Quarta-feira 22 Dhu Al-Qa'dah 1440 - 24 Julho 2019
Portuguese

Parecer sobre compensar as orações perdidas

Pergunta

Eu sou um novo muçulmano. A seguir estão algumas questões que eu gostaria de saber, suponho que algumas delas soem bem estúpidas.
1. O que eu devo dizer ao rezar?
2. Meus pais são budistas, apenas meu pai sabe que sou muçulmano, o resto da família não sabe, algumas vezes eles me dizem para ir jantar, mas eu não como porco ou qualquer outro tipo de itens relacionados, como comida que eu sei que é haraam. Mas e quanto ao frango e outras carnes, como o peixe, que não são abatidas pelo muçulmanos? Isso é considerado haraam e eu cometi pecado por isso?
3. Como eu posso me arrepender do meu pecado a Allah (o Todo-Poderoso) e como posso obter Seu perdão pelo pecado diário que cometi?
4. Se eu perder a oração subuh, ou o adhan, de uma das cinco horas de oração, será que cometi um pecado e como posso obter o perdão por isso?
5. Como posso aprender a falar enquanto eu rezo e leio o Alcorão em árabe, ao menos as palavras básicas que eu deveria falar durante minha oração?
6. Os frutos do mar são todos haram ou halal?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

Agradecemos por confiar em nosso site, e pedimos a Allah que nos ajude a suprir as suas expectativas, e abençoá-lo com firmeza e orientação. Também agradecemos a sua vontade de aprender aquilo que não sabe. Isso é algo obrigatório para todo muçulmano, pois o homem não nasceu com o conhecimento. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse, “O conhecimento vem pelo aprendizado.” (Classificado com hasan por Ibn Jahar em Fath al-Baari). Não pense que perguntar sobre coisas que você não sabe é estúpido, ao contrário, isso é algo que é necessário e a pessoa que o faz deve ser elogiada.

Em segundo lugar:

Com relação às questões que você tem quanto ao que fazer na oração, você achará na questão nº 13340 uma resposta detalhada descrevendo a oração e o que deve ser dito nela.

Em terceiro lugar:

Com relação a recitar o Alcorão em árabe ou outro idioma, você achará na questão nº 3471 uma resposta detalhada com respeito a esse assunto. Nós o aconselhamos a esforçar-se para aprender o árabe, ao menos a Surah al-Fatihah e os pilares e partes essenciais da oração. Isso deve ser fácil, seja por aprendendo-a de um muçulmano que a saiba de cor e possa lê-la bem, ou indo a um website na internet que contenha gravações de áudio do Alcorão Sagrado, escutando e memorizando-a (a surah al-Fatihah) a partir desses áudios.

Em quarto lugar:

Com relação às orações perdidas, um dos dois cenários seguintes deve ser aplicado:

1- Quando se perde uma oração involuntariamente, por uma desculpa shar’i (legislada) legítima, como esquecimento ou por dormir, embora você esteja basicamente muito interessado em fazer a oração na hora, neste caso você está desculpado, mas deve compensá-la (ou seja, repô-la) assim que se lembrar. A evidência para isso é o hadith narrado em Sahih Muslim (681) que conta como o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e seus companheiros dormiram e perderam a oração Fajr, e os Sahaabah começaram a perguntar uns aos outros, “Qual é a expiação (kafaarah) pelo que fizemos ao negligenciar a oração?” O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Dormir não significa que estejas negligenciando a oração. Negligenciá-la significa não a rezar até que a hora que a próxima oração chegue. Aquele que o fizer que reze quando se lembrar.”

Isso não significa que a pessoa deve deliberadamente dormir quando uma oração é devida, até que ele a perca, e então use o sono com uma desculpa, ou negligencie um meio que o ajudaria a oferecer a oração, e então o tome com uma desculpa. Ao contrário, ele deve fazer uso de todos os meios possíveis, como o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) fez neste caso, quando ele indiciou uma pessoa para ficar acordada e acordá-los para rezar, mas aquela pessoa foi vencida pela sonolência e assim não os acordou. Este é um caso em que a pessoa pode ser desculpada.

2- Quando se perde uma oração voluntariamente isso é um pecado maior e é tão sério que alguns dos sábios mencionaram que aquele que o faz é um kaafir (como consta em Majmu’ Fataawa wa Maqaalaat Samaahat al-Shaikh Ibn Baaz, 10/374). Aquele que o faz deve arrepender-se sinceramente, de acordo com o consenso dos sábios. Com relação a compensar as orações, há uma diferença de opinião entre os sábios se elas seriam ou não aceitas dele, se ele as fizer posteriormente. A maioria dos sábios disse que ele deve compensá-la e que esta oração é válida, embora ele seja um pecador (ou seja, se ele não se arrepende – e Allah sabe mais), conforme o Shaikh Ibn ‘Uthaimin citou deles em al-Sharh al Mumti’, 2/89. O ponto de vista preferido pelo Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah (que Allah tenha misericórdia dele) é que essa oração não é válida, e que não está prescrito para ele compensá-la. Ele disse em al-Ikhtiyaaraat (34): “Não está prescrito para aquele que perde uma oração deliberadamente compensá-la, e a oração, se ele a compensar, não é válida; ao invés disso, ele deveria fazer muitas orações voluntárias (naafil). Esta é a visão de um grupo dentre os Salaf”. Um dos sábios contemporâneos que consideraram esta visão como a mais correta é o Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele); ele citou como evidência para isso as palavras do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) “Aquele que faz uma ação que não está de acordo com este nosso assunto (ou seja, o Islam), terá isso rejeitado” (Acordado).

Então, você deve tomar cuidado com isso e esforçar-se para realizar todas as orações pontualmente, conforme Allah diz (interpretação do significado):

“(...) Por certo, a oração, (as-salaah) para os crentes, é prescrição com tempos marcados.”

[al-Nisa’ 4:103]

Com relação ao arrependimento, você encontrará uma resposta detalhada na questão nº 14289 neste website.

Com relação à carne que foi abatida por um não muçulmano, você achará uma resposta na questão nº 10339.

Com relação à pergunta sobre frutos do mar, em princípio eles são halal (lícitos), porque Allah diz (interpretação do significado):

“É-vos lícita a (busca de, caça de) pesca do mar e seu alimento, como proveito para vós (...)”

[al-Maa’idah 5:96].

Pedimos a Allah que Ele o ajude a aprender o árabe e a entender o Islam, e praticar mais ações virtuosas, pois Ele é capaz de fazê-lo.

Enviar comentário