Terça-feira 17 Jumada Al-Awwal 1440 - 22 Janeiro 2019
Portuguese

Quando o Amor de Allah salva uma pessoa da punição?

Pergunta

Uma pessoa que ama Allah entra no inferno? Há muitos não muçulmanos, como judeus e cristãos que amam Allah, e, da mesma forma, há muçulmanos imorais que amam Allah. Eles nunca diriam que eles odeiam seu Senhor. Você poderia esclarecer este assunto?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Ibn Al-Qayyim , que Allah tenha misericórdia dele, disse sobre este assunto:

Existem quatro tipos de amor, entre os quais devemos diferenciar, e aqueles que se desviaram, porque não fizeram essa distinção. O primeiro deles é o amor de Allah, mas isso por si só não é suficiente para salvar uma pessoa da punição de Allah e ganhar Sua recompensa. Os Mushrikin (idólatras), adoradores da cruz, judeus e outros, todos amam Allah. O segundo é o amor àquilo que Allah ama. Isto é o que traz uma pessoa para o Islam e para fora da descrença. A mais amada dentre as pessoas para Allah é aquela que é mais correta e mais devotada neste tipo de amor. O terceiro tipo é amor pela causa de Allah, que é um dos elementos essenciais para se amar o que Allah ama. O amor de uma pessoa por aquilo que Allah ama não pode ser completo até que ela também ame por Allah. O quarto é o amor por algo além de Allah, e esse amor tem a ver com o shirk (idolatria). Todo aquele que ama coisas além de Allah, mas não pela causa de Allah, toma essa coisa em rivalidade a Allah. Este é o amor do Mushrik (idólatra). Resta um quinto tipo de amor que não tem nada a ver com o nosso tópico; este é o amor natural que é a inclinação de uma pessoa para o que se adequa à sua natureza, como o amor de uma pessoa sedenta pela água ou de uma pessoa faminta pela comida, ou o amor ao sono, ou à esposa e aos filhos. Não há nada de errado com isso, a menos que isso distraia uma pessoa de sua lembrança de Allah e a impeça de amá-Lo. Allah diz (interpretação dos significados):

"Ó vós que credes! Que vossas riquezas e vossos filhos não vos entretenham, afastando-vos da lembrança de Allah." [63: 9]

"Homens, a quem não entretém nem comércio nem venda da lembrança de Allah..." [24:37]

(Al-Jawaab al-Kaafi, 1/134)

E ele disse, que Allah tenha misericórdia dele,:

A diferença entre amar por Allah e amar algo além de Allah é uma das distinções mais importantes. Todo mundo precisa fazer essa distinção e é realmente obrigado a fazê-la. Amar por Allah é um sinal da perfeição da fé, mas amar algo além de Allah é a essência do shirk. A diferença entre eles é que o amor de uma pessoa por Allah está ligado ao seu amor a Allah; se este amor se torna forte em seu coração, este amor dita que ele amará o que Allah ama. Se ele ama o que o Senhor ama e ama aqueles que são amigos de Allah, isso é amor por Allah. Então, esta pessoa ama Seus mensageiros, profetas, anjos e amigos íntimos porque Allah os ama e odeia aqueles que os odeiam porque Allah os odeia. O sinal do amor e do ódio por Allah é que seu ódio por aquele que Allah odeia não se tornará amor simplesmente porque essa pessoa o trata gentilmente, presta-lhe um serviço ou conhece alguma de suas necessidades. E seu amor por aqueles a quem Allah ama não se transformará em ódio simplesmente porque essa pessoa faz algo que o incomoda ou o machuca, seja feito por engano ou deliberadamente; em obediência a Allah ou porque a pessoa sente que tem o dever de fazer por algum outro motivo. Ou também porque a pessoa seja uma malfeitora que ainda assim pode abandonar sua maldade e se arrepender. A religião gira completamente em torno de quatro princípios: o amor e o ódio, e a partir deles, a ação e a abstenção. A pessoa cujo amor e ódio, ação e abstenção são todos por Allah, aperfeiçoou sua fé para que, quando ela ame, ame por Allah, quando odeie, odeie por Allah, quando faça algo, faça por Allah, e quando se abstenha de algo, abstenha-se por Allah. Na medida em que ela falhe nessas quatro categorias, falta-lhe fé e comprometimento religioso. Isso contrasta com o amor das coisas além de Allah, que é de dois tipos. Um deles é diametralmente oposto ao princípio do Tawhid (Unicidade de Allah) e é o shirk; o outro se opõe à perfeição da sinceridade e amor a Allah, mas não coloca uma pessoa fora do Islam.

O primeiro tipo é como o amor dos Mushrikin por seus ídolos e deuses. Allah diz (interpretação do significado):

"E, dentre os homens, há quem, em vez de Allah, tome semelhantes, em adoração, amando-os como se ama a Allah." [2:165]

Estes Mushrikin amam seus ídolos e deuses além de Allah, como eles amam a Allah. Este amor e devoção são acompanhados por temor, esperança, adoração e súplica. Este amor é puro shirk, o que Allah não perdoa. A fé não pode ser aperfeiçoada a menos que a pessoa considere esses ídolos como inimigos e os odeie intensamente, e odeie as pessoas que os adoram e as considere como inimigos e se esforcem contra estas. Esta é a mensagem com a qual Allah enviou todos os Seus Mensageiros e revelou todos os Seus Livros. Ele criou o Inferno para as pessoas do shirk que amam esses rivais, e Ele criou o Paraíso para aqueles que se esforçam contra aqueles e os tomam como inimigos por Sua causa e ganham Seu contentamento. Qualquer um que adore qualquer coisa das cercanias do Trono às mais inferiores profundezas da terra e tome um deus e um auxiliador além de Allah e associe outros seres em adoração com Ele, será destituído pelo objeto de sua adoração quando ele estiver mais necessitado [isto é, no Dia do Juízo].

O segundo tipo é o amor pelas coisas que Allah tornou atrativas às pessoas, como mulheres, crianças, ouro, prata, belos cavalos de raça, gado e terras bem cultivadas. As pessoas os amam com uma espécie de desejo, como o amor da pessoa faminta por comida e da pessoa sedenta por água. Este amor é de três tipos. Se uma pessoa os ama por causa de Allah e como meio de obedecer a Allah, ela será recompensada por isso; e isso será contado como parte do amor por Allah e um meio de alcançá-Lo, e a pessoa ainda encontrará prazer nisso. É assim que o melhor da criação [ou seja, o Profeta, que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele] era, a quem as mulheres e os perfumes foram queridos neste mundo, e seu amor por eles o ajudou a amar mais a Allah e a transmitir a Sua Mensagem e cumprir os Seus mandamentos. Se uma pessoa os ama porque eles se adequam à sua natureza e aos seus próprios desejos, mas ela não lhes dá preferência sobre o que Allah ama e está satisfeito, e ela os recebe por causa de sua inclinação natural, então isto está sob o título de coisas que são permitidas, e a pessoa não será punida por isso, mas seu amor a Allah e por Allah falhará um pouco. Se o seu único propósito na vida é obter essas coisas, e ela dá prioridade a isso sobre aquilo que Allah ama e está satisfeito, então ela está se equivocando e seguindo seus próprios desejos.

O primeiro é o amor de as-Saabiqun (aqueles que são os principais no Islam); o segundo é o amor de al-muqtasidun (aqueles que são medianos) e o terceiro é o amor de az-zâlimun (os malfeitores). Ar-Ruhpor Ibn al-Qayyim, 1/254.

Que Allah abençoe nosso Profeta Muhammad.

A Fonte: Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid

Enviar comentário