Sexta-feira 17 Dhu Al-Qa'dah 1440 - 19 Julho 2019
Portuguese

O Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) é mencionado na Bíblia?

Pergunta

Que tipo de referência posso utilizar para confirmar os planos de Allah no que diz respeito à Sua vontade, e que Sua vontade foi alterada por escribas/tradutores Cristãos? Além disso, você poderia me dizer onde na Bíblia fala do Profeta Muhammad, seu nome é mencionado ou é feita uma alusão simbólica?

Texto da resposta

Louvado seja Allah.

Allah diz no seu livro (interpretação do significado):

"E [se lembrem] de quando Jesus, filho de Maria, disse: 'Ó israelitas, em verdade, sou o mensageiro de Deus, enviado a vós, corroborante de tudo quanto a Torá antecipou no tocante às predições, e alvissareiro de um Mensageiro que virá depois de mim, cujo nome será Ahmad! Entretanto, quando lhes foram apresentadas as evidências, disseram: Isto é pura magia! '" [al-Saff 61:6]

"São aqueles que seguem o Mensageiro, o Profeta iletrado, o qual encontram mencionado em sua Torá e no Evangelho, o qual lhes recomenda o bem (o Monoteísmo Islâmico e tudo que o Islam ordena) e que proíbe o ilícito (a descrença, o politeísmo, e tudo o éproibido no Islam), prescreve-lhes todo o bem e veda-lhes o imundo, alivia-os dos seus fardos e livra-os dos grilhões que o deprimem. Aqueles que nele creram, honraram-no, defenderam-no e seguiram a Luz que com ele foi enviada, são os bem-aventurados." [al-A’raaf 7:157]

Estes dois versículos indicam que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) é mencionado na Torá e no Evangelho (a Bíblia). Não importa o quanto os Judeus e os Cristãos afirmam que não é, pois a palavra de Allah é a melhor e mais verdadeira das palavras.

Algumas das coisas mencionadas nos Livros anteriores são as seguintes:

1 - Na Torá, no Livro do Deuteronômio 18: 18-19 diz:

"Eis que lhes suscitarei um profeta como tu, dentre seus próprios irmãos; Colocarei as Minhas palavras em sua boca e ele lhes falará tudo o que Eu lhe ordenar. E sequalquer pessoa não ouvir as Minhas palavras que o Profeta falar em meu Nome, Eu mesmo chamá-lo-ei a prestar contas."

(Nova Versão Internacional)

Este texto ainda existe entre eles. Com relação à frase "dentre seus próprios irmãos" – se o profeta fosse do meio dos filhos de Israel, seria dito, "lhes suscitarei um profeta dentre eles." Mas diz "dentre seus irmãos" – ou seja, do meio dos filhos de Ismail (Ishamel).

Segundo, está no Evangelho de João 16: 6-8, 12-13:

"Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador [Paracleto] não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir."

Isso não pode aplicar-se a ninguém, exceto ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele).

Terceiro: Ibn al-Qayyim (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Está escrito na Torá, no quinto livro [Deuteronômio 33: 2]:

"O Senhor veio do Sinai e despontou sobre eles de Seir; Ele resplandeceu desde o monte Paran. e veio com milhares de santos do sul, de suas encostas das montanhas [ou: da sua direita veio para eles uma lei ardente]."

(Nova Versão Internacional; a versão alternativa da última frase é da King James, cujo significado não é claro nos textos originais em hebraico)

Este versículo se refere às três Missões Proféticas: a missão profética de Mussa (Moisés), a missão profética de 'Isa (Jesus) e a missão profética de Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). "Veio do Sinai" refere-se à montanha onde Allah falou a Moisés, chamou-o e disse-lhe que ele era um profeta. "Despontou sobre eles de Seir" refere-se ao aparecimento do Messias de Bayt al-Maqdis (Jerusalém). Seir é uma vila que ainda nos dias de hoje é conhecida. Portanto, este foi um prenúncio da profecia do Messias.

"Paran" refere-se a Makkah. Allah compara a missão profética de Moisés com a chegada da alvorada, e a missão profética do Messias após ele, com o nascer do sol, e a missão profética do Selo dos Profetas ao sol alto no céu, quando sua luz atinge todos sobre a terra. E sucedeu que, exatamente como predito, Allah dissipou a noite da descrença com a missão profética de Moisés, e a luz aumentou com a missão profética do Messias, e foi concluída chegando em toda a Terra com a missão profética de Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Estes três profetas que foram mencionados neste prenúncio também foram mencionados no início da Surah al-Tin (interpretação do significado):

"Pelo figo e pela oliva! E pelo Monte Sinai! E por esta Cidade segura (Makkah)!" [al-Tin 95:1-3]

Fim de citação. Veja Hidaayat al-Hayaara, p. 110; e os comentários de Ibn al-Qayyim no Antigo Testamento, Deuteronômio 33: 1.

Quarto: Sheikh 'Abd al-Majid al-Zandaani disse em seu livro al-Bishaaraat bi Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) fi'l-Kutub al-Samawiyyah al-Saabiqah que no capítulo 22 do Evangelho de Barnabé diz:

"E isso vai continuar até que venha Muhammad, o Mensageiro de Deus que, quando vier, vai expor este engano aos que creem nas leis de Deus."

No livro de Isaías está escrito:

"Eu fiz o seu nome Muhammad, Ó Muhammad, O amado do Senhor, seu nome vai permanecer para sempre."

E está escrito no livro de Isaías:

"O que Eu tenho dado a ele, não vou dar a ninguém: Ahmad, porque ele louva a Deus e este louvor vem da melhor parte da terra, e trará alegria para a humanidade e eles vão recitar a palavra da unidade divina em todas as colinas e vão glorificar a Deus em todas as alturas."

Muitos estudiosos têm mencionado os lugares na Bíblia onde o nome do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) é mencionado. Às vezes, seu nome é mencionado claramente, e às vezes ele é descrito de formas que só podem ser aplicadas a ele (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele).

Devemos levar em consideração que os livros da Bíblia como existem hoje foram alterados e modificados. Este fato tem sido afirmado por historiadores não Muçulmanos, mas apesar de tudo, ainda encontramos na Bíblia o prenúncio da vinda do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Sheikh Rahmat-Allah al-Hindi afirmou que cada vez que os Cristãos puderam alterar algo na bíblia, eles o fizeram, portanto, você vai constatar que alguns dos antigos estudiosos citam passagens da Bíblia que não existem mais. Mas há ainda passagens que predizem a missão profética do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e sua vinda.

Devemos observar que se faz necessário nos armar de conhecimento com a mais adequada fundamentação, a fim de debater com os Cristãos. Porque mesmo não tendo nenhuma prova concreta, ainda assim, vão tentar semear as sementes da dúvida no coração das pessoas, de modo a disseminar ideias erradas e ocultar a verdade. "Mas Allah completará Sua luz, ainda que isto desagrade os renegadores da Fé." [al-Saff 61:8] (interpretação do significado).

Alguns dos livros mais úteis sobre este tema são: Izhaar al-Haqq por Shaykh Rahmat-Allah al-Hindi; Kitaab Hidaayat al-Hayaara por Ibn Al-Qayyim; e al-Jawaab al-Sahih por Ibn Taymiyyah. E Allah sabe mais.

Enviar comentário