Terça-feira 23 Safar 1441 - 22 Outubro 2019
Portuguese

Três questões no túmulo

Pergunta

Você pode, por favor, me dizer quais são as tribulações do túmulo das quais pedimos a Allah (swt) para nos salvar?

Texto da resposta

Louvado seja Allah.

Em primeiro lugar:

Quando o filho de Adão morre e sua alma se afasta e é colocado em seu túmulo, então ele está na primeira fase da outra vida, porque o túmulo é a primeira das etapas dessa vida.

Foi narrado que Hani' que o escravo liberto de 'Uthman ibn 'Affan, disse: "Quando 'Uthman ibn 'Affan estava perante um túmulo, ele chorava até a sua barba ficar molhada. Foi-lhe dito: 'Você se lembra do Paraíso e do Inferno e você não chora, mas você chora por causa disso? ' Ele disse: 'O Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: 'O túmulo é a primeira das etapas da próxima vida; quem for salvo dele, o que vier depois será mais fácil para ele, mas se não for salvo dele, o que vier depois será pior para ele'." E o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Eu nunca vi nenhuma cena sem que o túmulo fosse mais assustador do que ela." (Narrado por Al-Tirmidhi, 2308; Ibn Majah, 4567; classificado como hasan por Al-Albani em Sahih Al-Jami', 1684).

Em segundo lugar:

Os dois anjos encarregados ​​do questionamento vêm até ele e perguntam o que ele costumava acreditar neste mundo, quem era seu Senhor, qual era sua religião e quem era seu profeta. Se ele der uma boa resposta, isso será bom, mas se ele não lhes responder, eles bater-lhe-ão grave e dolorosamente.

Se ele foi um dos virtuosos, anjos com rostos brancos virão até ele, mas se ele foi um dos malfeitores, anjos com rostos escuros virão até ele. Esta é a fitnah ou tribulação que ele sofrerá.

Foi narrado de Aisha que o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava dizer, "Allahumma inni a'udhu bika min al-kasali wa'l-haram wa'l-maghram wa'l-ma'tham. Allahumma inni a'udhu bika min 'adhab al-nar wa fitnat il-nar, wa fitnat il-qabri, wa ‘'adhab il-qabri, wa sharri fitnat il-ghina wa sharri fitnat il-faqair wa min sharri fitnat il-masih il-Dajjal. Allahumma ighsil khatayaya bi ma' al-thalji wa'l-baradi wa naqqi qalbi min al-khataya kama yunaqqa al-thawb al-abyad min al-danas, wa ba'id bayni wa bayna khatayaya kama ba'adta bayna al-mashriqi wa'l-maghrib (Ó Allah, eu busco refúgio em Ti da preguiça e da velhice, e de dívidas e pecados, do tormento do Fogo e da tribulação do Fogo, e da tribulação do túmulo e do tormento do túmulo, e da maldade da tribulação da riqueza, e da maldade da tribulação da pobreza, e da maldade da tribulação do Dajjal (Anticristo). Ó Allah! Lave meus pecados com a água da neve e granizo, e limpe meu coração do pecado como uma peça de roupa branca é limpa da sujeira, e coloque uma grande distância entre mim e os meus pecados, tão grande quanto a distância que Tu fizeste entre o Oriente e o Ocidente)."

(Narrado por Al-Bukhari, 6014).

Ibn Hajar disse:

A frase "a tribulação do túmulo" significa o questionamento dos dois anjos.

Fath Al-Baari, 11/177.

E Al-Mubarakfuri disse:

“Tribulação do túmulo” significa confusão ao responder aos dois anjos.

Tuhfat Al-Ahwadhi, 9/328

Em terceiro lugar:

No que diz respeito às questões que os anjos vão perguntar no túmulo, isso é explicado claramente no seguinte hadith:

