Sábado 7 Rabi' Ath-Thani 1440 - 15 Dezembro 2018
Portuguese

Condições para passar as mãos molhadas sobre as meias.

Pergunta

Quais são as condições para se passar a mão molhada sobre as meias? Por favor, dê as evidências (dalil) para isto.

Texto da resposta

Os louvores são para Allah.

Existem quatro condições para se passar a mão molhada sobre as meias.

A primeira condição:

As meias devem ser colocadas quando a pessoa está em estado de tahaarah (pureza, quando a pessoa fez o wudu). A evidência para isso é o que o Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse para al-Mughirah ibn Shu’bah: "Não se preocupe, porque eu as coloquei quando estava limpo."

A segunda condição:

O khuuf (meias de couro que cobrem os tornozelos) ou meias devem estar taahir (puras). Se elas estão naajis (impuras) então não é permitido passar a mão molhada sobre elas. O dalil para isto é que o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) liderou seus companheiros em oração um dia usando sapatos os quais ele tirou enquanto estava rezando. Ele disse que Jibril tinha dito a ele que havia algo sujo neles. Isto foi narrado por Ahmad do hadith de Abu Sa’id al-Khudri (que Allah esteja satisfeito com ele) em seu Musnad. Isto indica que não é permitido rezar usando nada que está naajis, porque se a pessoa passa a mão molhada sobre a impureza, a pessoa será contaminada por aquela najaasah (impureza), então ele não pode ser considerado taahir (puro).

A terceira condição:

Pode se passar a mão molhada sobre as meias quando a pessoa está se purificando de impurezas menores (fazendo wudu depois de expelir gases, urina ou fezes), não quando ela está em estado de janaabah (impurezas maiores após atividades sexuais) ou quando o ghusl é necessário. A evidência para isso é o hadith de Safwaan ibn ‘Assaal (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse: "O Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) nos ordenou que quando nós estivéssemos viajando, para não remover nossos khufuf por três dias e três noites, exceto no caso de janaabah. Mas nós podíamos mantê-los e passar a mão sobre eles em caso de fezes, urina e se dormíssemos." Isto foi narrado por Ahmad do hadith de Safwaan ibn ‘Assaal (que Allah esteja satisfeito com ele) em seu Musnad. Então a condição é que passar a mão sobre as meias pode ser feito quando se está purificando (fazendo o wudu) por causa de impurezas menores, e não é permitido em caso de impurezas maiores, por causa do hadith que foi mencionado aqui.

A quarta condição:

Passar a mão molhada sobre as meias deve ser feito dentro de tempo determinado pela Shariah, o qual é um dia e uma noite no caso de quem não está viajando, e três dias e três noites no caso de quem está viajando. Isto é por causa do hadith de Ali ibn Abi Taalib (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse: "O Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) declarou um dia e uma noite para quem não está viajando, e três dias e três noites para aquele que está viajando (para passar a mão molhada sobre os khufuf.). Isto foi narrado por Muslim. Este período começa da primeira vez que a pessoa passa a mão molhada sobre a meia ao fazer o wudu depois de alguma impureza menor, e termina vinte e quatro horas depois para a pessoa que não está viajando, e setenta e duas horas depois para aquele que está viajando. Então se nós imaginarmos que uma pessoa se purifica para a oração de Fajr na Terça-feira e se mantêm taahir (puro, mantêm seu wudu) até Isha do mesmo dia, na Terça a noite, então ele dorme e acorda para rezar o Fajr na Quarta-feira e ele passa a mão molhada sobre suas meias às cinco horas zawaali, então o período começa às 5 da manhã na Quarta-feira e dura até as 5 da manhã na Quinta-feira. Se nós imaginarmos que ele passou a mão molhada nas suas meias antes das 5 da manhã então ele pode rezar Fajr na Quinta-feira tendo passado a mão molhada sobre as meias e rezar o quanto quiser contanto que ele se mantenha taahir, porque de acordo com a opinião mais correta dos estudiosos, o wudu não é quebrado até que o período para passar a mão molhada sobre as meias expire. Isto acontece porque o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) não estabeleceu um tempo limite para tahaarah, mas sim ele estabeleceu um tempo limite para poder passar a mão molhada sobre as meias. Uma vez que este tempo limite expira, a pessoa não pode passar a mão molhada sobre as meias novamente, mas se a pessoa permanece em estado de tahaarah então sua pureza continua válida, porque é isso que se entende da evidência da shariah, e o que quer que seja provado pela shariah não pode ser invalidado a não ser que haja outras evidências da shariah que tenha este efeito. Não há evidência que sugira que o wudu é invalidado quando o tempo limite de se passar a mão molhada sobre as meias expira, porque o princípio básico é de que a pessoa permanece como ela está (taahir) até que se torne aparente que este não é mais o caso.

Estas são as condições que se aplicam a passar a mão molhada sobre os khufuf. Existem outras condições as quais foram mencionadas por alguns outros estudiosos, mas estas estão sujeitas a mais debates.

A Fonte: I’laam al-Musaafirin bi Ba’d Aadaab wa Ahkaam al-Safar por Shaykh ibn al-‘Uthaymin p.14

Enviar comentário