele respondeu:

Isso está sujeito a discussões mais aprofundadas. Se ele meramente comemora o Mawlid sem nenhum shirk envolvido, então ele é um inovador e não deve ser um imam, porque está comprovado no hadith sahih que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Cuidado com assuntos inventados, porque todo assunto inventado é uma inovação (bid'ah) e toda inovação é um desvio." Narrado por Abu Dawud (3991). E celebrar o Mawlid (aniversário do Profeta) é uma inovação. Mas, se ele reza aos mortos e procura a ajuda deles ou dos jinn ou outros seres criados, e ele diz: "Ó Mensageiro de Allah, ajude-me ou cure meu querido doente", ou diz "Ya Sayidi al-Husain" ou "Ya Sayidi al-Badawi", ou invoca qualquer pessoa morta, ou reza para coisas inanimadas, como os ídolos, dizendo "al-madad al-madad (ajuda, ajuda)", então ele é um mushrik que é culpado de politeísmo maior, e você não deve rezar atrás dele e as orações sob sua liderança não são válidas. Pedimos a Allah que nos mantenha seguros e saudáveis.

Mas se ele cometeu bid’ah, como participar do Mawlid, entretanto não praticou nenhum ato de shirk; ou lê o Alcorão ao lado de túmulos; ou reza nas sepulturas, mas não pratica nenhum ato de shirk, então ele introduziu a inovação na religião, e deve ser instruído e direcionado para o que é bom. Mas sua oração é válida se ele não reza pelos túmulos. Quanto às suas orações no cemitério, elas não são válidas, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Que Allah amaldiçoe os judeus e os cristãos, porque eles tomaram os túmulos de seus Profetas como lugares de adoração." Acordado (muttafac alaihi).

Fataawa al-Shaikh Ibn Baaz (9/373, 374 e 12/108, 109).

Fim.

Enviar comentário