Foi narrado que Al-Bara' (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: "Fomos com o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) ao funeral de um homem dentre os Ansar. Viemos até ao túmulo e quando (o falecido) foi colocado sob a terra, o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) sentou-se e nós nos sentámos em torno dele, como se houvesse pássaros em nossas cabeças (quietos). Em sua mão ele tinha uma vara com a qual ele estava riscando o chão. Então ele levantou a cabeça e disse: 'Buscai refúgio em Allah do tormento do túmulo', duas ou três vezes. Então ele disse: 'Quando o servo crente está prestes a sair deste mundo e a entrar no outro, descem do céu anjos com rostos brancos como o sol, e eles se sentam em torno dele tão longe quanto os olhos podem ver. Eles trazem consigo mortalhas do Paraíso e perfumes do Paraíso. Em seguida, o Anjo da Morte vem e senta-se perto de sua cabeça, e ele diz: 'Ó alma bondosa, vem até o perdão de Allah e o Seu prazer'. Em seguida, ela sai (do corpo) tão facilmente como uma gota de água sai da boca de um cantil. Quando ele a agarra, eles (os outros anjos) não a deixam na mão (do Anjo da Morte) nem por um instante, antes de a levarem e colocarem na mortalha com aquele perfume, e sai dela uma fragrância como o melhor o melhor perfume da face da terra. Em seguida, eles sobem e não passam por qualquer grupo de anjos sem que lhes perguntem, 'Quem é essa alma bondosa?'. E eles respondem, 'Ele é fulano de tal filho de fulano', chamando-o pelos melhores nomes pelos quais ele era conhecido neste mundo, até atingirem o céu menor. Eles pedem que este seja aberto para eles e assim acontece, e (a alma) é acolhida e acompanhada ao próximo céu por aqueles que estão mais próximos de Allah, até chegarem ao sétimo céu. Então Allah diz: 'Gravem o livro de meu servo em 'Illiyun no sétimo céu, e devolvam-no à terra, pois foi a partir dela que os criei, para ela os retornarei e dela Eu os ressuscitarei mais uma vez.' Assim, sua alma é devolvida ao seu corpo e dois anjos se aproximam e fazem-no sentar-se e perguntam: 'Quem é seu Senhor? ' Ele diz: 'Allah.' Eles perguntam: 'Qual é sua religião?' Ele diz: 'Minha religião é o Islam.' Eles perguntam: 'Quem é este homem que foi enviado entre vós?' Ele diz: 'Ele é o Mensageiro de Allah (paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele).' Eles perguntam: 'O que você fez?' Ele diz: 'Eu li o Livro de Allah e eu acreditei nele.' Em seguida, uma voz ecoa do céu, 'Meu servo falou a verdade, então preparem para ele uma cama no Paraíso e vistam-no (com as roupas) do Paraíso, e abram para ele um portão para o Paraíso.' Em seguida, vem até ele um pouco de sua fragrância, e seu túmulo é alargado, até à distância que os seus olhos podem alcançar. Em seguida, vem até ele um homem com um rosto bonito e roupas bonitas, e um bom perfume, que diz: 'Recebei as boas novas que lhe trarão alegria neste dia.' Ele diz: 'Quem é você? Seu rosto é um rosto que traz boas novas.' Ele diz: 'Eu sou seus atos virtuosos'. Ele diz: 'Ó Senhor, apresse a Última Hora para que eu possa voltar para a minha família e minha riqueza.' Mas quando o servo descrente está prestes a sair deste mundo e a entrar no outro, descem-lhe do céu anjos com rostos escuros, trazendo um saco, e eles sentam em torno dele, tanto quanto os olhos podem ver. Em seguida, o Anjo da Morte vem e senta-se perto de sua cabeça, e diz: 'Ó alma maldosa, vem até a ira de Allah e Seu ódio.' Então sua alma dispersa dentro de seu corpo, em seguida, sai cortando as veias e nervos, como um espeto passando por lã molhada. Quando ele a agarra, eles não a deixam na sua mão por um instante, antes de levá-lae colocá-la no saco, e vem dele um cheiro como o pior fedor de um corpo morto da face da terra. Em seguida, eles sobem e não passam por qualquer grupo de anjos sem que eles digam 'Quem é essa alma maldosa?', E eles dizem, 'É fulano de tal, filho de fulano', chamando-o pelos piores nomes pelos quais ele era conhecido neste mundo, até atingirem o céu menor. Eles pedem que este lhes seja aberto e este não abre." Então o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) recitou (interpretação do significado):

"…não se lhes abrirão as portas do céu nem entrarão no Paraíso, até que o camelo penetre no fundo da agulha."

[Al-A'raf 07:40]

Ele disse: "Então Allah diz: 'Gravem o livro de meu servo em Sijjin na mais baixa terra, e devolvam-no à terra, pois foi a partir dela que os criei, para ela os retornarei e dela Eu os ressuscitarei mais uma vez.' Assim, sua alma será atirada para baixo." Então o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) recitou o versículo (interpretação do significado):

"E quem associa algo a Allah é como se caísse do céu, então, os pássaros o arrebatassem ou o vento o abismasse em lugar bem profundo."

[Al-Hajj 22:31]

Ele disse: "Assim, sua alma é devolvida ao seu corpo e dois anjos se aproximam e fazem-no sentar-se e perguntam: 'Quem é seu Senhor?' Ele diz: 'Ó, ó, eu não sei.' Eles perguntam: 'Qual é sua religião?' Ele diz: 'Ó, ó, eu não sei.' Em seguida, uma voz ecoa do céu, 'Preparem para ele uma cama no Inferno e vistam-no (com roupas) do Inferno, e abram para ele um portão para o Inferno.' Em seguida, vem até ele um pouco do calor e ventos quentes (do Inferno), e seu túmulo é constrito e compactado até suas costelas se interligarem. Em seguida, vem até ele um homem com uma cara feia e roupas feias, e um mau cheiro, que diz: 'Receba as más notícias, este é o dia que te foi prometido.' Ele diz: 'Quem é você? Seu rosto é um rosto que pressagia o mal.' Ele diz: 'Eu sou seus maus atos.' Ele diz: 'Ó Senhor, não deixe a Última Hora vir, não deixe que a Última Hora venha.'"

Narrado por Abu Dawood, 4753; Ahmad, 18063 – esta versão foi narrada por ele. Classificado como sahih por Al-Albani em Saheeh Al-Jaami', 1676.

A visão correta é que os dois anjos só irão questionar o falecido em seu túmulo sobre assuntos de Tawhid (monoteísmo) e 'Aquidah (crença). Isto é bastante claro.

E Allah sabe mais.

Enviar comentário