Domingo 19 Dhu Al-Qa'dah 1440 - 21 Julho 2019
Portuguese

As Crenças dos Muçulmanos a Respeito do Messias 'Isa ibn Maryam

Pergunta

Quais são as crenças dos muçulmanos a respeito do Messias 'Isa ibn Maryam?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Nossas crenças a respeito do Messias 'Isa ibn Maryam (Jesus, filho de Maria – que a paz esteja com ele) são as indicadas pelo Livro de Allah e pela Sunnah do nosso Mensageiro Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele).

Acreditamos que 'Isa (que a paz esteja com ele) foi um dos servos de Allah, e um de seus nobres Mensageiros. Allah o enviou para os filhos de Israel a fim de chamá-los a crer somente em Allah e somente a Ele adorar.

Allah diz (interpretação do significado):

"E quando Jesus, filho de Maria, disse: 'Ó filhos de Israel! Por certo, sou para vós o Mensageiro de Allah, para confirmar a Torá, que havia antes de mim, e anunciar um Mensageiro, que virá depois de mim, cujo nome é Ahmad.' Então, quando ele [Ahmed, ou seja, Muhammad] lhes chegou com as evidências, disseram: 'Isso é evidente magia!'" [al-Saff 61:6]

"E o Messias diz: 'Ó filhos de Israel! Adorai a Allah, meu Senhor e vosso Senhor.' Por certo, a quem associa outras divindades a Allah, com efeito, Allah proíbe-lhe o Paraíso, e sua morada é o Fogo. E não há para os injustos socorredores." [al-Maa'idah 5:72]

'Isa não era um deus ou o filho de Deus como os cristãos afirmam.

Allah diz (interpretação do significado):

"Com efeito, são renegadores da Fé os que dizem: 'Por certo, Allah é o Messias, filho de Maria.'" [al-Maa’idah 5:72] 

"E os judeus dizem: 'Uzair é filho de Allah.' E os cristãos dizem: 'O Messias é filho de Allah.' Esse é o dito de suas bocas. lmitam o dito dos que, antes, renegaram a Fé. Que Allah os aniquile! Como se distanciam da verdade!" [al-Tawbah 9:30] 

As primeiras palavras de 'Isa quando Allah o fez falar, ainda no berço, foram (interpretação do significado):

"O bebê disse: 'Por certo, sou o servo de Allah. Ele me concederá o Livro, e me fará Profeta'" [Maryam 19:30]

Acreditamos que Allah o apoiou com milagres que provaram que ele estava falando a verdade.

Allah diz (interpretação do significado):

"Quando Allah dirá (no Dia da Ressurreição): 'Ó Jesus, filho de Maria! Lembra-te de Minha graça para contigo e para com tua mãe, quando te amparei com o Espírito Sagrado: falaste aos homens, quando ainda no berço, e na maturidade. E quando te ensinei a Escritura e a Sabedoria e a Tora e o Evangelho. E quando criaste, do barro, a figura igual ao pássaro, com Minha permissão, e nela sopraste, e ela se tornou um pássaro, com Minha permissão. E curaste o cego de nascença e o leproso, com Minha permissão. E quando fizeste sair os mortos dos sepulcros, com Minha permissão. E quando detive os filhos de Israel, afastando-os de ti, quando lhes chegaste com as evidências; então, disseram os que, dentre eles, renegaram a Fé: 'Isto não é senão evidente magia.'" [al-Maa'idah 5:110]

Acreditamos que 'Isa nasceu da Virgem Maria, sem pai - o que não é impossível para Allah que, quando quer uma coisa, diz "Seja!" E é.

Allah diz (interpretação do significado):

"Por certo, o exemplo de Jesus, perante Allah, é como o de Adão. Ele o criou de pó; em seguida, disse-lhe: 'Sê', então foi." [Aal ‘Imraan 3:59]

"E quando os anjos disseram: 'Ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias, Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus.' Falará aos homens, ainda no berço, bem como na maturidade, e se contará entre os virtuosos. Perguntou: 'Ó Senhor meu, como poderei ter um filho, se mortal algum jamais me tocou?' Disse-lhe o anjo: 'Assim será. Deus cria o que deseja, posto que quando decreta algo, diz: Seja! E é.'" [Aal ‘Imraan 3:45-47] 

Acreditamos que ele permitiu aos judeus algumas das coisas que lhes foram proibidas.

Allah nos diz que 'Isa disse aos filhos de Israel (interpretação do significado):

"Eu vim para confirmar-vos a Torá, que vos chegou antes de mim, e para liberar-vos algo que vos está vedado. Eu vim com um sinal do vosso Senhor. Temei a Deus, pois, e obedecei-me." [Aal ‘Imraan 3:50]

Nós acreditamos que ele não morreu e seus inimigos, os Judeus, não o mataram, em vez disso, Allah o salvou deles e o elevou aos céus, vivo.

Allah diz (interpretação do significado):

"E por sua renegação da Fé, e por seu dito de formidável infâmia sobre Maria;

E por seu dito: 'Por certo, matamos o Messias, Jesus, Filho de Maria, Mensageiro de Allah.' Ora, eles não o mataram nem o crucificaram, mas isso lhes foi simulado. E, por certo, os que discrepam a seu respeito estão em dúvida acerca disso. Eles não têm ciência alguma disso, senão conjecturas, que seguem. E não o mataram, seguramente; mas, Allah ascendeu-o até Ele. E Allah é Todo-Poderoso, Sábio." [al-Nisa’ 4:156-158]

Acreditamos que ele falou a seus seguidores sobre vinda de nosso Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele).

Allah diz (interpretação do significado):

"E quando Jesus, filho de Maria, disse: 'Ó filhos de Israel! Por certo, sou para vós o Mensageiro de Allah, para confirmar a Torá, que havia antes de mim, e anunciar um Mensageiro, que virá depois de mim, cujo nome é Ahmad.' Então, quando lhes chegou com as evidências, disseram: 'Isso é evidente magia!'" [al-Saff 61:6]

Nós acreditamos que ele vai voltar no final dos tempos, e irá refutar a alegação de seus inimigos, os judeus, de que o mataram, e irá refutar a alegação dos cristãos de que ele é Deus ou filho de Deus, e ele não aceitará nada deles, mas sim o Islam.

Al-Bukhari (2222) e Muslim (155) narraram que Abu Hurayrah (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Por Aquele em cujas mãos está minha alma, em breve, o filho de Maria descerá entre vós [de acordo com outro relato: a Hora não vai começar até que o filho de Maria desça entre vós] como um juiz justo. Ele quebrará a cruz, matará os porcos e abolirá o jizyah, e o dinheiro se tornará abundante até que ninguém irá aceitá-lo."

"Logo" implica em que isso vai, inevitavelmente, acontecer rapidamente.

"Descerá entre vós" significa, entre esta ummah.

"Um juiz justo" significa que ele virá e julgará de acordo com a Shariah (lei divina), e que esta Shariah permanecerá e não será revogada, ao contrário, 'Isa será um dos governantes desta ummah.

"Ele vai quebrar a cruz e matar os porcos" significa que ele irá declarar como falsa a religião dos cristãos por quebrar a cruz em sentido real e provará falsas as alegações dos cristãos e a veneração da cruz.

"E ele vai abolir o jizyah":

Al-Nawawi disse:

A visão correta a respeito disso é que ele não vai aceitar o jizyah, e não vai aceitar nada dos kaafirs descrentes, mas do Islam. Se algum deles oferecer o jizyah, isto não vai fazê-lo parar de lutar contra eles. Ao contrário, 'Isa não vai aceitar coisa alguma, exceto o Islam, ou a morte. Esta é a visão do Imam Abu Sulaymaan al-Khattaabi e de outros estudiosos (que Allah tenha misericórdia deles).

Fim de citação.

"O dinheiro se tornará abundante" – a razão para esta abundância será a descida das bênçãos e a propagação de bondade por causa da justiça e da ausência de opressão ou transgressão. Naquela ocasião, a terra produzirá seus tesouros, e o desejo de manter o dinheiro vai diminuir, porque saberão que a Hora está bem próxima.

Em seguida, ele morrerá e os muçulmanos oferecerão a oração fúnebre por ele e o enterrarão.

Ahmad (9349) narrou de Abu Hurayrah que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Eu sou o mais próximo dentre as pessoas a 'Isa ibn Maryam porque não houve nenhum profeta entre mim e ele..." Então ele mencionou sua volta no final dos tempos. Em seguida, ele disse: "E ele permanecerá pelo tempo que Allah determinar que ele deva permanecer, então morrerá e os muçulmanos oferecerão a oração fúnebre por ele e o enterrarão." Classificado como sahih por al-Albani, em al-Silsilah al -Sahihah (2182).

Acreditamos que ele negará por si mesmo, no Dia da Ressurreição, as alegações de que ele era um deus.

Allah diz (interpretação do significado):

"E lembra-lhes de quando Allah dirá: 'Ó Jesus, filho de Maria! Disseste tu aos homens: 'Tomai-me e a minha mãe por dois deuses, além de Allah?' Ele dirá: 'Glorificado sejas! Não me é admissível dizer o que me não é de direito. Se o houvesse dito, com efeito, Tu o haverias sabido. Tu sabes o que há em mim, e não sei o que há em Ti. Por certo, Tu, Tu és O Profundo Sabedor das cousas invisíveis. Não lhes disse senão o que me ordenaste: 'Adorai a Allah, meu Senhor e vosso Senhor.' E fui testemunha deles, enquanto permaneci entre eles. Então, quando findaste meus dias na terra, Tu foste, sobre eles, O Observante. E Tu, de todas as cousas, és Testemunha.'"

[al-Maa'idah 5:116-117]

Isto é o que os muçulmanos acreditam sobre o Messias 'Isa ibn Maryam (que a paz esteja com ele).

Al-Bukhari (3435) e Muslim (28) narraram de 'Ubaadah (que Allah esteja satisfeito com ele) que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Aquele que dá testemunho de que não há nenhum deus além de Allah, sozinho, sem parceiros ou associados, e de que Muhammad é Seu servo e Mensageiro, e de que 'Isa é Seu servo e Mensageiro (uma palavra que Allah concedeu a Maryam e um espírito criado por Ele) e que o Paraíso é real, e o inferno é real, Allah vai admiti-lo através de qualquer uma das oito portas do Paraíso que desejar."

Pedimos a Allah que nos faça firmes na fé e nos faça morrer como crentes.

Que Allah envie bênçãos e paz ao nosso Profeta Muhammad.

Enviar comentário